Redemocratização do Brasil e a Constituição de 1988
28 pág.

Redemocratização do Brasil e a Constituição de 1988


Disciplina<strong>constitucional</strong>23 materiais8 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Redemocratização do Brasil e a Constituição de 1988
II Seminário De História do Direito 1° Semestre 2018.2 Direito Noturno
Redemocratização do Brasil
Final dos anos 1970: Ditadura Militar Brasileira dava sinais de esgotamento. 
A crise econômica mundial (Crise do Petróleo) impossibilitava o \u201cMilagre Brasileiro\u201d de continuar.
A pressão popular por democracia + problemas econômicos = início da abertura \u201clenta, gradual e segura\u201d desde o governo Geisel.
Redemocratização do Brasil
1979: Lei da Anistia. 
Início dos anos 80: pluripartidarismo e as eleições diretas em estados e capitais. 
Desmanche gradual de todo o aparelho de censura e repressão da ditadura.
Redemocratização do Brasil
Derrota da Emenda Dante de Oliveira (1984).
O regime militar chega ao fim na última eleição indireta em 1985.
Tancredo Neves e José Sarney vencem o pleito para presidência.
Redemocratização do Brasil
Redemocratização.
Herança militar: inflação, disparidade social e dívida externa. 
Redemocratização do Brasil
Doença e morte do presidente Tancredo Neves.
José Sarney: primeiro presidente deste novo período. 
Brasil assume a procura da democracia, ajuste econômico e social.
Governo Sarney (1985-89) 
Busca de métodos para o combate à inflação.
Plano Cruzado do ministro Dílson Funaro.
Plano Cruzado (1986)
Combate à inflação.
Congelamento de preços por um ano.
Reajuste salarial e abono.
\u201cGatilho salarial\u201d.
Consequências do plano: ágio, desabastecimento.
Novos Planos Econômicos
1986 - Plano Cruzado II: descongelamento de preços e inflação.
1987 - Plano Bresser: congelamento de preços e salários por 90 dias; 
Em 1987, devido aos problemas econômicos, o Brasil acabou por declarar a \u201cMoratória Técnica\u201d (impossibilidade de pagar os juros da dívida externa)
Novos Planos Econômicos
1989 - Plano Verão: devido à expectativa de novo congelamento, os empresários promoviam um aumento de preços, desencadeando o crescimento da inflação, que chegou a 1764% no último anos do governo Sarney.
Constituição de 1988
Sarney: promulgação da atual constituição brasileira. 
Brasil como um dos mais democráticos países do mundo.
Crise e Situação Constituinte
Regime de 64: Ordenação autoritária - rompimento do sistema de equilíbrio:
equilíbrio entre o poder estatal e os direitos fundamentais do homem; 
equilíbrio entre poderes, especialmente entre os poderes legislativo e executivo; 
equilíbrio entre o poder central e os poderes regionais e locais. 
Situação constituinte: necessidade de criação de normas fundamentais, consagradoras de nova ideia de direito informada pelo princípio da justiça social, em substituição ao sistema autoritário da ditadura.
A Nova República
Nova República: democrática e social, a concretizar-se pela Constituição elaborada pela Assembleia Nacional Constituinte, livre e soberana, que Tancredo Neves convocaria assim que assumisse a Presidência da República.
José Sarney assume e convoca, não uma Assembleia Constituinte, mas um Congresso Constituinte.
\u201cAssembleia Constituinte nunca é soberana, porque soberano é o povo apenas.\u201d
A Nova República
Soberano é o poder constituinte, que reside no povo; de que o povo é sujeito e titular (todo poder emana do povo). Trata-se de conferir o exercício, apenas o exercício numa situação concreta, dessa soberania. 
A Nova República
O ato convocatório foi o resultado de uma conjugação de vontades: Presidente e Congresso.
A Emenda 26/85, convocando o Congresso Constituinte, caracterizava-se como um ato revolucionário.
A Emenda visava a substituição da Constituição.
Inovação.
Comissão de Estudos Constitucionais 
O presidente José Sarney pelo Decreto nº 91.450, de 18.7.1985 constituiu a Comissão Provisória de Estudos Constitucionais/Comissão Afonso Arinos/Comissão dos Notáveis.
Indiscutível relevância no processo constituinte: único foro de discussão constitucional. 
