A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
42 pág.
Bulking para ectomorfos

Pré-visualização | Página 7 de 11

planos, essa configuração aumenta o anabolismo enquanto diminui
catabolismo. Se o desempenho máximo é importante para você, você usará
o que foi mostrado para funcionar melhor. Por que pagar por algo que não oferecerá o melhor
resultados? Outros suplementos benéficos serão discutidos no próximo capítulo, mas os itens acima
nutrição de treino é o que eu considero vital.
Referências
1. Anantaraman, R., Carmines, A., Gaesser, G. & Weltman, A. (1995). Efeitos de carboidratos
suplementação no desempenho durante 1 hora de exercício de alta intensidade. Revista Internacional de Esportes
Medicine, 16 (7), 461-465.
2. Bangsbo, J., Graham, T., Kiens, B. & Saltin, B. 91992). Glicogênio muscular elevado e energia anaeróbica
produção durante exercícios exaustivos no homem. Journal of Physiology, 451, 205-227.
3. Goodpaster, B., Costill, D., Fink, W., Trappe, T., Jozsi, A., Starling, R & Trappe, S. (1996). Os efeitos
da ingestão de amido pré-exercício no desempenho de resistência. International Journal of Sports Medicine, 17 (5),
366-372. Hargreaves, M., Mckenna, M., Jenkins, D., Warmington, S., Li, H., Snow, R. & Febraio, M.
(1998). Metabólitos musculares e desempenho durante exercícios intermitentes de alta intensidade. Diário de
Fisiologia Aplicada, 84 (5), 1687-1691.
4. Lemon, P. & Mullin, J. (1980). Efeito dos níveis iniciais de glicogênio muscular no catabolismo protéico durante
exercício. Jornal de Fisiologia Aplicada, 4894), 625-629.
5. Leveritt, M. & Abernathy, P. (1999). Efeitos da restrição de carboidratos no desempenho da força. Diário
of Strength and Conditioning Research, 13 (1), 52-57.
6. Maffucci, D. & McMurray, R. (2000). Para otimizar o tempo da refeição pré-exercício.
International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism, 10, 103-113.
7. Mitchell, J., DiLauro, P., Pizza, F. & Cavender, D. (1997). O efeito do status de carboidratos antes do exercício
no desempenho do exercício resistido. International Journal of Sport Nutrition, 7, 185-196.
8. Tarnopolsky, M., Atkinson, S., Phillips, S. e MacDougall, J. (1995). Carga de carboidratos e
metabolismo durante o exercício em homens e mulheres. Jornal de Fisiologia Aplicada, 78 (4), 1360-1368.
9. Walton, P. & Rhodes, E. (1997). Índice glicêmico e desempenho ideal. Medicina Esportiva, 23 (3),
164-172.
	Page 26
10. Wong, S., Williams, C. & Adams, N. (2000). Efeitos da ingestão de um grande volume de carboidratos
solução eletrolítica na reidratação durante a recuperação e subsequente capacidade de exercício. International Journal
of Sport Nutrition and Exercise Metabolism, 10, 375-393.
11. Utter, A., Kang, J., Mieman, D., Williams, F., Robertson, R., Henson, D., Davis, J. e Butterworth, D.
(1999). Efeito da ingestão de carboidratos e respostas hormonais nas classificações da percepção do nervo durante
ciclismo e corrida prolongados. Jornal Europeu de Fisiologia Aplicada e Fisiologia do Trabalho,
80 (2), 92-99.
12. Pizza, F., Flynn, M., Duscha, B., Holden, J. & Kubitz, E. (1995). Um regime de carregamento de carboidratos
melhora a alta intensidade, desempenho do exercício de curta duração. Revista Internacional de Nutrição Esportiva, 5,
110-116.
14. Wagenmakers, A. (1998). Metabolismo de aminoácidos musculares em repouso e durante o exercício: papel no ser humano
fisiologia e metabolismo. Exercise and Sport Sciences Reviews, 26, 287-314.
15. Brooks, G. (1987). Metabolismo de aminoácidos e proteínas durante o exercício e a recuperação. Medicina e
Science in sports and Exercise, 19 (5), S150-S156.
16. Borsheim, E., Tipton, K., Wolf, S. & Wolfe, R. (2002). Aminoácidos essenciais e proteínas musculares
recuperação do exercício resistido. American Journal of Physiology, 283 (4), E648-E657.
17. Tipton, K., Ferrando, A., Phillips, S., Doyle, D. & Wolfe, R. (1999). Síntese líquida protéica pós-exercício
no músculo humano a partir de aminoácidos administrados por via oral. O American Journal of Physiology, 276 (4),
E628-E634.
18. Smith, K., N. Reynolds, S. Downie, A. Patel e MJ Rennie. Efeitos dos aminoácidos de inundação sobre
incorporação de aminoácidos marcados nas proteínas musculares humanas. Sou. J. Physiol. 275 (Endocrinol. Metab.
