A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Apol 1 - História da Educação

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/10 - História da Educação 
Leia a citação seguir: 
“O processo de educação na Idade Média era de total responsabilidade da Igreja. As escolas funcionavam anexas às 
catedrais ou às escolas monásticas, muitas funcionavam nos mosteiros. A Igreja foi um instrumento essencial no 
processo da educação na Idade Média, a grande disseminadora do conhecimento”. 
Após a avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://www.brasilescola.com/historiag/educacao-na-idade-media.htm>. Acesso em: 12 de jul. 2016. 
De acordo com o conteúdo do livro-base Constituição histórica da educação no Brasil sobre a educação na Idade 
Média, leia as afirmativas a seguir: 
 
I. A educação na Idade Média estava pautada na formação do homem de fé. 
II. Todas as universidades foram criadas desconsiderando a autorização da Igreja Católica. 
III. A memorização e a oralidade foram os elementos principais das escolas que aceitavam o método escolástico. 
IV. Os livros, referências e obras da cultura greco-romana foram controlados por muito tempo pela Igreja Católica. 
 
São corretas as afirmativas: 
 
A I, III e IV apenas. 
 
B I, II e IV apenas. 
 
C II, III e IV apenas. 
 
D I e IV apenas. 
 
E I e II apenas. 
 
Questão 2/10 - História da Educação 
Leia o fragmento de texto a seguir: 
“O regime implantado pelo golpe civil-militar de 1964 produziu uma democratização do acesso à educação no Brasil, 
mas dentro de uma lógica de vinculação da educação pública aos interesses do mercado e de estímulo e 
favorecimento à privatização do ensino”. 
Após a avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <https://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br/entrevistas/reforma-educacional-da-ditadura-
eliminou-exigencia-de-gasto-minimo-com-educacao>. Acesso em 03 ago. 2016. 
A ditadura civil-militar modificou significativamente a estrutura educacional brasileira. A partir desses elementos e 
do livro-base Constituição histórica da educação no Brasil, assinale a alternativa correta: 
 
A Os governos militares se afastaram do campo educacional, pois tinham outros interesses e deixaram as 
propostas e reformas nas mãos dos intelectuais escola novistas. 
 
B As reformas educacionais dos governos militares geraram conquistas quantitativas; porém, sem um 
acompanhamento de recursos orçamentários, o que abriu espaço para a iniciativa privada no setor. 
 
C O regime militar encerrou o modelo educacional pautado pelo tecnicismo, retirando investimentos do 
ensino profissionalizante. 
 
D Durante a ditadura, houve um esforço massivo do governo para inibir a iniciativa privada no âmbito 
educacional, promovendo um crescimento quantitativo e qualitativo da educação pública. 
 
E As disciplinas das áreas de ciências humanas, tais como história e geografia, encontraram mais espaço 
na grade curricular do ensino público, pois substituíram disciplina de educação moral e cívica. 
 
Questão 3/10 - História da Educação 
Leia a passagem de texto a seguir: 
“O Ratio Studiorum ou Plano de Estudos – o método pedagógico dos jesuítas, publicado em 1599 foi sistematizado a 
partir das experiências pedagógicas, que tiveram início no Colégio de Messina, primeiro colégio aberto na Sicília, em 
1548”. 
Após a avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/periodo_jesuitico_intro.html>. Acesso em: 28 jul. 
2016. 
A educação proposta pela Companhia de Jesus tinha como método pedagógico o Ratio Studiorum. Sobre isso e 
considerando o livro-base Constituição histórica da educação no Brasil, assinale a alternativa correta: 
 
A A maior proeminência da educação jesuítica no Brasil foi no período colonial, mas sempre teve que 
lutar contra a Coroa portuguesa para conseguir instituir seus colégios e seminários nesse contexto 
 
B Os princípios do Ratio Studiorum guiavam as práticas educativas dos colégios e seminários jesuítas, nos 
quais se buscava uma formação virtuosa e com base na religião. 
 
