A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
209 pág.
livro_04_precos_e_servicos_de_engenharia_e_arquitetura_consultiva

Pré-visualização | Página 5 de 42

DO PROJETO 
GERENTE OU COORDENADOR DE CONTRATO 
CONSULTOR - NÍVEL A 
CONSULTOR - NÍVEL B 
CONSULTOR - NÍVEL C
Preços de Serviços de Engenharia e Arquitetura Consultiva 18
PROFISSIONAL MASTER
PROFISSIONAL SENIOR
PROFISSIONAL PLENO OU MÉDIO
PROFISSIONAL JUNIOR
PROFISSIONAL TRAINEE
PESSOAL DE APOIO TÉCNICO:
TÉCNICO SENIOR 
TÉCNICO PLENO OU MÉDIO 
TÉCNICO JUNIOR 
CADISTA OU PROJETISTA SENIOR 
CADISTA OU PROJETISTA 
TOPÓGRAFO 
AUXILIAR DE TOPOGRAFIA 
LABORATORISTA 
AUXILIAR DE LABORATÓRIO 
ARQUIVISTA TÉCNICO 
AUXILIAR TÉCNICO SENIOR 
AUXILIAR TÉCNICO PLENO OU MÉDIO 
AUXILIAR TÉCNICO JUNIOR 
PESSOAL DE APOIO ADMINISTRATIVO:
OPERADOR DE MICROCOMPUTADOR 
DIGITADOR 
SECRETÁRIA SENIOR OU EXECUTIVA
SECRETÁRIA JUNIOR
ADMINISTRATIVO PLENO 
AUXILIAR ADMINISTRATIVO 
MOTORISTA 
MENSAGEIRO 
SERVENTE / FAXINEIRO / COPEIRO
Observamos que podem existir discrepâncias da terminologia de um cliente para outro em função, princi-
palmente, da inexistência de uma classificação oficial ou normalizada. Portanto, deve ser dedicada muita 
atenção na análise das especificações encontradas nos editais de licitações.
Paulo Roberto Vilela Dias 19
2.2 CARACTERÍSTICAS MÍNIMAS DAS CATEGORIAS PROFISSIONAIS
As características mínimas para aceitabilidade das categorias profissionais apresentadas anteriormente, 
podem ser as descritas a seguir:
2.3 DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS CATEGORIAS PROFISSIONAIS
Lembramos, que na ausência de classificação oficial, optou-se por criar especificações mínimas para as 
categorias profissionais sugeridas. Contudo, esta classificação não deverá ser entendida como definitiva 
para fins de apresentação de propostas, uma vez que cada cliente poderá, a seu juízo, desenvolver o plano 
de cargos que lhe seja interessante em cada contratação.
Descrição da Função
Formatura Na função
DIRETOR DO PROJETO 15
GERENTE OU COORDENADOR DE CONTRATO 15
CONSULTOR - NÍVEL A 15
CONSULTOR - NÍVEL B 15
CONSULTOR - NÍVEL C 10
PROFISSIONAL MASTER acima de 15
PROFISSIONAL SENIOR de 10 a 15 anos
PROFISSIONAL PLENO OU MÉDIO de 5 a 10 anos
PROFISSIONAL JUNIOR de 2 a 5 anos
PROFISSIONAL TRAINEE até 2 anos
TÉCNICO SENIOR 15
TÉCNICO PLENO OU MÉDIO 5
TÉCNICO JUNIOR 2
CADISTA OU PROJETISTA SENIOR 10
CADISTA OU PROJETISTA 2
TOPÓGRAFO 10
AUXILIAR DE TOPOGRAFIA 2
LABORATORISTA 10
AUXILIAR DE LABORATÓRIO 2
ARQUIVISTA TÉCNICO 2
AUXILIAR TÉCNICO SENIOR 15
AUXILIAR TÉCNICO PLENO OU MÉDIO 10
AUXILIAR TÉCNICO JUNIOR 2
OPERADOR DE MICROCOMPUTADOR 2
DIGITADOR 2
SECRETÁRIA SENIOR 5
SECRETÁRIA JUNIOR 2
ADMINISTRATIVO PLENO 10
AUXILIAR ADMINISTRATIVO 2
MOTORISTA 2
MENSAGEIRO .
SERVENTE / FAXINEIRO / COPEIRO .
Tempo Mínimo de Experiência (anos)
Preços de Serviços de Engenharia e Arquitetura Consultiva 20
Cabe realçar que devem ser consideradas, na avaliação profissional, outras referências, tais como, co-
nhecimento de línguas estrangeiras, informática, apresentação pessoal etc. Ou ainda, cursos de exten-
são, pós-graduação, mestrado e doutorado.
A seguir elaboramos uma descrição sumária de cada uma das categorias profissionais apresentadas 
anteriormente. 
