A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
e-book-forcas-armadas-psicologia-editora-sanar

Pré-visualização | Página 7 de 8

(OFICIAL – EXÉRCITO – ESFCEX – 2015) Leia o texto 
abaixo.
Estão no território brasileiro perto de 16% 
das reservas florestais mundiais, que possuem, 
como sumidouros, grande importância no ci-
clo do carbono. Todavia, tal fato, que poderia 
ser uma condição favorável, constituindo-se 
numa grande desvantagem, à medida que 
a comunidade internacional não crê que o 
governo brasileiro possa deter as queimadas 
vinculadas ao desmatamento da Amazônia.
Baseando-se no texto e em seus conheci-
mentos sobre a Amazônia Legal, pode-se 
afirmar que a (o) (s):
 Ⓐ desmatamento tem proporcionado à 
introdução em larga escala da produção 
agroecológica de alimentos.
 Ⓑ queimadas ajudam na abertura de no-
vas áreas para a implantação de sistemas 
de produção sustentável.
 Ⓒ mineração, por meio de empresas 
multinacionais, tem ajudado a melhorar a 
imagem do Brasil perante grupos interna-
cionais de defesa do meio ambiente.
 Ⓓ madeiereiras ilegais são quase inexis-
tentes na atualidade e a exploração da 
(TAVARES, C. A. In VITTE, Carlos Antonio; GUERRA, Teixeira J. A., (org.) Reflexões sobre a 
geografia física no Brasil. Rio de Janeiro. Bertrand Brasil, 2004. (pág 144).).
madeira acontece em áreas de manejo 
florestal.
 Ⓔ forte demanda por recursos naturais 
no Brasil e no exterior, a visão de desen-
volvimento em curto prazo, associada ao 
rápido enriquecimento, tem norteado po-
líticas predatórias.
Grau de Dificuldade
Alternativa A: INCORRETA. A Amazônia legal 
vem se consolidando como a última fron-
teira agrícola brasileira atraindo o avanço 
dos sistemas agrícolas mecanizados, vol-
tados para a produção de commodities 
para a exportação, o plantation. Esta ex-
pansão é responsável, em grande parte, 
pelo aumento dos índices de desmata-
mento da região.
Alternativa B: INCORRETA. A queimada ou 
coivara é geralmente usada para a limpe-
za do terreno e está presente nas técnicas 
mais rudimentares de plantio itineran-
te que coexistem com o agronegócio na 
Amazônia. Os sistemas de produção sus-
tentável condenam o uso da queimada, 
pois seu uso indiscriminado e de forma 
constante acaba exaurindo o solo, per-
dendo-se aquela área agricultável. 
Alternativa C: INCORRETA. A legislação bra-
sileira determina regras de diminuição do 
impacto ambiental causado pela ativida-
de mineradora. Questões ligadas a falta 
de fiscalização e mesmo o descaso das 
empresas com relação a legislação fazem 
com que os danos ambientais sejam agra-
vados, contribuindo para a imagem nega-
tiva do Brasil perante organismos interna-
cionais de defesa do meio-ambiente.
Alternativa D: INCORRETA. Apesar de uma 
significativa parcela de madeira extraída 
da Amazônia ser de áreas reflorestadas, a 
maior parte de madeira negociada a par-
tir da extração dessa região é de origem 
irregular. A situação se agrava com o cres-
cimento da atividade de grilagem (apro-
priação ilegal de terras) por conta da va-
lorização econômica da região.
Alternativa E: CORRETA. Sendo a maior re-
serva de recursos naturais do Brasil e uma 
das maiores do mundo, a exploração da 
região amazônica carece de uma legis-
lação específica, fiscalização eficiente e 
proteção ambiental para evitar a degra-
dação da floresta. Com a modernização do 
campo brasileiro e a expansão de práticas 
de exploração predatórias a situação se 
agrava, chegando a níveis alarmantes de 
desmatamento e degradação ambiental.
III. GEOGRAFIA HUMANA: FONTES DE 
ENERGIA – FONTES DE ENERGIA NO 
BRASIL
05. Questão
(OFICIAL – EXÉRCITO – ESAEX – 2010) Sobre a pro-
dução de energia no Brasil, analise as afir-
mativas e, a seguir, assinale a alternativa 
correta.
I. A concentração de hidroelétricas na 
região Centro-oeste ocorreu pela forte 
demanda da fronteira agrícola.
II. O esgotamento de possibilidades de 
construção de grande hidroelétricas 
na região Sudeste levou a uma mudan-
ça para modelos menores.
