A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Exerciocio extra

Pré-visualização | Página 1 de 5

Legislação Ambiental
1. Podemos classificar o meio ambiente em: 
a) Natural, artificial, mineral e cultural. 
b) Natural, eletrônico, cultural, e do trabalho.
 c) Natural, artificial, cultural e do trabalho.
 d) Mineral, vegetal, animal e micro-organismos. 
e) Artificial, urbano, mineral, animal e vegetal.
2. São princípios do Direito Ambiental: 
a) Prevenção, anterioridade, usuário-pagador e do contraditório.
 b) Cooperação, participação, informação e presunção de inocência.
 c) Vedação de retrocesso, desenvolvimento sustentável, boa-fé e igualdade. 
d) Poluidor-pagador, desenvolvimento sustentável, precaução e solidariedade intergeracional. 
e) Legalidade, poluidor-pagador, impessoalidade e moralidade.
3. Caracteriza o bem ambiental: 
a) A fauna e a flora. 
b) O solo, o ar e a água. 
c) A biodiversidade. 
d) Os recursos ambientais econômicos. 
e) Bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida.
4. O Princípio do Poluidor-Pagador se caracteriza da seguinte forma: 
a) É o direto de pagar para poluir. 
b) Consiste na internalização das externalidades negativas.
 c) Representa o dever de indenizar pelo dano ambiental.
 d) É a obrigação de pagar pelo impacto ambienta. 
e) É o dever de pagar pelo recurso natural utilizado economicamente.
5. O princípio da ubiquidade significa: 
a) A obrigatoriedade de cooperação em duas esferas, seja no âmbito interno entre os estados-membros, municípios, Distrito Federal e União, seja no âmbito internacional, entre os Países. b) A solidariedade intergeracional, sendo que as gerações presentes deverão suprir suas necessidades sem comprometer o suprimento das necessidades das futuras gerações. 
c) O dever de indenizar por parte do poluidor, pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, pelos danos diretos ou diretos causados ao meio ambiente. 
d) Colocar as questões ambientais no epicentro dos direitos humanos, o meio ambiente é onipresente, de forma que uma agressão ao meio ambiente em determinada localidade é capaz de trazer reflexos em outras localidades. 
e) Aplicar a prevenção e a precaução, ou seja, não deixar de tomar medidas mitigadoras dos impactos ambientais, sejam eles já conhecidos pela ciência, sejam eles desconhecidos.
1. Assinale a alternativa correta acerca dos fundamentos do Direito Ambiental. 
a) O meio ambiente pode ter um significado de macrobem como um direito fundamental do homem, transformando-se em bem de interesse difuso, cuja proteção jurídica pertence a toda coletividade. 
b) O meio ambiente pode ter uma concepção de macrobem, relativamente à propriedade e a outros interesses a esta subjacentes, podendo pertencer ao setor público ou privado, inclusive à pessoa física ou jurídica. 
c) O macrobem, sendo direito fundamental e intercomunitário, é disponível, embora deva ser preservado para as gerações presentes e futuras, bem como para todos, na forma da Constituição. 
d) O macrobem ambiental é incorpóreo e imaterial e, em consequência, suscetível de apropriação exclusiva, pois divisível. 
e) O uso dos recursos naturais sempre deve ser gratuito. Como se trata de bem indisponível, nunca podem levar à cobrança do uso dos recursos naturais. 
2. A Constituição Federal/88 assevera que “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida”. A esse respeito, é correto inferir que a concepção constitucional sobre meio ambiente é:
 a) holística 
b) panteísta 
c) pragmática 
d) antropocêntrica alargado 
e) antropocêntrico clássico 
3. Em decorrência de se considerar o direito ambiental como direito fundamental, goza dos atributos da: 
a) indisponibilidade, inalienabilidade, impenhorabilidade, irrenunciabilidade e prescritibilidade, incidindo o princípio da vedação de retrocesso. 
b) disponibilidade, inalienabilidade, impenhorabilidade, irrenunciabilidade e prescritibilidade, não incidindo o princípio da vedação de retrocesso. 