DIRETOR DO PROJETO – profissional de nível superior do ramo da engenharia ou arquitetura, com mais 
de 15 anos de atuação na área inerente ao projeto, com boa capacidade de liderança em trabalhos téc-
nicos em equipe e apto a assumir cargo de chefia, coordenação, gerência ou diretoria. Esta categoria só 
deverá existir em empreendimentos de grande porte.
GERENTE OU COORDENADOR DE CONTRATO – profissional de nível superior do ramo da engenharia ou 
arquitetura, com mais de 15 anos de atuação na área inerente ao projeto, com boa capacidade de lide-
rança em trabalhos técnicos em equipe e apto a assumir cargo de chefia, coordenação ou gerência. Esta 
categoria é definida para empreendimentos de pequeno e médio portes.
CONSULTOR NÍVEL A – profissional de nível superior com notória especialização, com mais de 15 anos 
de atuação na área inerente ao projeto. Em geral é contratado pela empresa para a prestação de serviços 
de assessoria especializada de natureza bem específica. 
CONSULTOR NÍVEL B – profissional de nível superior com notória especialização, com mais de 15 anos 
de atuação na área inerente ao projeto. Em geral é contratado pela empresa para a prestação de serviços 
de assessoria especializada de natureza bem específica. 
CONSULTOR NÍVEL C – profissional de nível superior com notória especialização, com mais de 10 anos 
de atuação na área inerente ao projeto. Em geral é contratado pela empresa para a prestação de serviços 
de assessoria especializada de natureza bem específica. 
PROFISSIONAL MASTER – profissional de nível superior dos diversos ramos da engenharia (arquiteto, 
civil, elétrico, mecânico etc.), com no mínimo 15 anos de experiência. Deve possuir, ainda, experiência 
inerente à profissão, capacidade e liderança de equipes de trabalhos técnicos, sendo apto a assumir 
cargo de chefia de equipe de pessoal qualificado.
PROFISSIONAL SENIOR – profissional de nível superior dos diversos ramos da engenharia (arquiteto, 
civil, elétrico, mecânico etc.), com experiência entre 10 e 15 anos. Deve possuir, ainda, experiência ine-
rente à profissão, capacidade e liderança de equipes de trabalhos técnicos, sendo apto a assumir cargo 
de chefia de equipe de pessoal qualificado.
PROFISSIONAL PLENO OU MÉDIO – profissional de nível superior dos diversos ramos da engenharia (ar-
quiteto, civil, elétrico, mecânico etc.), com experiência entre 5 e 10 anos. Deve possuir, ainda, experiência 
inerente à profissão.
Paulo Roberto Vilela Dias 21
PROFISSIONAL JUNIOR – profissional de nível superior dos diversos ramos da engenharia (civil, elétrico, 
mecânico etc.), com experiência entre 2 e 5 anos. Deve possuir, ainda, experiência inerente à profissão.
PROFISSIONAL TRAINEE – profissional de nível superior dos diversos ramos da engenharia (civil, elétri-
co, mecânico etc.), recém-formado ou com até 2 anos de experiência.
TÉCNICO SENIOR – profissional de nível médio dos diversos ramos da engenharia (civil, elétrico, me-
cânico etc.), com diploma de curso técnico, com no mínimo 15 anos de experiência. Deve possuir, ainda, 
experiência inerente à profissão.
TÉCNICO PLENO OU MÉDIO – profissional de nível médio dos diversos ramos da engenharia (civil, elé-
trico, mecânico e etc.), com diploma de curso técnico, com experiência entre 5 e 15 anos. Deve possuir, 
ainda, experiência inerente à profissão.
TÉCNICO JUNIOR – profissional de nível médio dos diversos ramos da engenharia (civil, elétrico, hi-
dráulico etc.), com diploma de curso técnico, com no mínimo 2 anos de experiência. Deve possuir, ainda, 
experiência inerente à profissão.
CADISTA OU PROJETISTA SENIOR – profissional de nível médio, com ou sem diploma de curso técnico, 
com integral conhecimento do software CAD, com no mínimo 5 anos de experiência inerente à profissão.
CADISTA OU PROJETISTA – profissional de nível de 2º grau, com bons conhecimentos do software CAD, 
com no mínimo 2 anos de experiência inerente à profissão. 
TOPÓGRAFO – profissional de nível médio, com ou sem diploma de curso técnico, com no mínimo 5 anos 
de experiência inerente à profissão. 
AUXILIAR DE TOPOGRAFIA – profissional de nível de 1º grau, com no mínimo 2 anos de experiência ine-
rente à profissão. 
LABORATORISTA – profissional de nível médio, com ou sem diploma de curso técnico, com no mínimo 5 
anos de experiência inerente à profissão. 
AUXILIAR DE LABORATÓRIO – profissional de nível de 1º grau, com no mínimo 2 anos de experiência 
inerente à profissão. 
ARQUIVISTA TÉCNICO – profissional de nível superior ou médio, com diploma de curso superior ou téc-
nico, com no mínimo 2 anos de experiência inerente à profissão. 
AUXILIAR TÉCNICO SENIOR – profissional de nível de 2º grau, com no mínimo 15