III. As termoelétricas hoje existentes 
funcionam com matrizes energéticas 
como o carvão e gás natural.
IV. Os chamados biocombustíveis têm sua 
matriz em programas anteriores como 
o Proálcool, criado em 1975.
 Ⓐ Somente II está correta.
 Ⓑ Somente IV está correta.
 Ⓒ Somente I e IV estão corretas.
 Ⓓ Somente II, III e IV estão corretas.
 Ⓔ Todas estão corretas.
Grau de Dificuldade
Assertiva I: INCORRETA. As hidrelétricas 
brasileiras são concentradas na região 
Sudeste e a maior de todas, Itaipu, fica 
na região Sul. A região Centro-oeste tem 
um elevado potencial hidrelétrico, porém 
pouco utilizado por causa da irregulari-
dade das cheias de suas principais bacias 
hidrográficas.
Assertiva II: CORRETA. Para aumentar a efi-
ciência da captação do potencial hidrelé-
trico, o governo brasileiro, a partir da dé-
cada de 1980, passou a adotar a utilização 
de turbinas verticais o que possibilitou a 
construção de usinas de menor porte em 
maior número ao invés de usinas de gran-
de porte. O uso de 92% do potencial hi-
drelétrico das bacias do Sudeste associa-
do ao alto custo das usinas, foram cruciais 
para a adoção deste modelo.
Assertiva III: CORRETA. Cerca de 25% da ge-
ração de energia do brasil são oriundos de 
usinas termelétricas. Na região sudeste, 
as termelétricas são movidas a gás natu-
ral, proveniente do gasoduto Bolívia-Bra-
sil, Gasbol. Na região Sul, as termelétricas 
são movidas a carvão mineral das jazidas 
existentes na região. Na região Norte, as 
termelétricas são movidas a derivados de 
petróleo e não estão conectadas ao siste-
ma elétrico nacional.
Assertiva IV: CORRETA. O Brasil foi o pri-
meiro país do mundo a introduzir na sua 
matriz energética com eficiência um bio-
combustível. Pressionado pela crise do 
146 147Thor FascioGeografia
petróleo de 1973, já que na época o Brasil 
tinha uma forte dependência de petróleo 
importado, foi criado o Nacional do Ál-
cool (Proálcool), onde linhas de crédito e 
incentivos fiscais foram criados para esti-
mular a mudança do combustível de auto-
móveis da gasolina para o álcool.
Resposta: Ⓓ
06. Questão
(OFICIAL – EXÉRCITO – ESFCEX – 2015) Além de 
ser um recurso renovável, a água é uma 
das poucas fontes utilizadas para a pro-
dução de energia que não contribui para 
aquecimento global – um dos problemas 
ambientais mais discutidos na atualidade 
(ALMEIDA; RIGOLIN, 2013, p. 711). Contudo, 
as hidrelétricas, inclusive as brasileiras, 
apresentam uma série de desvantagens, 
entre elas:
 Ⓐ salinizam os solos com as grandes 
concentrações de sais que se acumulam 
nos reservatórios em regiões semiáridas, 
como no lago de Sobradinho.
 Ⓑ promovem a liberação de gás butano 
em grande quantidade com a decompo-
sição da vegetação nas áreas de floresta 
inundada, como no caso de Balbina.
 Ⓒ alteram os regimes dos rios, que pas-
sam a ser de regime lacustre, segundo a 
abertura ou fechamento das comporta 
das usinas, como no caso dos que com-
põem o sistema de Furnas.
 Ⓓ inviabilizam a navegação fluvial ao re-
presarem e criarem desníveis, necessários 
à geração de energia, em rios de planícies, 
como no caso de Araguaia. 
 Ⓔ inundam cidades e eliminam heranças 
históricas, como no caso das cidades de 
Remanso, Casa Nova, Sento Sé e Pilão Ar-
cado no estado da Bahia.
Grau de Dificuldade
Alternativa A: INCORRETA. A salinização é 
consequência do desequilíbrio entre pre-
cipitação e evaporação da água sobre o 
solo. É um fenômeno observado em ativi-
dades agrícolas onde o projeto de irriga-
ção não leva em conta o índice de aridez, 
fazendo com que a terra seja molhada 
com uma quantidade menor de água do 
que o necessário. A evaporação decor-
rente da exposição do solo ao sol intenso 
leva ao depósito de resíduos salinos dei-
xados pelo processo.
Alternativa B: INCORRETA. O processo de 
construção de hidrelétricas alaga exten-
sas áreas de fauna e flora. Essas áreas 
passam