O Presidente José Sarney não encaminhou o anteprojeto da Comissão à Assembleia Nacional Constituinte.
Claras influências do anteprojeto que se materializaram no texto da Constituição.
A Dinâmica do Processo: Confronto entre Conservadores e Progressistas
A composição da Comissão Afonso Arinos era muito semelhante à que veio a prevalecer na Constituinte: maioria conservadora (direita, centro-direita e centro) e minoria progressista (esquerda e centro-esquerda).
Vitória do Senador Mário Covas na disputa da liderança do PMDB, que era o partido majoritário na Constituinte.
Montagem do Xadrez 
Engrenagem complexa.
Vinte e quatro subcomissões - primeiro tratamento - saía a primeira formulação constitucional em forma de anteprojetos temáticos. 
Oito comissões temáticas - segunda instância de decisão - se apurava e depurava o material vindo das subcomissões.
Anteprojeto de constituição que passava pela Comissão de Sistematização - material era reelaborado e sistematizado num projeto de constituição.
Plenário da Assembleia Nacional Constituinte - dois turnos de discussão e votação para se chegar à Constituição, como se chegou à Constituição de 1988. 
Montagem do Xadrez 
Mário Covas - O que é uma constituição ideal: ideal por quem? Ideal para quê? 
Constituição social e parlamentarista. 
Composição da engrenagem de modo que predominasse nas instâncias de decisão homens de formação progressista e parlamentarista.
Comissão I: da Soberania e Garantias do Homem e da Mulher, e suas subcomissões; a Comissão III: da Organização dos Poderes e Sistema de Governo e suas subcomissões; a Comissão VI: da Ordem Econômica e sobretudo suas Subcomissões VI-A e VI-C; a Comissão VII: da Ordem Social, sem maior preocupação com suas subcomissões; a Comissão VIII: da Família, da Educação, Cultura e Esporte, da Ciência e Tecnologia e da Comunicação e sobretudo sua Subcomissão VIII-B. 
Montagem do Xadrez 
Relator de orientação progressista. 
Os relatores e presidentes das Comissões e Subcomissões integrariam a Comissão de Sistematização, de sorte que quanto mais progressistas houvesse nesses cargos, mais progressista se revelaria esta. 
A maioria da Assembleia Nacional Constituinte: conservadores.
Montagem tinha que ser estratégica para que a minoria progressista fosse capaz de construir uma obra progressista. 
Procedimento justo dá resultado justo. 
Montagem do Xadrez 
Dos oito relatores das Comissões Temáticas, seis estavam no campo progressista. Dois no campo conservador e um no moderado.
Dos vinte e quatro relatores das Subcomissões, doze eram progressistas, onze eram conservadores e um moderado. 
O relator da Comissão de Sistematização era considerado progressista; o presidente, moderado.
Do conjunto dos quarenta presidentes e relatores, a serem integrados na Comissão de Sistematização, 18 eram progressistas; 20 conservadores; o equilíbrio era dado pelos moderados.
Montagem do Xadrez 
Divisão de campos ideológicos. 
Mário Covas X José Lourenço.
Parlamentarismo.
Os conflitos se deram em duas Comissões: a VI, da Ordem Econômica, sobretudo o item da reforma agrária, e VIII, da Família, Educação, Cultura e Esporte, Ciência e Tecnologia e Comunicação, especialmente o item da Comunicação. 
Minoria progressista - forte barreira no parcialismo dos presidentes José Lins e Marcondes Gadelha.
Diversos procedimentos obstrutivos: incapacidade dos conservadores de elaborar um anteprojeto de Constituição a ser apresentado à Comissão de Sistematização.
As Crises. O \u201cCentrão\u201d 
Julho de 1987: Comissão de Sistematização pouco discutia e nada deliberava. 
Em agosto, Mário Covas sofre uma cirurgia cardíaca: rebelião conservadora.
\u201cCentrão\u201d.
Interrupção dos trabalhos constituintes por mais de dois meses (18.11.1987-28.1.1988).
Em 28.1.1988, voltou-se a elaboração constitucional com a \u201cVotação, em primeiro turno, do Preâmbulo e Título I do Projeto de Constituição\u201d: teste de estratégia do \u201cCentrão\u201d. 
Nenhum grupo conseguia formar uma maioria para decidir sozinho \u2013 negociação. 
Mário Covas: liderança efetiva nessas negociações.