38): E73-E78, 1998.
19. Adibi, S., Gary, S., Menden, E. (1967). A cinética da absorção de aminoácidos e alteração do plasma
composição de aminoácidos livres após perfusão intestinal de misturas de aminoácidos. American Journal of
Clinical Nutrition, 20, 24-33.
20. Rasmussen, B., Tipton, K., Miller, S., Wolf, S. & Wolfe, R. (2000). Um aminoácido essencial oral
suplemento de carboidratos aumenta o anabolismo protéico após exercícios resistidos. Journal of Applied
Physiology, 88, 386-392.
21. Biolo, G., RY Declan Fleming e RR Wolfe. A hiperinsulinemia fisiológica estimula a proteína
síntese e melhora o transporte de aminoácidos selecionados no músculo esquelético humano. J. Clin. Investir. 95: 811-
819, 1995.
22. Biolo, G., Tipton, K., Klein, S. & Wolfe, R. (1997). Um suprimento abundante de aminoácidos aumenta a
efeito metabólico do exercício sobre a proteína muscular. American Journal of Physiology, Endocrinology e
Metabolism, 273, E122-E129.
31. http://www.johnberardi.com/articles/nutrition/precision.htm
32. Katch. FL & McArdle, WD (1988). Nutrição, Controle de Peso e Exercício (3ª ed.) Filadélfia:
Lea e Febiger.
33. Powers, S. & Howley, E. (2001). Fisiologia do Exercício: Teoria e Aplicação (4ª ed.)
	Page 27
34. John L. Ivy, Harold W. Goforth Jr., Bruce M. Damon, Thomas R. McCauley, Edward C. Parsons e
Thomas B. Price. A recuperação precoce do glicogênio muscular pós-exercício é aprimorada com uma proteína de carboidrato
suplemento. J. Appl. Physiol. 93 4, 1337-1344, 2002.
35. MacDougall, JD, S. Ray, DG Sale, N. McCartney, P. Lee e S. Garner. Utilização de substrato muscular
e produção de lactato durante o levantamento de peso. Pode. J. Appl. Physiol. 24: 209-215. 1999.
36. Robergs, RA, DR Pearson, DL Costill, WJ Fink, DD Pascoe, MA Benedict, CP Lambert e
JJ Zachweija. Glicogenólise muscular durante diferentes intensidades do exercício de resistência ao peso. J. Appl.
Physiol.
70: 1700–1706.
1991.
37. Tesch, PA, EB Colliander e P. Kaiser. Metabolismo muscular durante intensa e forte resistência
exercício.
EUR.
J.
Appl.
Physiol.
55: 362-366.
1986.
38. Tesch, PA, LL Ploutz-Snyder, L. Yström, M. Castro e G. Dudley. Perda de glicogênio no músculo esquelético
evocado pelo exercício resistido. J. Força Cond. Res. 12: 67-73. 1998.
39. Jacobs, I., P. Kaiser e P. Tesch. Força e fadiga muscular após depleção seletiva de glicogênio em
humano
esquelético
músculo
fibras.
EUR.
J.
Appl.
Physiol.
46: 47–53.
1981.
40. Hepburn, D. e RJ Maughan. Disponibilidade de glicogênio como fator limitante no desempenho isométrico
exercício. J. Physiol. 342: 52–53P. 1982.
41. Ege, Seyhan. (1999) Organic Chemistry Structure and Ractivity (4ª Ed.). Nova Iorque: Houghton
Mifflin Company.
42. Darmaun, D., DE Mathews e DM Bier. A hipercortisolemia fisiológica aumenta a proteólise,
produção de glutamina e alanina. Sou. J Physiol.255: E366-E373, 1988.
43. Rennie, MJ, RH Edwards, S. Krywawych, CT Davies, D. Halliday, JC Waterlon e DJ
Millward. Efeito do exercício sobre a rotação de proteínas no homem. Clin. Sci. 61: 627-633. 1981
44. Hood DA & Terjung RL, metabolismo de aminoácidos durante o exercício e após o treinamento de resistência.
Sports Med. 1990: 9 (1): 23-35
45. Wagenmakers AJM. Metabolismo de aminoácidos musculares em repouso e durante o exercício: papel no ser humano
fisiologia e metabolismo. Exercise & Sport Science Rev. 1998; 26: 287-314
46. ​​Mero A, suplementação de leucina e treinamento intensivo. Sports Med. 1999: 27: (6): 347-358
47. Van Hall G, et al. Mecanismos de ativação da a-cetoácido desidrogenase da cadeia ramificada muscular durante
exercício no homem. J.Physiol.1996; 494: 899-905
48. Van Hall G, et al. Desaminação de aminoácidos como fonte de produção de amônia no esqueleto humano
músculo durante exercícios