A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
38 pág.
Administração de propriedades Rurais - Slides de Aula Unidade I

Pré-visualização | Página 1 de 3

Unidade I 
 
 
 
ADMINISTRAÇÃO DE PROPRIEDADES RURAIS 
 
 
 
 
 
 
Prof. Fernando Gorni 
Administração – definição 
 As definições para essa ciência ou arte, no Minidicionário da 
Língua Portuguesa, administração (1993, p. 12) é: “1. Ação de 
administrar. 2. Quem administra” e o verbo administrar 
significa “1. Gerir (negócios públicos ou particulares). [...] 3. 
Dar, ministrar. [...]”. 
 Vamos ver quais são as principais teorias de administração 
desenvolvidas. 
Teoria da Administração Científica – Taylor 
 O movimento de administração científica surgiu como uma 
resposta eficiente à questão da existência de uma força de 
trabalho desqualificada e barata. 
 Taylor começou estudando o sistema de incentivos para que o 
trabalhador executasse sua função de forma eficiente, 
assegurando a sua remuneração. Na segunda fase, trabalha a 
seleção e o treinamento de pessoal, identifica a melhor 
maneira de executar tarefas, além de propor a cooperação 
entre administração e trabalhadores. Na terceira, Taylor 
desenvolve uma ciência para cada método do trabalho, 
buscando selecionar cientificamente e depois treinar, instruir 
e desenvolver os operários, com a divisão de trabalho e 
responsabilidades entre administração e trabalhadores. 
Teoria da Burocracia – Weber 
 Weber foi o primeiro teórico a afirmar que a burocracia era a 
organização por excelência. 
 A burocracia traz consigo a sua racionalidade, o que significa 
dizer que procura os meios mais eficientes para atingir as 
metas da organização. A precisão com que cada cargo é 
definido proporciona o conhecimento exato de cada 
responsabilidade e as atividades são organizadas em rotinas e 
realizadas metodicamente, o que aumenta a sua confiabilidade. 
Escola dos Princípios de Administração – Fayol 
Fayol é considerado o fundador da Teoria Clássica da 
Administração. Ele identificou catorze princípios para que a 
administração seja eficaz: 
 Divisão do trabalho Centralização 
Autoridade e responsabilidade Hierarquia 
Disciplina Ordem 
Unidade de comando Equidade 
Unidade de direção Estabilidade do pessoal 
Subordinação Iniciativa 
Remuneração do pessoal Espírito de equipe 
Escola dos Princípios de Administração – Fayol 
Além disso, Fayol atribuiu cinco funções ao administrador: 
 prever e planejar: visualizar o futuro e traçar o programa 
de ação; 
 organizar: constituir o duplo organismo material e social 
da empresa; 
 comandar: dirigir e orientar a organização; 
 coordenar: unir e harmonizar os atos e os esforços coletivos; 
 controlar: verificar se as normas e as regras estão 
sendo seguidas. 
 
