A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
110 pág.
338866239-1-afa-efomm-apostila-fisica-vol-1-pdf

Pré-visualização | Página 10 de 50

nos quatro trechos.
(B) A aceleração do corpo é nula apenas no trecho IV.
(C) A trajetória descrita pelo corpo no trecho I é parabólica.
(D) O movimento descrito pelo corpo no trecho III é progressivo e 
retardado.
 07 (AFA) Um móvel desloca-se ao longo de uma linha reta, sendo sua 
posição em função do tempo dada pelo gráfico abaixo:
x
A
B C
D
E
t
Pode-se afirmar que:
(A) nos trechos CD e DE, o movimento foi acelerado.
(B) no trecho BC, a velocidade foi constante e não nula.
(C) no trecho AB, a velocidade é decrescente.
(D) no trecho DE, a velocidade é negativa.
 08 (AFA) A figura abaixo apresenta o gráfico posição x tempo para um 
móvel em movimento retilíneo.
É correto afirmar que:
(A) a velocidade no instante tA é menor que a velocidade no instante tB.
(B) para tC, a aceleração do móvel é nula.
(C) para tA < t < tC, o movimento é acelerado.
(D) para tB < t < tC, a velocidade do móvel decresce de maneira uniforme.
Física I – Assunto 2
268 Vol. 1
 09 (AFA) O gráfico abaixo mostra como variou a velocidade de um atleta 
durante uma disputa de 100 m rasos.
 
v(m/s)
12
v
5,5 8,5 t t(s)
Sendo de 8,0 m/s a velocidade média deste atleta, pode-se afirmar que a 
velocidade v no instante em que ele cruzou a linha de chegada era, em m/s,
(A) 5,0. 
(B) 3,5.
(C) 8,5. 
(D) 10.
 10 (AFA) O gráfico da posição (S) em função do tempo (t) a seguir 
representa o movimento retilíneo de um móvel.
1 2 3
t (s)
s (m)
A partir do gráfico, é correto afirmar que:
(A) no primeiro segundo, o seu movimento é progressivo.
(B) entre 1 s e 3 s, a aceleração é negativa.
(C) no instante 2 s, a velocidade do móvel é nula.
(D) nos instantes 1 s e 3 s, os vetores velocidades são iguais.
 11 (AFA) Um vagão movimenta-se sobre trilhos retos e horizontais 
obedecendo à equação horária S = 20t – 5t² (SI). Um fio ideal tem uma 
de suas extremidades presa ao teto do vagão e, na outra, existe uma 
esfera formando um pêndulo. As figuras que melhor representam as 
configurações do sistema vagão-pêndulo de velocidade v e aceleração a, 
nos instantes 1 s, 2 s e 3 s, são respectivamente:
(A) 
a a av v
v = 0
(B) 
a a av vv = 0
(C) a a avv v
(D) a a avv v
 12 (AFA) Duas partículas, A e B, que executam movimentos retilíneos 
uniformemente variados, se encontram em t = 0 na mesma posição. 
Suas velocidades, a partir desse instante, são representadas pelo gráfico 
abaixo.
 
