A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Resumo - ANALISE DE CONJUNTURA

Pré-visualização | Página 1 de 5

PLANO DE ENSINO: 
Compreender como a análise de cenários envolve diversos conhecimentos econômicos; Compreender a macroeconomia e como é a base para a análise de cenários; Desenvolver a capacidade de análise do mercado internacional; Compreender a construção básica de cenários econômicos; Entender como utilizar os conceitos de probabilidade, risco e incerteza na montagem dos cenários; Construir uma análise com múltiplos cenários, permitindo planejamento; Entender como variações na demanda, oferta e inflação afetam a empresa; Entender como as variações no mercado internacional alteram o ambiente empresarial. 
A disciplina aborda os conceitos básicos de Economia; Agentes da Economia; Noções de Risco e Incerteza; Macroeconomia; Oferta agregada e demanda agregada; Inflação; Desemprego; Expectativas e reações; Taxa de câmbio; Montagem de cenários econômicos e Análise de Cenários. 
AULA 01 – 15/06/2019 Relações Micro e Macroeconômicas 
No primeiro tema da aula, serão elencados os elementos necessários para a construção de cenários, os elementos que permitem identificar cenários prováveis, cenários otimistas e cenários pessimistas. A análise da possibilidade de cada cenário permitirá uma tomada de decisão mais racional, identificando e mensurando com os cenários alternativos os possíveis riscos e, sempre que possível, auxiliando a diminuir as incertezas. O futuro da empresa tende para o cenário mais provável. Entretanto, devemos estimar cenários mais otimistas e mais pessimistas no futuro. Em cada cenário, as variáveis terão valores diferentes. 
A Ciência Econômica, em sua essência, estuda como a sociedade lida com seus recursos escassos, isto é, como uma família administra sua renda mensal, quanto vai para a comida, estudos, gastos com moradia, carro etc. Da mesma forma, a Economia estuda como o governo deve planejar os recursos limitados, já que a receita não é infinita. Por exemplo, quanto do dinheiro dos impostos deve ir para a saúde, a segurança pública, a educação, cultura e os esportes. A escassez é o conceito central do tema e ela significa que a sociedade tem recursos limitados e, portanto, não pode produzir todos os bens que as pessoas desejam. Isto posto, a Ciência Econômica estuda como as decisões são tomadas no contexto de escassez. 
A Economia consiste em milhões de pessoas preocupadas com suas atividades, sejam elas comprar, vender, trabalhar, fabricar, exportar, importar etc. Para entendermos como toda economia funciona, podemos utilizar modelos ou figuras que representem, em termos gerais, como a economia está organizada e como seus participantes interagem uns com os outros. 
A maioria das relações descritas na Ciência Econômica não ocorrem numa relação efeito-causa perfeita (dada uma situação teremos 100% de certeza de ocorrer outra0. Por exemplo, se você pular de um prédio de 20 andares, certamente irá morrer; mas, se derrubarmos dinheiro do bolso, alguns irão devolver, outros irão de apropriar indevidamente. Portanto, a Economia não irá estudar relações que ocorrem de maneira precisa, mas, sim, relações que ocorrem com certa probabilidade. Grandes empresas utilizam a probabilidade de maneira massiva. Um exemplo seriam as companhias de seguro de carro: elas conhecem a probabilidade de seu carro ser roubado, com base nas informações do seu bairro, onde você estaciona e por onde anda. 
A primeira coisa que devemos diferenciar é risco de incerteza. Como explica ANDRADE (2011), Knight distingue risco (incerteza mensurável), na qual temos uma probabilidade, de uma incerteza, que é quando não conhecemos sua possibilidade de ocorrência. Em uma análise de cenários, precisamos estimar quais as consequências esperadas para diferentes situações com a intenção de apreciar melhor o efeito de risco sobre o seu valor. Estudaremos como deve ser estruturada uma análise de cenários com múltiplos riscos, isto é, uma análise que considere mais de dois cenários. 
