trabalho ptg 2019
17 pág.

trabalho ptg 2019


DisciplinaPtg - Trabalh39 materiais104 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ANHANGUERA EDUCACIONAL
nome dA UNIDADE
nome do(s) autor(es):
suzana ferreira dos santos silva \u2013 RA 7900663587
ronan schreiner \u2013 RA 7879641807
ana claudia dos santos mendes \u2013 ra 7870585169
wellington viturino cardoso dos santos\u2013 RA 7869581789
tutor presencial: eliana ribeiro dias
tutor a distância: debora cristina da silva
nome do(s) autor(es) em ordem alfabética
ana claudia dos santos mendes \u2013 ra 7870585169
suzana ferreira dos santos silva \u2013 RA 7900663587
ronan schreiner \u2013 RA 7879641807
wellington viturino cardoso dos santos\u2013 RA 7869581789
Produção textual interdiciplinar em grupo - ptg
A Produção Textual em Grupo (PTG) apresentada à Anhanguera Educacional, como requisito parcial para a obtenção de média semestral nas Análise de Custos, Análise de Investimentos e Fontes de Financiamento, Direito Empresarial, Gestão de Projetos e Microeconomia.
Tutor presencial: Eliana Ribeiro Dias
Tutor à distância: Debora Cristina da Silva
São José dos Campos - SP
2019
INTRODUÇÃO
Este desenvolvimento possui a missão de atender uma demanda da empresa Calce Leve, onde tem em seus objetivos a abertura de mais 03 lojas, nas quais tendem a realizarem grandes investimentos.
Neste trabalho serão apresentados os formatos utilizados os conceitos básicos da gestão de projetos no qual se denominará as possibilidades que melhor se encaixam dentro de alguns quesitos necessários da loja quanto aos procedimentos de projetos.
Este projeto também será objetivado nas alocações das bases de aprendizagem e qualificações técnicas e especificas encontradas nas gestões de projetos e viabilidades financeiras, nas quais se apresentarão os formatos específicos com a utilização de fluxo de caixa, utilização de juros para obtenção do playback descontado, VPC e TIR, contando também com o planejamento em torno do diagrama de rede.
É de extrema importância todos os desenvolvimentos sugeridos, para que possa assim utilizar as teorias com as práticas no contexto da empresa Calce Leve.
2 GESTÃO DE ESCOPO TEORIA E PRÁTICA
Ricardi, (2013), afirma que a gestão de escopo, está lidada diretamente com as preocupações com as definições e controles do que está ou não incluso no projeto, tornando-se uma das áreas mais importante do gerenciamento de projetos, definindo o que será entregue ao cliente final.
Nesse sentido é possível compreender as importâncias da gestão de escopo que se pode aplicar na prática da seguinte forma:
2.1 DECLARAÇÃO DE ESCOPO \u201cCALCE LEVE\u201d.
	DECLARAÇÃO DE ESCOPO
	Descrição do escopo do produto: Calçados Femininos, acompanhando os critérios da moda e novos estilos no mercado.
	Critérios de aceitação do produto: Qualidade, Estilo, Novidades, Vitrine, Revistas, Propagandas, Inauguração, Brindes. 
	Entregas do projeto: Serão voltados aos resultados contratados, acompanhados com gráficos da gestão do projeto geral.
	Exclusões do projeto: Falta de Planejamento, Gastos excessivos, 
	Restrições do projeto: Margem menor de 10 % TMA
	Premissas do projeto: Estudo de Caso, Reforma, Inauguração, Tempo reserva.
3 ANÁLISE DE VIABILIDADE FINANCEIRA 
3.1 PROJETO 01: CONSTRUÇÃO DE UMA FILIAL NO SHOPPING CENTER DE FLORIANÓPOLIS
	 PROJETO 01
	 
	
	Ano
	Fluxo de Caixa
	TMA
	Fator Divisor
	VP
	VP Acumulado
	0
	-1.000.000
	10%
	
	-1.000.000
	-1.000.000
	1
	88.238,05
	10%
	1,1
	80216,40909
	-919.784
	2
	117.010,56
	10%
	1,21
	96702,94215
	-823.081
	3
	148.874,51
	10%
	1,331
	111851,6228
	-711.229
	4
	184.154,05
	10%
	1,4641
	125779,694
	-585.449
	5
	223.206,78
	10%
	1,61051
	138593,8492
	-446.855
	6
	266.427,19
	10%
	1,771561
	150391,203
	-296.464
	7
	314.250,41
	10%
	1,9487171
	161260,149
	-135.204
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	VPL 
	-135.204
	
