Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados
9 pág.

Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados

Pré-visualização2 páginas
Contabilidade de custos 
 
 
 
DEMONSTRAÇÃO DOS LUCROS OU PREJUÍZOS 
ACUMULADOS 
 
 
1 
 
 
 
Sumário 
 
Introdução .................................................................................................................................... 2 
 
Objetivo......................................................................................................................................... 2 
 
1. Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA) ................................................... 2 
1.1. O que é Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados e para que serve ............... 2 
1.2. Elaboração da Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados ................................ 3 
1.3. Análises na Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados .................................... 5 
 
Exercícios ...................................................................................................................................... 6 
 
Gabarito ........................................................................................................................................ 6 
 
Resumo ......................................................................................................................................... 7 
 
 
 
2 
 
Introdução 
Estudamos na apostila da apostila sobre a Demonstração do Resultado do 
Exercício, vimos diversos aspectos relacionados a DRE. Como ela é elaborada, quais 
os tipos de análises podem ser feitos, sua relação com a Contabilidade de Custos, 
enfim, todos os aspectos relevantes relacionados a este demonstrativo contábil. 
Nesta apostila, iremos estudar outra demonstração contábil a Demonstração 
de Lucros ou Prejuízos Acumulados. Esta demonstração surge a partir das 
informações da Demonstração do Resultado do Exercício e é muito importante para 
fazer análises durante os períodos, para saber se o lucro de uma empresa está 
reduzindo, contínuo ou aumentando ao longo dos anos. Além disso, iremos ver o 
que é este demonstrativo e para que ele serve, bem como sua elaboração e as 
diversas análises que podem ser feitas. 
Objetivo 
\u2022 Conhecer a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados e para que 
serve. 
\u2022 Entender a elaboração da Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados. 
\u2022 Verificar as possíveis análises que podem ser feitas neste demonstrativo. 
 
1. Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA) 
1.1. O que é Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados e para 
que serve 
A Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados é mais uma 
demonstração contábil dentro de um rol enorme de demonstrativos que são capazes 
de nos fornecer diversas informações. 
A DLPA é responsável por nos informar quais foram as mutações ocorridas na 
conta de lucros ou prejuízos acumulados durante determinado período. Ela tem 
ligação direta com o demonstrativo que estudamos na apostila passada, pois era 
nele que apurávamos o lucro ou prejuízo líquido do exercício, figura seguinte. 
 
 
 
3 
 
01 
DLPA \u2013 o que é? 
 
Após apurado todo o lucro por meio da DRE e feito o fechamento do BP do 
período, este demonstrativo deverá ser elaborado, assim o contador já terá em mãos 
todas as informações necessárias para saber as alterações da conta de Lucro ou 
Prejuízos Acumulados que se encontra no Patrimônio Líquido do BP. 
 
1.2. Elaboração da Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados 
Para a elaboração da DLPA é preciso que o contador já tenha encerrado a 
apuração da DRE e do BP, assim ele terá todas as informações necessárias para 
elaborar este demonstrativo. 
A seguir, na figura temos um exemplo de DLPA, quais são as informações que 
deverão constar nela e sua estrutura já pré-estabelecida. 
02 
Modelo de DLPA 
 
4 
 
Então vamos discriminar os campos constantes na estrutura da DLPA. 
Saldo inicial do período: este saldo será o constante em 31 de dezembro do 
ano anterior, que poderá ser retirado do BP. 
Ajustes: neste campo serão lançados os ajustes de exercícios anteriores, que 
poderão ser efeitos de mudanças de critérios de contabilização ou retificação de 
algum erro, enfim, alguma alteração que precise ser registrado contabilmente. 
Saldo ajustado: o saldo ajustado, então seria o saldo inicial, menos os 
ajustes necessários que deverão ser feitos. 
Lucro/prejuízo do exercício: é o lucro ou prejuízo líquido apurado naquele 
período por meio da DRE, basta pegar aquele valor e transferi-lo para este campo. 
Reversões: é referente as reversões das reservas de lucro ou outras 
alterações que possam surgir referente as reservas. 
Saldo à disposição: é o saldo apurado e que está à disposição para ser 
destinado da maneira que o Administrador da empresa julgar melhor, claro que 
obedecendo os limites estabelecidos na legislação. 
Destinação do exercício: essa destinação poderá ser feita para reservas de 
lucro, dividendos, participação de funcionários, enfim, diversas destinações podem 
ser feitas aqui. 
Saldo final do exercício: e, por fim, teremos o resultado da conta de lucros 
ou prejuízos acumulados no período, este saldo deverá coincidir com o saldo do BP 
ao final deste período também. 
Para clarificar os nossos estudos acerca da DLPA, vamos pegar como exemplo 
a figura a seguir. 
 
03 
DLPA como forma de integração do BP e DRE 
 
Nesta imagem podemos verificar como a DLPA integra o BP e a DRE por meio 
da conta de lucros ou prejuízos acumulados. 
 
5 
 
Veja que temos o saldo inicial da conta de lucros acumulados no BP 2018, o 
lucro líquido apurado na DRE 2019 e, por fim, temos a DLPA que demonstra o saldo 
inicial do BP e o lucro líquido do exercício apurado na DRE e, então, encontra o saldo 
final de 2019 que deverá ser o que consta no BP 2019. 
 
1.3. Análises na Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados 
Como já vimos até agora a DLPA faz a integração entre o BP e a DRE, além 
disso é ela a responsável por demonstrar as variações em determinado período da 
conta de lucros ou prejuízos acumulados. 
Nesta demonstração contábil também podemos realizar algumas análises, 
como a análise vertical e a análise horizontal. Nessas análises podem ser vistos 
discrepâncias ao longo dos anos se compararmos os períodos. Pode-se tirar 
conclusões de como está o andamento da empresa, se ela está crescendo, se está se 
mantendo no mercado ou, até mesmo, está indo de mal a pior. Assim, seus gestores 
conseguem analisar e tomar uma decisão sobre como irão dar continuidade aos 
trabalhos na empresa. 
 
PRATIQUE! 
 
 
 
 
 
 
Depois do que já estudamos até agora neste capítulo, sabemos que a DLPA é 
um demonstrativo que nos traz as alterações das contas de Lucros ou Prejuízos 
acumulados não é mesmo? Então basta somar e diminuir os saldos acima, como 
podemos verificar a seguir: 
 
 
 
A partir das informações a seguir, elabora uma DLPA. 
Saldo inicial R$ 500.000,00 
Lucro líquido do exercício R$ 282.679,00 
Reserva Legal R$ 15.654,00 
Dividendos R$ 267.025,00 
Saldo final ??? 
 
6 
 
Saldo inicial do período 500.000,00 
(+/-) Ajustes - 
(=) Saldo ajustado 500.000,00 
(+/-) Lucro ou prejuízo do 
exercício 282.679,00 
(+) Reversões - 
(=) Saldo à disposição 782.679,00 
(-) Destinação do exercício 282.679,00 
 (-) Reservas de lucro 15.654,00 
 (-) Dividendos 267.025,00 
(=) Saldo no final do exercício 500.000,00