A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
APONTAMENTOS DE REGIMES E SISTEMAS POLÍTICOS

Pré-visualização | Página 6 de 14

poliarquias seriam regimes onde o poder estaria disseminado(difuso). Todos temos                   
poder, o poder está disseminado na sociedade, o poder está distribuído de forma                         
desigual, mas todos tempo poder.O estrato político não é homogéneo, mas pluralista                       
e diversificado nas sociedades industriais.. As poliarquias são de elevada                   
participação e oposição, inclusão e competição. 
 
➢ As modernas democracias representativas são uma poliarquia porque são: 
 
• Governos de representação 
• De extensão ilimitada 
• Com limites a participação democrática 
• Diversidade política dos seus habitantes 
• Multiplicam-se as clivagens e os conflitos políticos • Pluralismo de grupos sociais e                           
organizações 
• Expansão dos direitos individuais� 
 
➢ Poliarquia distingue-se por duas características: - A cidadania entende-se a uma                       
alta proporção de adultos 
- Os direitos de cidadania incluem o de se opor e votar os mais altos cargos do                               
governo (oposição) 
 
➢​ Instituições da poliarquia: 
- Cargos eleitos. Controlo sobre o governo e suas decisões através de �eleições 
- Eleições livres e justas, sem coerção 
- Sufrágio inclusivo, alargado a todos os adultos 
- Direito de candidatura aos lugares 
- Liberdade de expressão sem repressão 
- Informação alternativa: outras fontes 
- Autonomia de criar associações �Poliarquia é um sistema político que em que                         
existem as seguintes condições: 
 
➢ Durante o período eleitoral: 
- Todos os membros da organização realizam os actos que se considera serem                       
uma expressão de preferência entre as alternativas 
- Ao ordenar as preferências, o valor atribuído à escolha de cada indivíduo é                         
idêntico  
- A alternativa com maior número de votos é declarada vencedora 
 
➢ No período pré-eleitoral: 
- Qualquer membro que apreende um conjunto de alternativas, uma das quais é                       
encarada como preferível às outras, pode inserir a sua preferência entre as                       
alternativas postas à votação  
- Todos os indivíduos possuem idêntica informação acerca das alternativas � 
 
➢ No período pós-eleitoral:� 
• As alternativas com o maior número de votos destituem as �alternativas com menos                           
votos 
• As ordens dos eleitos são executadas 
 
➢ Durante o período entre eleições: 
- Todas as decisões entre eleições são subordinadas às chegadas durante o                       
período eleitoral, isto é, as eleições estão controlando; ou novas decisões                     
durante este período são governadas pelas precedentes 7 condições,                 
operando contudo sob circunstâncias institucionais bem diferentes. 
 
 
IV. SISTEMAS POLÍTICOS  
 
9.SISTEMAS ELEITORAIS   
 
PÁGINA 147 À 201 DA POLÍTICA COMPARADA  
 
1. O estudo científico dos fenómenos eleitorais 
a) ​Origens e evolução da sociologia eleitoral  
 
2. Alargamento e democratização do sufrágio 
a) Modelos de evolução  
3. Sistemas Eleitorais  
 
A escolha de um sistema eleitoral é uma das decisões institucionais mais importantes                         
para qualquer democracia.Na maioria dos casos, a escolha de um sistema eleitoral                       
em particular ​tem um profundo efeito na futura vida política do país em questão. ​A                             
escolha de um sistema político é um processo fundamentalmente político e por isso é                           
considerada a base de todo o sistema político​. Assim tem um impacto significativo no                           
enquadramento político e institucional mais amplo : é importante ver os sistemas                       
eleitorais não isoladamente. A sua conceção e os seus efeitos dependem                     
grandemente de outras estruturas dentro e fora da constituição.  
 
Os sistemas eleitorais são atualmente vistos como uma das mais influentes                     
instituições políticas, e de importância crucial para questões mais amplas de                     
governação.  
 
Sistemas eleitorais: ​Os sistemas eleitorais expressam os votos de uma eleição geral                       
em assentos conquistados pelos partidos e candidatos, ou seja, de forma mais                       
simples é o mecanismo de transformação de votos em mandatos.  
Possuem 2 objetivos: 
● Eleição de representantes → função espelho 
● Escolha de governantes → função de seleção 
 
Os sistemas eleitorais têm pois uma ​função legislativa - eleições legislativas e uma                         
função política - eleições políticas​. Ora estas duas funções dos sistemas eleitorais                       
que são: a​ssegurar a governabilidade e a eficácias, por um lado, e a                         
representatividade e legitimidade, por outro, são de difícil compatibilização.                 
Sistemas que servem bem para escolher governantes não servem tão bem para                       
escolher representantes, e vice-versa. ​Não há pois resposta para a questão de saber                         
qual é o melhor sistema eleitoral. 
 
As ​três variáveis​ que permite distinguir os diferentes sistemas são: 
● a fórmula eleitoral usada: ​isto é, se é usado um sistema de maioritário,                         
representação proporcional, misto ou outro e qual é a fórmula matemática                     
aplicada para calcular a atribuição dos assentos;  
● fórmula matemática​: método do resto maior (Método de hamilton) 
Método da maior média (Hondt)  
● estrutura do boletim de voto​: se o eleitor vota num candidato ou num partido,                           
e se o eleitor faz uma escolha única ou expressa uma série de preferências;  
● ​magnitude do círculo eleitoral​: não quantos eleitores vivem no círculo                     
eleitoral, mas quantos representantes da legislatura esse círculo eleitoral                 
elege.  
 
 
Uninominal → um único lugar a preencher             
Plurinominal →​ pede-se aos eleitores que designem vários eleitores ao mesmo tempo  
Os ​sistemas maioritários são seguramente melhores ​para garantir a governabilidade                   
e a estabilidade, e os sistemas de representação proporcional para obter                     
representatividade. O sistema maioritário é mais ​eficaz , o sistema proporcional mais                       
justo​. ​Mas um sistema democrático não é apenas o que bem representa, mas também                           
o que proporciona um bom sistema de tomada de decisões.  
 
Não existe um sistema perfeito, cada sistema vai ter as suas vantagens e defeitos, o                             
que devemos buscar é o aperfeiçoamento para que se escolha um modelo onde as                           
vantagens superem os defeitos, de acordo com a questão cultural, com os problemas                         
do país , com as vantagens e os defeitos medidos de acordo com a realidade desse                               
país.  
 
--------------------------------------------//-----------------------------------------  
No mundo, ​existem duas grandes famílias de sistemas eleitorais: maioritário e 
proporcional. Eles refletem duas visões diferentes do que a representação dos 
cidadãos. Nos sistemas maioritários prevalece a relação direta entre um pequeno 
conjunto de eleitores e o seu deputado, enquanto que os sistemas proporcionais dão 
mais importância aos partidos: num sistema proporcional os eleitores geralmente 
sentem-se representados pelos membros do partido que votaram. 
No entanto, há que ter em conta que os efeitos do sistema eleitoral dependem em 
grande parte da cultura política do país em que se aplica. O sistema maioritário, que 
produziu grandes