HE191A001 - Histologia e Embriologia
251 pág.

HE191A001 - Histologia e Embriologia

Pré-visualização9 páginas
+
HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA
Apresentação da disciplina
+
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
\u25fc Aparelho reprodutor masculino e espermatogênese;
\u25fc Aparelho reprodutor feminino e ovogênese;
\u25fc Primeira semana de desenvolvimento: da Oocitação à 
implantação;
\u25fc Segunda semana de desenvolvimento: Disco germinativo 
Bilaminar;
\u25fc Terceira semana de desenvolvimento: Disco germinativo 
Trilaminar;
\u25fc O período embrionário até oitava semana;
\u25fc O período fetal: O feto e a placenta
\u25fc Malformações congênitas humanas.
Embriologia Humana
2
+
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
\u25fc Histologia e seus métodos de estudo;
\u25fc Tecido epitelial;
\u25fc Tecido conjuntivo;
\u25fc Tecido adiposo;
\u25fc Tecido cartilaginoso;
\u25fc Tecido ósseo;
\u25fc Células do sangue: Hematopoiese;
\u25fc Tecido muscular;
\u25fc Tecido nervoso;
Histologia Humana
3
+
BIBLIOGRAFIAS
PORTO, F. Histologia e Embriologia. Rio de Janeiro, SESES, 2015.
ESTÁCIO ENSINO SUPERIOR. Programa do Livro Universitário. Morfologia Geral. Ed. Guanabara
Koogan. Rio de Janeiro, RJ. 2008
DI FIORE, M.S.H. Atlas de Histologia. 7ª edição. Ed. Guanabara Koogan. RJ. 2000.
GARTNER, L.P. & HIATT, J. L. Tratado de Histologia em cores. Ed. Guanabara Koogan. RJ. 2004.
JUNQUEIRA,L.C. & CARNEIRO,J. Histologia Básica. 11ª edição. Ed. Guanabara Koogan. RJ. 2008.
MOORE, K.L. & PERSAUD, T.V.N. Embriologia Clínica. Ed. Guanabara Koogan. RJ. 2000.
YOUNG, Bárbara; HEATH, John W. (Ed.). Wheater Histologia Funcional: texto e atlas em cores.
Ed. Guanabara Koogan. RJ. 2001.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
BIBLIOGRAFIAS COMPLEMENTAR
4
+
AVALIAÇÕES
\u25fc AV1
\u25fc 24/04 (quarta-feira)
\u25fc 25/04 (quinta-feira)
\u25fc AV2
\u25fc 12/06 (quarta-feira)
\u25fc 06/06(quinta-feira)
\u25fc AV3
\u25fc 26/06 (quarta-feira)
\u25fc 27/06 (quinta-feira)
\u25fc Final do semestre
\u25fc 05/07 (sexta-feira)
5
+
EMBRIOLOGIA HUMANA
O desenvolvimento de um ser humano começa com a
fecundação, o processo no qual um gameta masculino
(espermatozoide) se une a um gameta feminino
(ovócito) para formar uma única célula denominada
zigoto.
Esta célula totipotente divide-se várias vezes e forma
todas as células e tecidos do organismo humano.
6
+
DIVISÃO CELULAR
Estratégia celular para multiplicação, pode ser 
classificada como mitose, quando forma células 
iguais a original, ou meiose, quando forma células 
com a metade da informação genética.
7
+
TIPOS DE DIVISÃO CELULAR
\u25fc MITOSE
Divisão Celular onde uma célula-mãe (diplóide- 2n) origina 
células-filhas contendo o mesmo patrimônio genético 
(diplóide- 2n). Esta divisão ocorre em todas as células 
somáticas, exceto as células germinativas.
\u25fc MEIOSE
Divisão Celular onde uma célula-mãe (diplóide- 2n) origina 
células-filhas contendo metade de seu patrimônio genético 
(haplóde- n). Esta divisão ocorre somente nas células 
germinativas, que originam os gametas. Possui 2 ciclos de 
divisões celulares sucessivas que ocorrem após uma única 
duplicação do DNA
As células somáticas do organismo humano contém 46 
cromossomos e as células sexuais contém 23 cromossomos
8
+
DIVISÃO CELULAR
Etapas:
\u25fc Prófase
\u25fc Metáfase
\u25fc Anáfase
\u25fc Telófase
MITOSE
9
+
DIVISÃO CELULAR
MITOSE
\u25fc Divisão reducional.
\u25fc As Células germinativas 
primitivas (espermatogônias, 
no homem; ovogônias, na 
mulher) se dividem e o 
número de cromossomos 
diplóide (46 cromossomos) é 
reduzido para um número 
haplóide (23 cromossomos).
\u25fc Divisão equacional.
\u25fc Cada célula se divide 
novamente, originado 4 
células-filhas contendo a 
mesma quantidade de 
material genético (número 
haplóide).