v(m/s)
50
0 t(s)
– 50
A
B
As acelerações experimentadas por A e B têm o mesmo módulo de 0,2 m/s2. 
Com base nesses dados, é correto afirmar que essas partículas se encontrarão 
novamente no instante
(A) 10 s. 
(B) 50 s.
(C) 100 s.
(D) 500 s.
 13 (EN) Uma partícula possui velocidade igual a 2 m/s no instante t = 0 e 
percorre uma trajetória retilínea e horizontal. Sabe-se que a sua aceleração 
varia em relação ao tempo de acordo com o diagrama abaixo. Ao fim de 
4 segundos, a distância percorrida pela partícula é de:
a(m/s2)
t(s)2
2
60
(A) 10 m. 
(B) 22 m. 
(C) 32 m.
(D) 42 m. 
(E) 20 m.
 14 (AFA) O gráfico da posição em função do tempo para um objeto que 
se move em trajetória retilínea, é dado na figura abaixo. A velocidade inicial, 
em m/s, e a aceleração, em m/s2, são, respectivamente:
S(m)
9
0 3 6 T(s)
(A) 6 e 2. 
(B) 6 e 3. 
(C) 9 e 3.
(D) 9 e 6.
Movimento uniformemente variado
269AFA-EFOMM
 15 (AFA) Duas partículas A e B desenvolvem movimentos sobre uma 
mesma trajetória, cujos gráficos horários são dados por:
32
28
14
o
B
A
4 7 8 t(s)
s(m)
No instante em que A e B se encontram, os módulos das velocidades de 
A e de B valem, respectivamente:
(A) 2 e 12. 
(B) 2 e 16. 
(C) 2,57 e 12. 
(D) 2,57 e 16.
 16 (EFOMM) Uma lancha da guarda costeira, atracada à costa, recebe 
a denúncia de que um navio, carregado de contrabando, a 50 milhas 
afastado da costa, vem avançando a uma velocidade constante de 12 
nós. A distância mínima que qualquer navio estranho deve estar da costa 
é de 20 milhas. A aceleração constante mínima que a lancha deverá ter, 
em milhas/h2, para que o navio não adentre o perímetro da costa é:
(A) 0,8. 
(B) 1,6.
(C) 3,2.
(D) 6,4. 
(E) 16.
 17 (EsPCEx) O gráfico abaixo representa a velocidade (V) em função do 
tempo (t) dos móveis A e B, que percorrem a mesma trajetória no mesmo 
sentido e que, no instante inicial (t = 0), partem do mesmo ponto.
V(m/s) A
16 B
0 8
t (s)
A distância percorrida pelo móvel A será o dobro daquela percorrida pelo 
móvel B quando o tempo de deslocamento for igual a:
(A) 8 s. 
(B) 16 s. 
(C) 24 s.
(D) 32 s.
(E) 40 s.
 18 (EsPCEx)O gráfico abaixo descreve a velocidade V, em função do 
tempo t, de um móvel que parte da posição inicial 10 m de sua trajetória. 
A função horária da sua posição, em que o tempo t e a posição S são 
dados, respectivamente, em segundos e em metros, é:
(A) S = 10 – 15t + 3t2/2.
(B) S = 15 + 10t – 5t2/2.
(C) S = 10 + 15t – 3t2/2.
(D) S = 15 – 10t +5t2/2.
(E) S = 10 + 15t – 5t2/2.
 19 (AFA) Um automóvel par te do repouso e se movimenta com a 
aceleração mostrada, de maneira aproximada, na figura abaixo:
t(s)
+2
0
– 2
2 4
a(m/s²)
Depois que sua aceleração mudou de sentido, o deslocamento (variação 
de posição) entre os instantes t = 2 s e t = 3 s vale, em metros:
(A) 0. (C) 2.
(B) 1. (D) 3.
(E) 4.
 20 (AFA) Um corpo é abandonado do topo de um precipício. O ruído 
produzido pela queda do corpo ao atingir o chão é ouvido 10 s após o 
seu abandono. Considerando a velocidade do som no ar igual a 340 m/s, 
pode-se afirmar que a altura do precipício, em metros, é aproximadamente:
(A) 200. (C) 391.
(B) 288. (D) 423.
 21 (AFA) Uma bola abandonada de uma altura H, no vácuo, chega ao 
solo e atinge, agora, altura máxima h. A razão entre a velocidade com que 
a bola chega ao solo e aquela com que ela deixa o solo é:
(A) H
h






1/2
(B) H
h
(C) 
H
h






3 2/
(D) 
H
h






2
Física I – Assunto 2
270 Vol. 1
 22 (AFA) Uma equipe de resgate se encontra em um helicóptero, parado 
em relação ao solo, a 305 m de altura. Um paraquedista abandona o 
helicóptero e cai livremente durante 1,0 s, quando abre o paraquedas. 
A par tir desse instante, mantendo-se constante sua velocidade, o 
paraquedista atingirá o solo em:
 
(A) 15 s. 
(B) 28 s. 
(C) 30 s.
(D) 60 s.
 23 (AFA) Certa mãe, ao administrar um medicamento para o seu filho, 
utiliza um conta-gotas pingando em intervalos de tempo iguais. A figura 
a seguir mostra a situação no instante em que uma das gotas está se 
soltando.
X
YY
Considerando que cada pingo abandone o conta-gotas com velocidade 
nula e desprezando a resistência do ar, pode-se afirmar que a razão X
Y
, 
entre as distâncias X e Y, mostradas na figura, vale:
(A) 2. 
(B) 1
2
. 
(C) 1
4
.
(D) 4.
 24 (AFA) Um corpo é abandonado do repouso de uma altura h acima do 
solo. No mesmo instante, um outro é lançado para cima, a partir do solo, 
segundo a mesma vertical, com velocidade v. Sabendo que os corpos se 
encontram na metade da altura da descida do primeiro, pode-se afirmar 
que h vale:
(A) v
g
. 
(B) v
g






1/2
. 
(C) 
v
g






2
.
(D) 
v
g
2
.
 25 (AFA) Em uma experiência realizada na lua, uma pedra de 200 g é 
lançada verticalmente para cima e, no mesmo instante, outra pedra idêntica é 
abandonada de uma altura de 40 m. Sabendo-se que as duas pedras colidem 
a 20 m de altura e que a aceleração da gravidade na Lua é g = 1,6 m/s2, a 
velocidade com que foi lançada a primeira pedra, em m/s, é:
(A) 2. (C) 6.
(B) 4. (D) 8.
 26 (AFA) Uma pequena esfera é abandonada em queda livre de uma altura 
de 80 m, em

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.