AD2 - QUESTÕES ETNICAS E DE GÊNEROS
3 pág.

AD2 - QUESTÕES ETNICAS E DE GÊNEROS


DisciplinaQuestões Etnicas e de Gênero66 materiais144 seguidores
Pré-visualização1 página
Fundação Centro de Ciências e Educação a Distância do Estado do Rio de
Janeiro
Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro
Curso de Pedagogia para as Séries Iniciais do Ensino Fundamental
UERJ /CEDERJ
Avaliação a Distância 2018/2
AD2 - Questões Étnicas e de Gênero
Coordenadora de disciplina: Prof. Maria Alice Rezende Gonçalves
Tutores à distância: Profs. Marcelo Gomes da Silva, Raphael Neves Martins, Vinícius 
Pereira, Henrique Souza e Fernando Santos. 
Nome: Cristiane de Oliveira Vieira
Pólo: Petrópolis
1 \u2013 As afirmações abaixo se referem a desigualdade social e racial no Brasil. Marque a
alternativa INCORRETA. (2 pontos)
A- ( ) A estrutura da desigualdade no Brasil demonstra que os 10% mais ricos ficam
com 50% do total da renda, enquanto os 50% mais pobres ficam com apenas 10% da
renda gerada no país. 
B - ( ) Os indicadores raciais como os de renda, trabalho, escolaridade, entre outros,
atestam a continuidade das desigualdades em relação à composição de cor/raça da
população brasileira. 
C - ( X ) A intensa desigualdade racial brasileira, associada às formas contemporâneas
de discriminação racial, não impedem a promoção e o desenvolvimento das
potencialidades da população negra.
D - ( ) Os indicadores raciais demonstram que o homem negro recebe menor salário
que a mulher branca e a mulher negra menor salário que o homem negro. 
2 \u2013 A partir da leitura do material, responda: o que são \u201cAções Afirmativas\u201d? Apresente
quais são as ações afirmativas no Brasil e que tipo de desigualdades elas objetivam
corrigir. (3 pontos)
Ações Afirmativas são políticas focais que alocam recursos em benefício de
pessoas que pertencem a grupos discriminados e que são vítimas de exclusão
socioeconômica (passado ou presente). São medidas que têm como objetivo
combater discriminações étnicas, raciais, religiosas, de gênero ou de casta,
aumentando a participação de minorias no processo político, no acesso à educação,
saúde, emprego, bens materiais, redes de proteção social e/ou no reconhecimento
cultural.
As medidas que podemos classificar como Ações Afirmativas são: o
incremento da contratação e promoção de membros de grupos discriminados no
emprego e na educação por via de metas, cotas, bônus ou fundos de estímulo;
bolsas de estudo; empréstimos e preferência em contratos públicos; determinação
de metas ou cotas mínimas de participação na mídia, na política e outros âmbitos;
reparações financeiras; distribuição de terras e habitação; medidas de proteção a
estilos de vida ameaçados; e políticas de valorização identitária.
A Ação Afirmativa diferencia-se das políticas puramente discriminatórias
por que atua preventivamente em favor de indivíduos que são discriminados, o que
pode ser entendido tanto como uma prevenção à discriminação quanto uma
reparação de seus efeitos. Políticas puramente antidiscriminatórias, por outro
lado, atuam apenas através da repressão aos discriminadores ou da
conscientização dos indivíduos que possam vir a praticar atos discriminatórios.
Considerando isso, podemos dizer que seu principal objetivo seria combater a
desigualdade e dessegregar as elites, tornando sua composição mais representativa
no perfil demográfico da sociedade.
3 \u2013 Sobre a diversidade e o sistema de ensino brasileiro, é CORRETO afirmar que
cabe à escola. (2 pontos)
A ( ) Evidenciar que a diversidade étnico-racial é um tema apenas para negros;
B ( ) Salientar que a educação para igualdade racial não é um desafio para os
sistemas de ensino;
C ( ) Demonstrar que a temática racial é um tema relativo ao interesse direto de um
grupo inexpressivo dos brasileiros;
D ( X ) O sistema de ensino entende por diversidade o conhecimento e a valorização
das diferenças regionais, de classe social, de crença, de sexo, de raça, de políticas
etc...
4- Do que trata a Lei 10.639/2003 e quais são os conteúdos sugeridos por ela? (3
pontos) 
A Lei n° 10.639/2002 alterou a Lei de Diretrizes e Bases (LDB \u2013
9.394/1996), que estabelece as Diretrizes da Educação Nacional, para incluir no
currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática da \u201cHistória e
Cultura Afro-Brasileira\u201d e dá outras providências, como incluir o dia 20 de
novembro como o \u201cDia Nacional da Consciência Negra\u201d; prevê expressamente no
caput do artigo 26-A que \u201cNos estabelecimentos de ensino fundamental e médio,
oficiais e particulares, torna-se obrigatório o ensino sobre \u2018História e Cultura
Afro-Brasileira\u2019\u201d. O parágrafo afirma que: \u201cO conteúdo programático a que se
refere o caput deste artigo incluirá o estudo da História da África e dos Africanos,
a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da
sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social,
econômica e política, pertinentes à História do Brasil\u201d. No segundo parágrafo
consta que: \u201cOs conteúdos referentes à História e Cultura Afro-Brasileira serão
ministradas no âmbito de todo o currículo escolar, em especial nas áreas de
Educação Artística e de Literatura e História Brasileiras\u201d.