A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
CONTABILIDADE apanhadão 3

Pré-visualização | Página 3 de 4

do balanço. 
d. Não está correto. As obrigações com empresas mais exigentes em questões de qualidade dos 
produtos e serviços devem ser priorizadas. 
e. Sim, está correto. As obrigações com vencimento em maior prazo devem ser demonstradas 
com ênfase na parte superior do balanço. 
 
10) Qual o nome dado aos juros pagos por atraso de pagamento a fornecedores ou em 
empréstimos e financiamentos? 
Resposta Selecionada: e. Despesas financeiras. 
Respostas: a. Despesas gerais. 
b. Despesas tributárias. 
c. Custo do produto vendido. 
d. Despesas não operacionais. 
e. Despesas financeiras. 
 
 
x) Após muito esforço, dias de muito sofrimento regados a dolorosos e intensos treinamentos, Guilherme 
conseguiu finalmente o “índice” para participar das olimpíadas. Como era esperado, nas competições 
brasileiras não obteve o direito de participar das olimpíadas, mas nas competições de Portugal, que teve 
direito de participar porque tem dupla cidadania, conseguiu! Contente da vida, Guilherme não avisou seu 
pai por telefone. Preferiu voltar ao Brasil e após desembarcar no aeroporto de Guarulhos, mesmo cansado 
da viagem, foi direto para o escritório. Guilherme detestava visitar o escritório porque sempre era tratado 
como um qualquer. Na portaria (por ordens expressas de seu pai) era obrigado a se identificar e portar 
crachá de visitante. Nunca se esqueceu quando o seu pai lhe disse que ali era lugar apenas para 
vencedores. Se quisesse fazer parte da equipe, teria que ser um vencedor. Depois de muito tempo, 
conseguiu entrar na sala do Sr. Nino Lopes, que quase o ignorou e gritava ao telefone com um fornecedor: 
Você não pode fazer isso Joaquim, você tem que me entregar esses filtros! Lembra que eu já paguei essa 
compra há um ano, você não tinha o direito de vender para outro, Joaquim. E agora você vai ter que 
resolver isso, quero esses filtros em Catalão (Goiás) amanhã. Vou desligar o telefone e espero que, 
quando eu ligar novamente, o caminhão com a nota fiscal esteja na portaria da fábrica. Se vira! 
Preocupado, vendo que seu pai estava realmente nervoso, Guilherme fez menção de sair. Ainda com o 
telefone no gancho, o Sr. Nino perguntou: O que você veio fazer aqui? E Guilherme disse: Acho que o Sr. 
terá que pedir para fazerem um crachá decente para quando eu vier aqui, pai. Bem, enquanto os dois 
faziam festa, como o contador do Sr. Ninocontabilizou a compra dos filtros (que são considerados uma 
despesa para a fábrica), com dois anos de antecedência? 
Resposta Selecionada: d. Ativo – despesas antecipadas. 
Respostas: a. Ativo circulante – estoques. 
b. Passivo circulante – estoques. 
c. Ativo não circulante – estoques. 
d. Ativo – despesas antecipadas. 
e. Passivo não circulante – outras despesas. 
 
y) Fazia um sol ardido naquela manhã. Guilherme, que já não se sentia muito bem com o joelho, 
tirou a canoa e os remos do galpão. Pensou melhor e decidiu não remar naquele dia. Apesar de 
ter que treinar diariamente se quiser alcançar o índice para participar das próximas olimpíadas 
(Guilherme não conseguiu índice no Brasil, mas tentaria por Portugal, já que tem dupla 
nacionalidade), não faria mal nenhum “descansar” um dia. E seu pai iria ficar contente com sua 
presença, enquanto cuida dos negócios da família. O Sr. Nino Lopes é um famoso industrial do 
aço e estava prestes a comprar uma metalúrgica de médio porte em Indaiatuba, no interior de São 
Paulo, e ficou muito contente porque seu único filho Guilherme iria acompanhá-lo durante a 
(chatíssima) reunião de negócios que iria selar a compra do negócio. No balanço patrimonial 
dessa metalúrgica, algo chamava a atenção: a conta estoques estava no ativo circulante da 
empresa. Guilherme logo chamou a atenção do seu pai para o erro. O erro apontado pelo 
Guilherme ao seu pai, Nino Lopes, é de fato um erro? 
Resposta Selecionada: d.Não, Guilherme não está correto. Estoques devem ficar realmente no ativo 
circulante. 
Respostas: 
a. Sim, Guilherme está correto. Estoques devem ficar no ativo permanente. 
b. Sim, Guilherme está correto. Estoques devem ficar no ativo imobilizado. 
c.Sim, Guilherme está correto. Estoques devem ficar no passivo a longo prazo. 
d.Não, Guilherme não está correto. Estoques devem ficar realmente no ativo circulante. 
e. Não, Guilherme não está correto. Há algumas poucas situações em que os estoques devem ser 
demonstrados no ativo circulante, entre elas quando a empresa gerencia os estoques pelo método 
Kanban ou Just in Time. 
 
