A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
AULA (1 A 5) FORMAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA E POL. DA SOC. BRASILEIRA

Pré-visualização | Página 3 de 5

parte destas medidas?
	
	
	
	transferir para Portugal todo o ouro depositado no Brasil.
	
		2.
		Após o fim do pacto colonial, as importações do Brasil:
	
	
	
	Eram, em sua maioria, de produtos ingleses devido às diferenças de tarifas alfandegárias
	
		3.
		A abertura dos portos às nações amigas, promovida por D. João quando de sua chegada ao Brasil, está associada:
	
	
	
	
	
	
	a tarifas alfandegárias mais reduzidas para os produtos ingleses
	
		4.
		A primeira cidade brasileira que recebeu a família real foi:
	
	
	
	
	
	
	Salvador
	
		5.
		A vinda da família real portuguesa para o Brasil é explicada:
	
	
	
	Pela defesa dos interesses da coroa portuguesa
	
		6.
		Marque a alternativa CORRETA. A abertura dos portos beneficiou os negociantes:
	
	
	
	
	
	
	ingleses
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
Explicação:
Portugal tinha grande dependência econômica em relação à Inglaterra.
Quando a família real, fugindo da invasão francesa promovida por Napoleão Bonaparte, veio para o Brasil foi escoltada pela marinha de guerra inglesa.
Acordos comerciais haviam sido firmados entre os dois países de sorte que, tão logo a corte chegou a Salvador D. João, em seu primeiro ato administrativo, decretou a abertura dos portos às nações amigas.
Tal medida beneficiou diretamente a Inglaterra uma vez que seus produtos eram taxados com alíquota de importação de 15%, enquanto que a tarifa dos produtos dos demais países era de 24%.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Temendo perder a Coroa de Portugal, D.João VI volta para Portugal e deixa seu filho D.Pedro. Nos primeiros anos de regência D. Pedro se deparou com medidas da metrópole com as quais não concordava. Dentre elas, podem ser citadas, EXCETO:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Assinatura de tratado entre Brasil e Inglaterra, conhecido Reino Unido;
	
	
	
	
Explicação:
Temendo perder a Coroa de Portugal, D.João VI volta para Portugal e deixa seu filho D.Pedro. Nos primeiros anos de regência D. Pedro se deparou com medidas da metrópole com as quais não concordava, a única afirmativa que não corresponde a um fato que se relaciona é a assinatura de tratado entre Brasil e Inglaterra, conhecido Reino Unido.
 
	
	
	
	 
		
	
		8.
		A chegada da família real portuguesa ao Brasil, em 1808, propiciou, de imediato:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	a abertura dos portos aos estrangeiros
	
	
	
		1.
		Das alternativas abaixo, o que NÃO se incluiu nas medidas adotadas por D. João VI no Brasil foi a:
	
	
	
	Repressão à cultura
	
		2.
		O país que mais se beneficiou com a abertura dos portos às nações amigas foi:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Inglaterra
	
		3.
		O fato determinante para o retorno de D. João VI a Portugal, acompanhado da comitiva real foi:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	a revolução liberal do Porto
	
		4.
		A chegada da família real portuguesa ao Brasil, em 1808, propiciou, de imediato:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	a abertura dos portos aos estrangeiros
	
		5.
		A primeira cidade brasileira que recebeu a família real foi:
	
	
	
	
	
	
	Salvador
	
		6.
		A vinda da família real portuguesa para o Brasil é explicada:
	
	
	
	
	
	
	Pela defesa dos interesses da coroa portuguesa
	
		7.
		Marque a alternativa CORRETA. A abertura dos portos beneficiou os negociantes:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	ingleses
	
	
	
	
	
	
	
