A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
126 pág.
Auditoria Contábil

Pré-visualização | Página 1 de 21

Núcleo de Educação a Distância
UNIVERSIDADE METROPOLITANA DE SANTOS
Auditoria Contábil 
SEMESTRE 7
Créditos e Copyright	
TOMIO, Reginaldo Yamashiro.
Auditoria Contábil I. Reginaldo Yamashiro Tomio. Santos: Núcleo de Educação a Distância da UNIMES. (Material didático. Curso de Ciências Contábeis).
Modo de acesso: www.unimes.br
Ensino a distância. 2. Contabilidade.   3. Auditoria Contábil I.
CDD 657
	
UNIVERSIDADE METROPOLITANA DE SANTOS
FACULDADE DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS
PLANO DE ENSINO
CURSO: Bacharelado em Ciências Contábeis
COMPONENTE CURRICULAR: Auditoria Contábil 
SEMESTRE: 7º
CARGA HORÁRIA TOTAL: 80
EMENTA: 
Introdução e conceitos básicos de auditoria. Controle interno e Auditoria Interna. Auditoria Independente. Papéis de Trabalho (PT). Planejamento do trabalho de Auditoria. Proporcionar aos alunos conhecimentos sobre Auditoria, bem como técnicas de execução operacional de auditoria acompanhado do suporte legal que rege a profissão.
OBJETIVO GERAL: 
Desenvolver estudos sobre a técnica contábil de auditoria, seus conceitos, sua aplicação e utilização bem como proporcionar aos alunos condições para que identifiquem os métodos a serem aplicados em cada etapa do trabalho de Auditoria; aprimorar as técnicas que permitam ao aluno mensurar os controles internos básicos em cada área auditada; conscientizar o aluno da necessidade de ser criativo na elaboração do seu papel de trabalho, visando à materialização dos testes de auditoria realizados. 
OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 
Conhecer as características e práticas sobre a atividade de auditoria;
Preparar o aluno para trabalhar de forma prática a técnica de Auditoria Contábil e Operacional;
Estudar os procedimentos e as técnicas utilizados pela auditoria;
Entender a importância e as características pessoais e profissionais do auditor;
Entender o funcionamento dos trabalhos de auditoria interna e auditoria externa.
Unidade I 
Nesta unidade estaremos desenvolvendo as Normas profissionais que regem a profissão do auditor e a Origem e evolução da Auditoria.
Unidade II
Já nesta unidade a responsabilidade sobre as demonstrações contábeis e a diferenças entre a Auditoria Independente e a Interna.
Unidade III
O estudo nesta unidade é com relação aos Controles internos e os Riscos de Auditoria, continuidade e amostragem.
Unidade IV 
Estudaremos nesta unidade os Papéis de trabalho e a Auditoria das disponibilidades.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: 
Disponibilizamos nestes conteúdos programáticos os itens das unidades referentes aos objetivos específicos.
Unidade I 
Normas profissionais que regem a profissão do auditor e a Origem e evolução da Auditoria.
Unidade II
Responsabilidade sobre as demonstrações contábeis e diferenças entre a auditoria independente e interna.
Unidade III
Controles internos e os Riscos de Auditoria, continuidade e amostragem.
Unidade IV 
Papéis de trabalho e a Auditoria das disponibilidades
BIBLIOGRAFIA BÁSICA: 
CREPALDI, Silvio Aparecido. Auditoria Contábil: Teoria e Prática. 9ª Ed. São Paulo: Atlas, 2013.
LUZ, Érico Eleuterio da. Auditoria e Perícia Contábil Trabalhista. 1ª Ed. São Paulo: Pearson, 2015.
MELO, Moisés Moura de, Santos, Ivan Ramos dos. Auditoria Contábil. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Freita Bastos, 2017.
MELHEM, Marcel Gulin, COSTA, Rosenei Novochadlo da. Auditoria Contábil e Tributária. 1ª Ed. Curitiba.: Intersaberes, 2012.
RESOLUÇÃO CFC 2009/001203. Aprova a NBC TA 200 – Objetivos Gerais do Auditor Independente. Disponível em: 
http://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?Codigo=2009/001203
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
ATTIE, William. Auditoria: Conceitos e Aplicações. 6ª Ed. São Paulo: 2011.
AVALOS, José Miguel Aguilera. Auditoria e Gestão de Riscos. 1ª Saraiva, 2012.
GREPALDI, Silvio Aparecido, GREPALDI, Guilherme Simões. Auditoria Contábil. 10ª São Paulo: Atlas, 2016.
