NEUROANATOMIA - NÚCLEOS DA BASE
9 pág.

NEUROANATOMIA - NÚCLEOS DA BASE


DisciplinaNeuroanatomia6.382 materiais52.448 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Branda de Oliveira de Lima, Turma LVI - MedUnicamp 
Os hemisférios cerebrais são formados por uma camada superficial de substância 
cinzenta (córtex cerebral), por um centro com substância branca (fibras \u2013 Centro 
branco medular do cérebro) e por núcleos de substância cinzenta inseridos nesse 
centro branco (núcleos da base). 
Os núcleos da base são aglomerados de corpos de neurônios que estão na base do 
cérebro, embebidos em substância branca (fibras). Eles tem função predominantemente 
motora (corpo estriado dorsal), mas estão envolvidos com processos cognitivos, 
emocionais e motivacionais (corpo estriado ventral - sistema mesolímbico, sistema 
límbico). 
Temos 7 núcleos da base, que são: Núcleo Caudado, Núcleo Putâmen, Globo Pálido, 
Claustrum, Corpo Amigdaloide, Núcleo Accumbens e Núcleos basais de Meynert. 
Corpo Lentiforme: Globo Pálido + Putâmen 
Corpo Estriado/Corpo Estriado Dorsal: Globo Pálido + Putâmen + Núcleo Caudado 
Neoestriado (Striatum): Putâmen + Núcleo Caudado 
Paleoestriado (Pallidum): Globo Pálido 
Corpo Estriado Ventral: Núcleos basais de Meynert + Núcleo Accumbens 
 
Branda de Oliveira de Lima, Turma LVI - MedUnicamp 
 
 
1. NÚCLEO CAUDADO 
Tem formato de C, acompanhando mais ou menos a curvatura do corno anterior e 
inferior dos Ventrículos Laterais. Tem uma dilatação anterior chamada cabeça do 
núcleo caudado que faz projeção para o Ventrículo Lateral e na cauda tem outra 
dilatação chamada de Corpo Amigdaloide. A cauda do caudado aparece próximo ao 
Hipocampo nos cortes coronais. 
Quando o corte coronal ou axial pega a cabeça do núcleo caudado conseguimos ver 
uma área que é \u201cfundida\u201d com o Putâmen, mais lateral. Vemos trabéculas formadas 
por pontes celulares entre um núcleo e outro que atravessam o braço anterior da 
Branda de Oliveira de Lima, Turma LVI - MedUnicamp 
Cápsula Interna e parecem estrias escuras (substância cinzenta atravessando fibras), 
por isso são chamados em conjunto de Corpo Estriado. Esses núcleos estão muito 
ligados funcionalmente, principalmente com a motricidade. 
2. PUTÂMEN 
Pode ser chamado de corpo Lentiforme por lembrar o formato de uma castanha-do-
Pará quando junto com o Globo Pálido, mas essa classificação não é muito funcional 
(tem mais relação com o Caudado do que com o Pálido, apesar de estarem coladinhos). 
Como tem mais relação com o Caudado, dividimos o Corpo Estriado Dorsal em 
Neoestriado (Striatum), com o Putâmen + Caudado, e em Paleoestriado (Pallidum), 
com o Globo Pálido apenas. 
É mais lateral ao III 
Ventrículo. Lateralmente se 
relaciona com o córtex 
insular, sendo separado 
dele pela Lâmina Externa, 
Claustrum e Lâmina 
Extrema (nessa ordem, 
interno\u2192externo). 
É dividido do Globo Pálido 
por uma fina lâmina de 
substância branca (Lâmina 
Medular Lateral), é mais 
lateral e tem coloração mais 
escura. 
3. GLOBO PÁLIDO 
Faz parte do corpo 
Lentiforme, mas é mais 
medial que o Putâmen e de 
coloração mais clara 
(Pálido) por causa de fibras 
Branda de Oliveira de Lima, Turma LVI - MedUnicamp 
mielínicas que o atravessam. Se 
relaciona com o Tálamo, sendo 
separado deste pelo braço 
posterior da Cápsula Interna. O 
Globo Pálido também possui 
uma lâmina de subst. Branca 
que o divide em porção Medial e 
porção Lateral (Lâmina 
Medular Medial). Junto com o 
Putâmen, o Pálido também tem 
funções relacionadas com a 
motricidade. 
4. CLAUSTRUM 
É uma placa de substância 
cinzenta entre o córtex insular e 
o Putâmen, mais 
especificamente separado do 
córtex insular pela Cápsula 
Extrema (ou lâmina) e do 
Putâmen pela Cápsula 
Externa. Ele tem função meio 
obscura, mas se conecta com 
quase todas as áreas corticais. 
Então, de externo para interno até a cavidade 
do III Ventrículo temos: 
Córtex da Ínsula \u2192 Cápsula Extrema \u2192 
Claustrum \u2192 Cápsula Externa \u2192 Putâmen \u2192 
Lâmina Medular Lateral \u2192 Porção Lateral do 
Globo Pálido \u2192 Lâmina Medular Medial \u2192 
Porção Medial do Globo Pálido \u2192 Braço 
posterior da Cápsula Interna \u2192 Tálamo \u2192 III 
Ventrículo. 
5. CORPO AMIGDALOIDE 
Também chamada de Amígdala, é uma 
bolinha de subst. Cinzenta que está no polo 
temporal do hemisfério cerebral mas parece 
que é a ponta da cauda do Núcleo Caudado, 
pois está muito grudada. Quando separamos 
o núcleo caudado vemos a Amígdala na 
cauda, bem como vimos ela em cortes 
coronais que peguem o corno inferior do 
Ventrículo Lateral. 
É uma estrutura muito antiga evolutivamente 
pois está relacionada com funções cruciais 
para a sobrevivência, como o medo. Assim, 
faz parte do Sistema Límbico mas não do 
circuito de papez. 
Branda de Oliveira de Lima, Turma LVI - MedUnicamp 
6. NÚCLEO ACCUMBENS 
Tem os limites meio indefinidos mas fica mais ou menos na parte anterior do Putâmen 
e do Núcleo Caudado, onde eles se fusionam. Numa visão medial de um corte sagital 
vemos ele imediatamente anterior à parte do Rostro do Corpo Caloso. O Núcleo 
Accumbens + Núcleos basais de Meynert formam o Corpo Estriado Ventral. 
Está relacionado com a via dopaminérgica-mesolímbica, isto é, com as vias 
responsáveis pelo prazer (relacionado com o Sistema Límbico). 
7. NÚCLEOS BASAIS DE MEYNERT 
Os núcleos basasis de Meynert também são chamados de Substância Inominada 
(substantia innominata) e está na parte mais ventral do G. Pálido e por isso também 
podem ser conhecidos como \u201cPálido Ventral\u201d. Possuem neurônios colinérgicos (Ach) 
e junto com o sistema estriato-palidal ventral, a amígdala e a área septal constituem 
as vias eferentes das atividades cerebrais originadas no grande lobo límbico (Sist. 
Límbico). 
Tem função relacionada com a vigília e atenção e no caso de degeneração está 
envolvido com o mal de Alzheimer. 
 