1ª DIVISÃO MEIÓTICA 2ª DIVISÃO MEIÓTICA
10
+
MEIOSE
11
Etapas
\u25fc Meiose I
\u25fc Prófase I
\u25fc Metáfase I
\u25fc Anáfase I
\u25fc Telófase I
\u25fc Meiose II
\u25fc Prófase II
\u25fc Metáfase II
\u25fc Anáfase II
\u25fc Telófase II
+
APARELHO REPRODUTOR 
MASCULINO
12
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc Produção de hormônios sexuais masculinos
\u25fc Testosterona
\u25fc Produção de gametas
\u25fc Espermatozóides
FUNÇÕES
13
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc Gônadas (testículos)
\u25fc Epidídimos
\u25fc Ductos deferentes
\u25fc Vesículas seminais
\u25fc Próstata
\u25fc Glândulas bulbouretais
\u25fc Escroto
\u25fc Pênis
COMPONENTES 
14
+ 
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
15
+
TESTÍCULOS
\u25fc Glândula mista
\u25fc Endócrina e exócrina
\u25fc Secreta testosterona e espermatozoides
\u25fc Túnica albugínea
\u25fc Formada por tecido conjuntivo
\u25fc Funciona como uma cápsula
\u25fc Divide o testículo em compartimentos
\u25fc Túbulos seminíferos
\u25fc Em suas paredes ocorre a formação dos espermatozoides
16
+
TESTÍCULOS
\u25fcCélulas intersticiais (células Leydig)
\u25fc Responsáveis pela produção de testosterona
\u25fcParede dos túbulos seminíferos
\u25fc Formadas por células germinativas e as células de 
Sertoli
\u25fc Num todo, formam o epitélio germinativo ou 
seminífero
17
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc Sustentam e protegem as células de linhagem
espermatogênica
\u25fc Nutrem as células germinativas, que não podem ter contato
direto com o sangue
\u25fc Formam a barreira hemato-testicular, protegem as células
germinativas do sangue
\u25fc O sistema imune as reconhece como corpo estranho (n=23) e as
destrói
\u25fc Fagocitose de gametas mal formados e restos celulares.
\u25fc Quando a célula se transforma em espermatozoide perde o
citoplasma, para evitar o acumulo de substância da célula e feita a
fagocitose
TESTÍCULOS \u2013 CÉLULAS DE SERTOLI
18
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc Secretam proteína de ligação com andrógeno, que atua no
transporte de testosterona das células intersticiais, que estão
no tecido conjuntivo, para que ocorra a espermatogênese
\u25fc Secretam um meio rico em frutose
\u25fc Que nutre e facilita o transporte dos espermatozoides até o
interior dos ductos genitais
\u25fc Secretam o hormônio inibina, que diminui a produção de
espermatozoides
\u25fc Secretam o hormônio anti-mulheriano durante a
embriogênese
TESTÍCULOS \u2013 CÉLULAS DE SERTOLI
19
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
1. Espermátide madura
2. Espermátide
3. Espermatócito secundário
4. Espermatócito primário
5. Espermatogônia
6. Lâmina basal
7. Célula de sertoli
TESTÍCULOS \u2013 CÉLULAS DE SERTOLI
20
1
2
3
4
5
6
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc FUNÇÃO
\u25fc Maturação dos espermatozoides, tornando-os móveis
\u25fc Armazena e libera os espermatozoides;
\u25fc Dividido em cabeça, corpo e cauda;
\u25fc Os espermatozoides são armazenados na cauda do epidídimo;
\u25fc A cauda termina no ducto deferente
DUCTO DEFERENTE
\u25fc Juntamente com o epidídimo forma o sistema de ductos gonodais
\u25fc Conduz os espermatozoides até a uretra
EPIDÍDIMOS
21
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc Juntamente com o epidídimo forma o sistema de ductos 
gonodais
\u25fc Conduz os espermatozoides até a uretra
DUCTO DEFERENTE
22
\u25fc VESÍCULA SEMINAL 
(glândula anexa)
\u25fc Produz líquido rico em 
frutose
\u25fc Produz líquido lubrificante
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc PROSTATA
\u25fc Produz líquido alcalino
\u25fc GLÂNDULAS 
BULBOURETRAIS
\u25fc Produz fluido mucoso 
lubrificante
GLÂNDULAS ANEXAS
23
+
APARELHO REPRODUTOR MASCULINO
\u25fc Órgão copulador
\u25fc Possui dois corpos cavernosos e um corpo esponjoso
PÊNIS
24
+
APARELHO REPRODUTOR 
FEMININO
25
+
APARELHO REPRODUTOR FEMININO
\u25fc Produção de hormônios sexuais femininos
\u25fc Estrogênio e progesterona
\u25fc Produção de gametas
\u25fc Ovócitos
\u25fc Manutenção do desenvolvimento embrionário e 
fetal
FUNÇÕES
26
+
APARELHO REPRODUTOR FEMININO
\u25fc Gônadas (ovários)
\u25fc Tubas uterinas
\u25fc Útero
\u25fc Vagina
\u25fc Vulva
COMPONENTES 
27
+ 
APARELHO REPRODUTOR FEMININO
28