3.2 PROJETO 02 \u2013 CONSTRUÇÃO DE UMA FILIAL NO CENTRO DA CIDADE DE FLORIANÓPOLIS
	 PROJETO 02
	 
	
	Ano
	Fluxo de Caixa
	TMA
	Fator Divisor
	VP
	VP Acumulado
	0
	-1.500.000
	10%
	
	-1.500.000
	-1.500.000
	1
	140.544,59
	10%
	1,1
	127767,8091
	-1.372.232
	2
	211.534,59
	10%
	1,21
	174821,9752
	-1.197.410
	3
	293.962,06
	10%
	1,331
	220858,0466
	-976.552
	4
	389.728,75
	10%
	1,4641
	266189,9802
	-710.362
	5
	500.912,42
	10%
	1,61051
	311027,2026
	-399.335
	6
	529.908,75
	10%
	1,771561
	299119,6747
	-100.215
	7
	779.479,52
	10%
	1,9487171
	399996,2437
	299.781
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	VPL 
	299.781
	
3.3 PROJETO 03 \u2013 CONSTRUÇÃO DE UMA FILIAL NA CIDADE DE LONDRINA
	 PROJETO 03
	
	
	
Ano
	Fluxo de Caixa
	TMA
	Fator Divisor
	VP
	VP Acumulado
	0
	-2.000.000
	10%
	
	-2.000.000
	-2.000.000
	1
	205.376,12
	10%
	1,1
	186705,5636
	-1.813.294
	2
	303.104,87
	10%
	1,21
	250499,8926
	-1.562.795
	3
	416.730,96
	10%
	1,331
	313096,1382
	-1.249.698
	4
	548.735,66
	10%
	1,4641
	374793,8392
	-874.905
	5
	701.980,19
	10%
	1,61051
	435874,4683
	-439.030
	6
	879.763,39
	10%
	1,771561
	496603,4983
	57.573
	7
	1.085.888,01
	10%
	1,9487171
	557232,2478
	614.806
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	VPL 
	614.806
	
3.4 TIR \u2013 SOBRE O FINANCIMENTO E FLUXO DE CAIXA
PROJETO 01
INVIESTIMENTO R$ 1.000.000,00
TMA = 10%
00 01 02 03 04 05 06 07 
PROJETO 02 
INVESTIMENTO R$ 1.500.000,00
PROJETO 03
INVESTIMENTO R$ 2.000.000,00
3.5 PLAYBACK DESCONTADO
PLAYBACK DESCONTADO \u2013 PROJETO 01
TMA = 10%
	ANO
	FLUXO CAIXA
	FLUXO CAIXA D
	SALDO
	0
	- R$ 1.000.000,00
	- R$ 1.000.000,00
	- R$ 1.000.000,00
	1
	 R$ 88.238,05
	 R$ 80.216,40
	 -R$ 919.783,60
	2
	 R$ 117.010,56
	96.702,95
	-R$ 823.080,65
	3
	 R$ 148.874,51
	111.851,63
	 -R$ 711.229,02
	4
	 R$ 184.154,05
	125.179,70
	 -R$ 586.049,32
	5
	 R$ 223.206,78
	138593,85
	 -R$ 447.455,47
	6
	 R$ 266.427,19
	150.391,20
	 -R$ 297.064,27
	7
	 R$ 314.250,41
	161.270,15
	 -R$ 135.794,12
FC
(1+i)n
PLAYBACK DESCONTADO \u2013 PROJETO 02
TMA = 10%
	ANO
	FLUXO CAIXA
	FLUXO CAIXA D
	SALDO
	0
	- R$ 1.500.000,00
	- R$ 1.500.000,00
	- R$ 1.500.000,00
	1
	 R$ 140.544,59
	 127.767,81
	 -R$ 1.372.232,19
	2
	 R$ 211.534,59
	174.821,98
	 -R$ 1.197.410,21
	3
	 R$ 293.962,06
	220.858,05
	 -R$ 976.552,16
	4
	 R$ 389.728,75
	266.189,98
	 -R$ 710.362,18
	5
	 R$ 500.912,42
	311.027,20
	 -R$ 399.334,98
	6
	 R$ 529.908,75
	299119,68
	 -R$ 100.215,30
	7
	 R$ 779.479,52
	399.996,24
	 R$ 299.780,94
FC
(1+i)n...
	
PLAYBACK DESCONTADO \u2013 PROJETO 02
TMA = 10%
	ANO
	FLUXO CAIXA
	FLUXO CAIXA D
	SALDO
	0
	-R$ 2.000.000,00
	-R$ 2.000.000,00
	-R$ 2.000.000,00
	1
	R$ 205.376,12
	 R$ 186.705,57
	-R$ 1.813.294,43
	2
	R$ 303.104,87
	 R$ 250.499,89
	-R$ 1.562.794,54
	3
	R$ 416.730,96
	 R$ 313.096,14
	-R$ 1.249.698,40
	4
	R$ 548.735,66
	 R$ 374.795,05
	-R$ 874.903,35
	5
	R$ 701.980,19
	 R$ 435.874,47
	-R$ 439.028,88
	6
	R$ 879.763,39
	 R$ 496.603,49
	 R$ 57.574,61
	7
	R$ 1.085.888,01
	 R$ 557.232,25
	 R$ 614.806,86
 FC
 (1+i)n...
4 GESTÃO DE CUSTOS
O markup (MKD) é um índice para se calcular o Preço de Venda (PV), a partir do preço de custo e demais despesas e impostos.
Primeiramente encontremos o Preço de Custo