Explicação:
Portugal tinha grande dependência econômica em relação à Inglaterra.
Quando a família real, fugindo da invasão francesa promovida por Napoleão Bonaparte, veio para o Brasil foi escoltada pela marinha de guerra inglesa.
Acordos comerciais haviam sido firmados entre os dois países de sorte que, tão logo a corte chegou a Salvador D. João, em seu primeiro ato administrativo, decretou a abertura dos portos às nações amigas.
Tal medida beneficiou diretamente a Inglaterra uma vez que seus produtos eram taxados com alíquota de importação de 15%, enquanto que a tarifa dos produtos dos demais países era de 24%.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Temendo perder a Coroa de Portugal, D.João VI volta para Portugal e deixa seu filho D.Pedro. Nos primeiros anos de regência D. Pedro se deparou com medidas da metrópole com as quais não concordava. Dentre elas, podem ser citadas, EXCETO:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Assinatura de tratado entre Brasil e Inglaterra, conhecido Reino Unido;
	
Explicação:
Temendo perder a Coroa de Portugal, D.João VI volta para Portugal e deixa seu filho D.Pedro. Nos primeiros anos de regência D. Pedro se deparou com medidas da metrópole com as quais não concordava, a única afirmativa que não corresponde a um fato que se relaciona é a assinatura de tratado entre Brasil e Inglaterra, conhecido Reino Unido.
	
	
	
		1.
		O fato determinante para o retorno de D. João VI a Portugal, acompanhado da comitiva real foi:
	
	
	
	a revolução liberal do Porto
	
		2.
		Após o fim do pacto colonial, as importações do Brasil:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Eram, em sua maioria, de produtos ingleses devido às diferenças de tarifas alfandegárias
	
		3.
		Das alternativas abaixo, o que NÃO se incluiu nas medidas adotadas por D. João VI no Brasil foi a:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Repressão à cultura
	
		4.
		A vinda da família real portuguesa para o Brasil é explicada:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Pela defesa dos interesses da coroa portuguesa
	
		5.
		Marque a alternativa CORRETA. A abertura dos portos beneficiou os negociantes:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	ingleses
	
	
	
	
Explicação:
Portugal tinha grande dependência econômica em relação à Inglaterra.
Quando a família real, fugindo da invasão francesa promovida por Napoleão Bonaparte, veio para o Brasil foi escoltada pela marinha de guerra inglesa.
Acordos comerciais haviam sido firmados entre os dois países de sorte que, tão logo a corte chegou a Salvador D. João, em seu primeiro ato administrativo, decretou a abertura dos portos às nações amigas.
Tal medida beneficiou diretamente a Inglaterra uma vez que seus produtos eram taxados com alíquota de importação de 15%, enquanto que a tarifa dos produtos dos demais países era de 24%.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Temendo perder a Coroa de Portugal, D.João VI volta para Portugal e deixa seu filho D.Pedro. Nos primeiros anos de regência D. Pedro se deparou com medidas da metrópole com as quais não concordava. Dentre elas, podem ser citadas, EXCETO:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Assinatura de tratado entre Brasil e Inglaterra, conhecido Reino Unido;
	
	
	
	
Explicação:
Temendo perder a Coroa de Portugal, D.João VI volta para Portugal e deixa seu filho D.Pedro. Nos primeiros anos de regência D. Pedro se deparou com medidas da metrópole com as quais não concordava, a única afirmativa que não corresponde a um fato que se relaciona é a assinatura de tratado entre Brasil e Inglaterra, conhecido Reino Unido.
 
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Após o retorno de D. João VI para Portugal, a metrópole tomou uma série de medidas com as quais D. Pedro não concordava. Marque a alternativa que NÃO fazia parte destas medidas?
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	transferir para Portugal todo o ouro depositado no Brasil.
	
		8.
		A primeira cidade brasileira que recebeu a família real foi:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Salvador
PRIMEIRO REINADO: A ORGANIZAÇÃO DO ESTADO BRA...
4a aula
		1.
		As regências foram instauradas no nosso país em virtude :
	
	
	da menoridade do futuro Imperador D.Pedro II
	
		2.
		O processo de independência do Uruguai consolidou-se com:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	a expulsão dos brasileiros
	
		3.
		A garantia dada pelo Brasil de não agregar a seu território qualquer colônia lusitana representou:
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	
	Uma das exigências portuguesas para o reconhecimento da independência do Brasil
	
		4.
		Em agosto