Guilherme é atleta profissional de remo e (por sorte ou destino) filho de um dos maiores industriais do 
aço, o simpático, mas severo, Sr. Nino Lopes. Nino, também um ex-atleta, chegou a passar dois longos 
anos sem falar com seu filho, chateado com seu mau desempenho nas provas. Dizia que Guilherme 
teria tudo para ser um medalhista olímpico, mas jamais conseguiu índice para participar de olimpíadas. 
Guilherme era esforçado, mas tentava dizer sempre ao seu pai que as coisas não são tão fáceis assim. 
Bem, um desses dias, Guilherme conheceu um rapaz que fabricava excelentes barcos do tipo Single- 
Skiff, peso leve masculino, barcos reconhecidos pela Confederação Brasileira de Remo. Porém Mário, 
“magrão” como era conhecido, estava em uma situação financeira deplorável. Sua pequena empresa 
teria que ser fechada imediatamente para não ter que passar por um vergonhoso processo de falência. 
Guilherme então decidiu intervir e se ofereceu para (com o dinheiro de seu pai, é claro) ser sócio de 
Mário Magrão, injetando um capital de R$ 300.000,00 na empresa. O contador dessa pequena empresa 
contabilizou esse novo recurso financeiro que foi registrado no livro diário na empresa do Mário “Magrão” 
da seguinte forma: 
Resposta Selecionada: d.Debita – bancos conta movimento e credita capital social. 
Respostas: a. Debita – caixa e credita – mercadorias. 
b. Debita – despesas com sócios e credita ativo intangível. 
c. Debita – capital e credita bancos conta movimento. 
d. Debita – bancos conta movimento e credita capital social. 
e. Debita – mercadorias e credita bancos conta movimento. 
 
Há alguns anos, quando Mário Magrão começou a fabricar barcos, a matéria-prima principal (ou 
praticamente a única conhecida) era a fibra de vidro. Mais leve do que outros compostos, a fibra de vidro 
tinha uma grande desvantagem: precisava de reparos constantes. No entanto, com a evolução da 
tecnologia, os barcos atuais são fabricados com fibra de carbono, muito mais resistente e leve. No 
caso, Magrão está sempre comprando novos carregamentos de fibra de carbono. Como o contador 
contabiliza essas compras? Lembrando que raramente Magrão costuma pagar a vista, está sempre 
pedindo prazo para pagar. 
Resposta Selecionada: b. Debita estoques e credita fornecedores. 
Respostas: a. Debita estoques e credita caixa. 
b. Debita estoques e credita fornecedores. 
c. Debita fornecedores e credita estoques. 
d. Debita dívidas a vencer e credita máquinas e equipamentos. 
e. Esse tipo de compra não deve ser contabilizado, apenas quando a matéria-prima é efetivamente utilizada. 
 
Mário “Magrão”, amigo íntimo de Guilherme, fazia jus ao nome. Um rapaz macérrimo, que dava 
preocupação nos outros tamanha a sua magreza. Para trabalhar, “Magrão” era um monstro! Rapaz forte, 
capaz de levantar pesos imensos (como aquela coluna aguenta!) e consegue trabalhar 20 horas por dia, 
dormindo na própria bancada de trabalho, caso uma encomenda assim exija. Foi assim com Guilherme, 
que há alguns anos precisava de um barco novo com urgência e apenas Magrão aceitou a demanda. 
Disso, surgiu uma enorme amizade. Magrão, no entanto, não era um bom negociador. Contraiu diversos 
financiamentos “fáceis” para ampliar a oficina, não conseguiu pagar e enfrentou graves problemas com 
protestos. No caso, o contador de Magrão contabilizava as dívidas da oficina em: 
Resposta Selecionada: a. Passivo circulante – financiamentos. 
Respostas:

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.