Escola das Relações Humanas – Mayo 
 A teoria desloca o foco da administração para os grupos 
informais e suas inter-relações, por entender que o ser 
humano não pode ser reduzido a esquemas mecanicistas, 
depositando na motivação a expectativa de levar o indivíduo a 
trabalhar para atingir os objetivos da organização. Defende a 
participação do trabalhador nas decisões que envolvessem a 
tarefa, porém essa participação sofre restrições e deve estar 
de acordo com o padrão de liderança adotado. 
Teoria das Decisões – Simon 
O modelo de tomada de decisão de Simon considera a 
dificuldade do indivíduo em realizar decisões puramente 
racionais e ótimas. Formulou a teoria de que a tomada de 
decisão é dividida em três fases: 
 reconhecimento/inteligência – identificação de um problema 
ou oportunidade; 
 concepção/projeto/design – estudo de alternativas; 
 escolha – avalia e seleciona a melhor alternativa. 
Teoria dos Sistemas – Bertalanffy 
 Bertalanffy concebeu o modelo do sistema aberto, entendido 
como complexo de elementos em interação e em intercâmbio 
contínuo com o ambiente. 
 Sistema é um conjunto de elementos relacionados entre si, 
formando uma atividade para atingir um objetivo, operando 
sobre entradas (informação, energia, matéria) e fornecendo 
saídas (informação, energia, matéria) processadas. Entenda-se 
como sistemas abertos os sistemas que apresentam relações 
de intercâmbio com o ambiente por meio de entradas e de 
saídas. 
Teoria Neoclássica da Administração – Druker 
 Também chamada de Escola Operacional ou Escola do 
Processo Administrativo, a Teoria Neoclássica enfatiza os 
objetivos e os resultados, pois as organizações existem para 
alcançar objetivos e produzir resultados. A organização deve 
ser dimensionada, estruturada e orientada, considerando os 
meios na busca da eficiência, mas enfatiza fortemente os fins e 
os resultados na busca da eficiência. 
 Caber salientar que Drucker é considerado o pai da 
Administração moderna, sendo o mais reconhecido dos 
pensadores do fenômeno dos efeitos da globalização na 
economia em geral. 
Escola Comportamental da Administração – McGregor 
 Autor da teoria na área de gestão de recursos humanos: Teoria 
X e Y. A Teoria X diz que os funcionários abominam o trabalho, 
encarando-o como um mal necessário à sobrevivência, o 
funcionário evitaria responsabilidades, quer ser dirigido, 
contando com estabilidade e segurança no emprego. A Teoria 
Y diz que os funcionários encaram o trabalho como uma 
atividade de lazer. Parte do pressuposto de que o ser humano 
não seria indolente, a empresa teria apenas de oferecer 
totalmente as condições de trabalho ao funcionário. 
Escola Comportamental da Administração 
– Abraham Maslow 
Elaborou uma divisão hierárquica em um conjunto de cinco 
necessidades descritas em uma pirâmide: 
 Fisiológicas (básicas), tais como a fome, a sede, o sono etc. 
 Segurança, que vai de uma casa até formas mais elaboradas de 
segurança, como um emprego estável, um plano de saúde ou 
um seguro de vida. 
 Afetivas, tais como as de pertencer a um grupo ou fazer parte 
de um clube. 
 De autoestima, que envolve o reconhecimento das nossas 
capacidades pessoais. 
 De autorrealização, em que o indivíduo procura tornar-se 
aquilo que deseja ser. 
Teoria da Contingência – Woodward, 
Laurence e Lorsch 
 Na Teoria da Contingência, as condições de ambiente explicam 
o fenômeno organizacional. Há quem negue essa influência 
total do ambiente sobre a organização. Poderíamos dizer que 
uma corrente de pensamento considera o ambiente total vital 
para a organização e outra o considera de forma parcial. 
Interatividade 
Teoria que enfatiza os objetivos e os resultados, pois as 
organizações existem para alcançar objetivos e produzir 
resultados é a Teoria: 
a) Do Comportamento. 
b) Das Decisões. 
c) Das Relações Humanas. 
d) Neoclássica. 
e) Da Administração Científica. 
Administrador 
 Podemos definir uma organização como um sistema de 
trabalho que transforma recursos em produtos e/ou serviços. 
Seja uma universidade, um restaurante, uma academia ou um 
curso de inglês, ou qualquer órgão público é um exemplo de 
organização que está presente no nosso dia a dia. 
 Se os administradores fazem bem seu trabalho, a organização 
atingirá suas metas, então cabe ao administrador organizar, 
planejar e orientar o uso dos recursos financeiros, físicos, 
tecnológicos e humanos das empresas, buscando soluções 
para todo tipo de problema administrativo. 
Funções básicas da administração 
A administração tem como funções básicas: 
 Planejamento: decidir o que deve ser feito, levando-se em 
conta as condições da organização. 
 Implementação: baseia-se em colocar um determinado plano 
em ação. Envolve a organização dos recursos da empresa, 
sejam humanos ou físicos; e as pessoas, envolvendo 
motivação, comunicação e liderança. 
 Controle: consiste em verificar se as ações estão sendo 
desempenhadas em conformidade com o planejado e se os 
objetivos estão sendo atingidos. 
Classificação dos imóveis rurais 
De acordo com o Instituto Nacional