8. CONEXÕES ENTRE OS NÚCLEOS DA BASE 
 
8.1. CONEXÕES DO CORPO ESTRIADO 
O corpo estriado (Putâmen, Caudado e Pálido) funcionam como mediadores do 
circuito motor, são \u201cpontos de parada\u201d para as fibras motoras que chegam do córtex 
cerebral e vão para o Tálamo e vice-versa. Esse circuito é chamado de alça 
Branda de Oliveira de Lima, Turma LVI - MedUnicamp 
Corticoestriado-Talamocorticais e por ele passam fibras envolvidas com o sistema 
motor somestésico, nervo oculomotor, fibras do córtex pré-frontal, e do sistema límbico. 
Assim, o circuito Corticoestriado-Talamocorticais possui 5 tipos de fibras: 
I)Fibras do Circuito Motor: saem da área motora e somestésica cortical e estão 
relacionadas com a motricidade voluntária. 
II)Fibras do Circuito Oculomotor: saem do campo ocular motor e estão relacionadas 
com os movimentos oculares. 
III)Fibras do circuito Pré-Frontal dorsolateral: saem da parte dorsolateral da área 
pré-frontal e vão para o N. Caudado, depois para o G. Pálido, N. Dorsomedial do Tálamo 
e voltam para o córtex pré-Frontal. Relacionadas com as funções da área pré-frontal 
(tomada de decisões, funções psíquicas superiores). 
IV)Fibras do circuito Pré-Frontal orbitofrontal: saem e chegam na parte orbitofrontal 
da área pré-frontal, fazendo o mesmo trajeto do circuito anterior. Relacionada com a 
manutenção da atenção e supressão de comportamentos socialmente indesejáveis. 
V)Fibras do Circuito Límbico: saem das áreas neocorticais do sistema límbico (parte 
anterior do Giro do Cíngulo) e vão para o corpo estriado ventral (N. Accumbens) e depois 
para o Núcleo Anterior do Tálamo. Relacionado com as emoções. 
\u27a2 CIRCUITO MOTOR 
É o circuito mais importante do Corpo Estriado. As fibras saem das áreas motoras do 
córtex (Giro Pré-Central) e da área somestésica (Giro Pós-Central) e vão para o 
Putâmen. Lá se relacionam certinho cada área cortical com uma área do putâmen, pois