c) indisponibilidade, inalienabilidade, impenhorabilidade, irrenunciabilidade e imprescritibilidade, incidindo o princípio da vedação de retrocesso. 
d) indisponibilidade, inalienabilidade, impenhorabilidade, renunciabilidade e imprescritibilidade, incidindo o princípio da vedação de retrocesso. ´ 
e) indisponibilidade, alienabilidade, impenhorabilidade, 
4. De acordo com as normas constitucionais e legais vigentes sobre a matéria, o EPIA apenas é obrigatório 
a) se houver possibilidade de significativa degradação ao meio ambiente, caso em que deverá ser dada publicidade ao Estudo Prévio de Impacto Ambiental (EPIA). 
b) se houver possibilidade de significativa degradação ao meio ambiente, sendo opcional a publicidade do Estudo Prévio de Impacto Ambiental (EPIA). 
c) nos casos em que as obras e atividades sejam consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras, ainda que a degradação não seja significativa, devendo haver publicidade do Estudo Prévio de Impacto Ambiental (EPIA). 
d) nos casos em que as obras e atividades sejam consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras, devendo ser público o Estudo Prévio de Impacto Ambiental (EPIA). 
e) nos casos em que as obras e atividades sejam consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras, cabendo ao órgão licenciador definir, discricionariamente, se o Estudo de Impacto Ambiental (EPIA) é público ou não. 
5.Assinale a alternativa correta quanto ao direito constitucional ambiental. 
a) não é possível a responsabilização criminal da pessoa jurídica
 b) o dever fundamental de proteção e defesa do meio ambiente cabe somente ao Poder Público c) a defesa e proteção do meio ambiente se fazem não somente para a presente geração, mas também para as futuras gerações 
d) é proibido o funcionamento de usinas nucleares 
e) nas atividades minerárias, dependendo do grau de impacto, poderá ser dispensada a recuperação da área degradada.
1. A competência legislativa ambiental constitucional pode ser: 
a) geral, complementar, comum, privativa. 
b) exclusiva, comum, concorrente e suplementar.
c) exclusiva, comum, delegada e suplementar.
 d) geral, privativa, delegada, concorrente. 
e) exclusiva, privativa, concorrente e suplementar
2. Quanto à competência constitucional ambiental, assinale a alternativa correta.
 a) aos Estados e aos Municípios não cabe estabelecer normas de caráter suplementar. 
b) caso a União não edite a norma de caráter geral, não podem os Estados fazê-lo. 
c) deve a União limitar-se a estabelecer normas gerais. 
d) a superveniência de norma federal revoga a lei estadual. 
e) normas municipais serão mais genéricas e abstratas que as normas estaduais, e estas mais que as federais.
3. Quanto à competência constitucional ambiental, assinale a alternativa correta. 
a) para exercer o poder de polícia na realização dos atos materiais, todos os entes políticos possuem abstratamente competência (comum) para atuar. 
b) em se tratando de licenciamento ambiental, os outros entes nunca podem adotar seus próprios procedimentos de licenciamento. 
c) não existe a possiblidade de mais de um ente político atuar para tratar do mesmo assunto em pé de igualdade com os outros. 
d) competência legislativa exclusiva é atribuída a um ente com exclusão dos demais, sendo que esta competência é delegável. 
e) competência legislativa privativa é a própria de uma entidade, não sendo passível de delegação ou suplementação.
4. Quanto à competência legislativa em matéria ambiental:
 a) no exercício de competência legislativa concorrente, compete aos Estados, Distrito Federal e Municípios editarem as normas gerais. 
b) no exercício de competência legislativa concorrente, as normas suplementares são editadas pelos Estados e o Distrito Federal. 
c) com a superveniência de lei federal sobre normas gerais, revoga-se a eficácia estadual no que lhe for incompatível. 
d) no exercício de competência legislativa concorrente, compete à União editar as normas gerais.
 e) quanto aos Municípios, o art. 30, II da CF, dispõe que não podem suplementar a legislação federal e a estadual.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.