A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
PLANTAE- Sintese

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
AVALIAÇÃO DE ENSINO E APRENDIZAGEM
SINTESE
Wilson Câmara Frazão Neto
TEXTO: BRIÓFITAS COMO BIOINDICADORES DA QUALIDADE DO AR NO PARQUE NACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS, TERESÓPOLIS, RJ, BRASIL.
O trabalho apresentado no artigo tem por objetivo analisar as briófitas como bioindicadores no Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Para o proposto, os pesquisadores analisaram as briófitas, a partir de parcelas realizadas em três trilhas: Cartão Postal, Primavera e Poços Dois Irmãos. Para isso foram realizadas parcelas medindo 20m x 20m e, posteriormente em parcelas de 2m x 2m, a partir da seleção de 10 árvores, selecionadas de forma aleatória em cada uma das trilhas. Dessa maneira foram realizadas as coletas, para analisar e observar o proposto.
Assim, foi possível observar que a trilha Cartão Postal, apresentou diferença na incidência de briófitas na trilha, ao comparar o início e o final da mesma. A trilha Primavera, apresentou menor incidência de briófitas na parte central, em razão da atuação antrópica concentrada nas proximidades, a partir da presença de uma estrada. Observando a trilha Poços Dois Irmãos, foi observada menor incidência de briófitas, com exceção a parte final da trilha, onde encontrava-se um leito de rio.
Dessa maneira, os pesquisadores conseguiram chegar à seguinte conclusão: A trilha Primavera, obteve o maior índice de briófitas 58%, Cartão Postal obteve 52% e a trilha Poços Dois Irmãos obteve o menor índice 41%. Observou-se também que a qualidade do ar em ambas as trilhas era considerada boa, em ambas as trilhas, de acordo com as amostras coletadas. Contudo na parte próxima a estrada foi possível perceber alteração na coloração das briófitas, que sofreram alteração de verde para marrom em sua coloração.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.