PEREZ JR, José Hernadez. Auditoria de Demonstrações Contábeis: Normas e Procedimentos. 5ª Ed. São Paulo: Atlas, 2012.
RIBEIRO, Osni Moura, RIBEIRO, Juliana Moura. Auditoria Fácil. 2ª Ed. São Paulo: Saraiva, 2013.
WILLIAM, Attie. Auditoria: Conceitos e Aplicações. 6ª Ed. São Paulo: Atlas, 2011.
RESOLUÇÃO CFC 2009/001206. Aprova a NBC TA 230 – Documentação da Auditoria. Disponível em: 
http://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?Codigo=2009/001206
RESOLUÇÃO CFC 2009/001207. Aprova a NBC TA 240 – Responsabilidade do Auditor em Relação a Fraude. Disponível em: 
http://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?Codigo=2009/001207
RESOLUÇÃO CFC 2009/001213. Aprova a NBC TA 320 – Materialidade no Planejamento e na Execução da Auditoria. Disponível em: 
http://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?Codigo=2009/001213
RESOLUÇÃO CFC 2009/001217. Aprova a NBC TA 500 – Evidência de Auditoria. Disponível em: 
http://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?Codigo=2009/001217
RESOLUÇÃO CFC 2009/001222. Aprova a NBC TA 530 – Amostragem em Auditoria. Disponível em: 
http://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?Codigo=2009/001222
METODOLOGIA:
A disciplina está dividida em unidades temáticas que serão desenvolvidas por meio de recursos didáticos, como: material em formato de texto, vídeo aulas, fóruns e atividades individuais. O trabalho educativo se dará por sugestão de leitura de textos, indicação de pensadores, de sites, de atividades diversificadas, reflexivas, envolvendo o universo da relação dos estudantes, do professor e do processo ensino/aprendizagem.
AVALIAÇÃO:
A avaliação dos alunos é contínua, considerando-se o conteúdo desenvolvido e apoiado nos trabalhos e exercícios práticos propostos ao longo do curso, como forma de reflexão e aquisição de conhecimento dos conceitos trabalhados na parte teórica e prática e habilidades. Prevê ainda a realização de atividades em momentos específicos como fóruns, chats, tarefas, avaliações a distância e Prova Presencial, de acordo com a Portaria de Avaliação vigente.
Aula 01_Resoluções referentes à Conduta do Auditor Independente
A auditoria é uma análise cuidadosa, sistemática e independente das operações desenvolvidas em certa organização ou setor, com o objetivo de verificar se elas estão ocorrendo  segundo as condições planejadas e/ou anteriormente estabelecidas, se foram eficazmente implementadas e se estão apropriadas (em conformidade) para o alcance dos objetivos.
Iniciaremos abordando, segundo a legislação, a NBC¹ P1, as Normas Profissionais do Auditor Independente.
Em auditoria, a legislação acompanha passo a passo o trabalho contábil. A leitura e o estudo das Resoluções do Conselho Federal de Contabilidade devem ser realizados durante todo o curso, sendo objeto de pesquisa e leitura, pois ajudam a resolver os exercícios e as provas.
Portanto, é indispensável entender que a leitura das normas específicas de cada título estudado é imprescindível; para isto, veremos na próxima aula  o detalhamento de todos os títulos, bem como o endereço eletrônico para pesquisa das resoluções que dão o suporte legal e didático para o curso.
Essas quatro normas, a seguir, do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), dizem respeito à conduta do Auditor Independente, determinando diretrizes quanto à competência profissional, à independência no exercício da profissão, aos parâmetros para utilização de trabalhos de terceiros, como trabalhos do auditor independente e o comando de equipe de auditores.
Assim, destacaremos os principais tópicos destas resoluções - o que não invalida a leitura completa das mesmas. 
I. Resolução CFC nº. 821/1997 de 17 de dezembro de 1997 (revisada)
Trata da competência técnico-profissional do auditor independente, o qual deve manter seu nível de competência profissional conhecendo profundamente os Princípios Fundamentais da Contabilidade e as Normas Brasileiras de Contabilidade (NBC), técnicas contábeis e de auditoria, e as legislações pertinentes

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.