NA PRÁTICA: Imagine que você trabalhe em uma empresa aérea com filial na Índia. Seu diretor solicita que você mande previsões de receita para a filial indiana para o próximo ano. Vamos dizer que você já tenha notado que a demanda por passagens depende do crescimento econômico, sabendo disso você tabulou o crescimento durante os últimos 12 anos e da receita real desses últimos 12 anos:
	AO
	RECEITA
	CRESCIMENTO ECONÔMICO DA ÍNDIA
	2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011
2012
2013
	10000
11000
10500
12000
9000
9500
12500
13000
12000
11500
11000
10000
	2,0%
3,0%
2,5%
4,0%
1,0%
1,5%
4,5%
5,0%
4,0%
3,5%
3,0%
2,5%
FINALIZANDO: Como deve ter ficado claro, o ambiente macroeconômico possui alguns mecanismos básicos cujo conhecimento é fundamental para o planejamento de cenários. A vantagem é que esses mecanismos se repetem e são base para os demais. Por exemplo: existem diversas formas de distribuição dos dados, entretanto a mais simples e útil é a distribuição normal. O conceito de trade off parece simples, entretanto permeia toda a economia. Da mesma forma, o custo de oportunidade se torna essencial para uma decisão consciente e racional. Devemos ter noção de quais agentes estão envolvidos no mercado (governo, empresas, setor externo), e saber que muitas relações envolvem riscos e incertezas. Partindo da base apresentada nesta aula, tentaremos aprofundar o aprendizado das variáveis que farão parte da construção de cenários.
Relações Micro e Macroeconômicos
A macroeconomia visa estudar, medir e observar uma economia nacional como um todo; ela estuda as tendências; crescimento, emprego, inflação, câmbio. 
A microeconomia estuda a formação de preços de bens específicos; interação entre consumidores e produtores; 
Contextualizando
O objetivo da análise é tomar uma decisão consciente. Para isso, devemos utilizar de uma ampla gama de instrumentos; encontrar as possíveis tendências para o futuro. 
Tema 01 – Análise de Cenários
Etapas: 1) Identificação do problema; 2) Estado Atual; 3) Encontrar o horizonte mais provável; 4) Trabalhar com as prováveis mudanças. “O que pode dar errado? O que pode mudar ao longo do tempo? Estou levando em consideração todas as variáveis?”
Tema 02 – Conceitos básicos
A ciência econômica estuda como a sociedade e o governo lidam com os recursos escassos. Há quatro conceitos básicos: trade off, custo de oportunidade, mudanças marginais, lei de incentivos. 
Trade off – pode ser definida como uma escolha conflitante. Quando se deve escolher entre duas ou mais opções. 
Custo de oportunidade – benefício de que se abriu mão quando a escolha foi feita. 
Mudanças marginais – geralmente as decisões são baseadas em pequenas mudanças, dificilmente me saltos.
Lei de incentivos – as pessoas e o governo respondem incentivos monetários. 
Tema 03 – Os agentes na economia
A economia consiste em milhões de pessoas que interagem entre si. Institucionalmente aas pessoas podem ser separadas em grupos. 
Tema 04 – Noções de estatística
 Como podemos relacionar uma distribuição com o risco? Se conhecemos a média e o desvio padrão podemos inferir o risco de ocorrência. 
Tema 05 – Risco e incerteza
Devemos diferenciar risco de incerteza. O primeiro significa, em alguns casos, uma variável passível de ser medida; temos uma probabilidade. Na incerteza não sabemos a real probabilidade de ocorrência; devemos amenizar as incertezas e calcular os possíveis riscos. Há formas de conhecer o risco: obter dados históricos, construir uma proxy, observar as correlações entre as variáveis. 
AULA 02 – 16/06/19 Macroeconomia 
A macroeconomia está preocupada com o comportamento da economia como um todo – expansões e recessões, produção total de bens e serviços, crescimento da população, taxas de inflação e de desemprego, balanço de pagamentos e taxas de câmbio. A macroeconomia lida tanto com o crescimento econômico no longo prazo quanto as flutuações no curto prazo, que constituem o ciclo econômico. A sua vida, a empresa em que você trabalha e seus amigos são afetados pelo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.