C O Ratio Studiorium era o principal método da educação proposta pelos jesuítas; era voltado para o 
ensino das letras e desconsiderava os preceitos religiosos da Companhia de Jesus. 
 
D Ao proporem e utilizarem o Ratio Studiorium, os jesuítas defendiam uma educação laica e baseada na 
ausência de hierarquia 
 
E As práticas educativas oriundas do Ratio Studiorium enfatizavam uma educação difusa oriunda das 
comunidades tribais, distanciando-se das obrigações religiosas 
 
Questão 4/10 - História da Educação 
Leia o excerto de texto a seguir: 
“A educação foi tratada no discurso inaugural do Imperador, na abertura da Assembleia Constituinte *1823+, ocasião 
em que afirmou ser necessária uma legislação especial que disciplinasse a matéria”. 
Após a avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: TEIXEIRA, Maria Cristina. O direito à educação nas Constituições Brasileiras. In: Revista da Faculdade de 
Direito. São Paulo, v. 5, n. 5, p. 146-168, 2008. p. 148. 
Segundo o livro-base Constituição histórica da educação no Brasil sobre a educação nos primeiros anos do império 
brasileiro, retratada no excerto de texto anterior, é correto afirmar: 
 
A A fala de D. Pedro I corroborou o que foi elaborado durante a Constituinte de 1823, pois, a partir dessa 
legislação, a educação se tornou responsabilidade da União, excluindo a iniciativa privada. 
 
B A Constituição de 1824 afastou a instrução primária do Estado, relegando-a aos jesuítas aos moldes da 
educação colonial. 
 
C Graças ao grande contingente de professores nesse período, D. Pedro I conseguiu colocar em prática o 
que prometeu em seu discurso, fortalecendo e expandindo a educação básica. 
 
D Apesar da fala do imperador a respeito da necessidade de legislar sobre a educação, no contexto da 
Constituinte de 1823, o Estado imperial não se envolveu de forma concreta na educação básica. 
 
E A educação proposta pela Constituição de 1824 visava atender apenas às classes dominantes, que 
colocavam seus filhos nas escolas públicas, enquanto as classes populares pagavam pelo ensino. 
 
Questão 5/10 - História da Educação 
Leia o excerto de texto a seguir: 
“O objetivo proclamado da ação dos jesuítas é a conversão do índio à fé católica. Na realidade, o que se fez (faz) é 
subjugá-lo e, quando resiste, massacrá-lo”. 
Após a avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PILETTI, Nelson. História da Educação no Brasil. São Paulo: Ática, 2010. p. 23. 
As ações educativas dos jesuítas surgiram no Brasil a partir da contrarreforma. Segundo o livro-base Constituição 
histórica da educação no Brasil sobre as ações e práticas educativas dos jesuítas, leia as afirmativas a seguir: 
 
I. As práticas pedagógicas estavam baseadas na prática das virtudes, observância das leis e formalidade pedagógica. 
II. A educação jesuítica, aos poucos, ganhou força. 
III. As casas de bê-á-bá e os colégios internos foram as instituições organizadas pelos jesuítas. 
IV. O aprendizado era voltado para o uso das letras, da catequização das crianças indígenas. 
Estão corretas as afirmativas: 
 
A II, III e IV apenas. 
 
B I, II e IV apenas. 
 
C I, III e IV apenas. 
 
D I, II e III apenas. 
 
E I e II apenas. 
 
Questão 6/10 - História da Educação 
Leia o seguinte fragmento de texto: 
“O estudo da história da educação nos permite avaliar como foi entendida e praticada a educação em épocas e 
sociedades diferentes. Possibilita-nos ainda entender a educação como um processo dinâmico, histórico e por isso 
mutável”. 
Após a avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PILETTI, Nelson. História da Educação no Brasil. São Paulo: Ática, 2010. p. 8. 
De acordo com o livro-base Constituição histórica da educação no Brasil, sobre as diferenças existentes entre a 
História Tradicional e da Nova História. Enumere, na ordem sequencial, as características de acordo com a respectiva 
concepção. 
1 –