Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
152 pág.
151012_seg_trab_i

Pré-visualização | Página 1 de 30

Segurança do Trabalho I
Leandro Silveira Ferreira
Neverton Hofstadler Peixoto
2012
Santa Maria - RS
RIO GRANDE
DO SUL
INSTITUTO
FEDERAL
Presidência da República Federativa do Brasil
Ministério da Educação
Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica
Comissão de Acompanhamento e Validação
Colégio Técnico Industrial de Santa Maria/CTISM 
Coordenação Institucional
Paulo Roberto Colusso/CTISM
Professor-autor
Leandro Silveira Ferreira/CTISM
Neverton Hofstadler Peixoto/CTISM
Coordenação Técnica
Iza Neuza Teixeira Bohrer/CTISM
Coordenação de Design
Erika Goellner/CTISM
Revisão Pedagógica 
Andressa Rosemárie de Menezes Costa/CTISM
Janaína da Silva Marinho/CTISM
Marcia Migliore Freo/CTISM
Revisão Textual
Fabiane Sarmento Oliveira Fruet//CTISM
Tatiana Rehbein/UNOCHAPECÓ
Revisão Técnica
José Carlos Lorentz Aita/CTISM
Ilustração
Gabriel La Rocca Cóser/CTISM
Marcel Santos Jacques/CTISM
Rafael Cavalli Viapiana/CTISM
Ricardo Antunes Machado/CTISM
Diagramação
Cássio Fernandes Lemos/CTISM
Leandro Felipe Aguilar Freitas/CTISM
© Colégio Técnico Industrial de Santa Maria
Este caderno foi elaborado pelo Colégio Técnico Industrial da Universidade Federal 
de Santa Maria para o Sistema Escola Técnica Aberta do Brasil – Rede e-Tec Brasil.
F383s Ferreira, Leandro Silveira
Segurança do trabalho I / Leandro Silveira Ferreira,
Neverton Hofstadler Peixoto. – Santa Maria : UFSM, CTISM, 
Sistema Escola Técnica Aberta do Brasil, 2012.
151 p. : il. ; 28 cm.
Este material didático foi elaborado pelo Colégio Técnico
Industrial de Santa Maria para o Sistema Escola Técnica Aberta 
do Brasil – Rede e-Tec Brasil.
Inclui referências.
1. Segurança do trabalho 2. Normas 3. Acidentes de trabalho
4. Medicina do trabalho 5. SESMT I. Ferreira, Leandro Silveira
II. Peixoto, Neverton Hofstadler III. Título
CDU 331.45
 349.2
Ficha catalográfica elaborada por Simone Godinho Maisonave – CRB 10/1733
Biblioteca Central da UFSM
e-Tec Brasil3
Apresentação e-Tec Brasil
Prezado estudante,
Bem-vindo ao e-Tec Brasil!
Você faz parte de uma rede nacional pública de ensino, a Escola Técnica Aberta 
do Brasil, instituída pelo Decreto nº 6.301, de 12 de dezembro 2007, com o 
objetivo de democratizar o acesso ao ensino técnico público, na modalidade 
a distância. O programa é resultado de uma parceria entre o Ministério da 
Educação, por meio das Secretarias de Educação a Distância (SEED) e de Edu-
cação Profissional e Tecnológica (SETEC), as universidades e escolas técnicas 
estaduais e federais.
A educação a distância no nosso país, de dimensões continentais e grande 
diversidade regional e cultural, longe de distanciar, aproxima as pessoas ao 
garantir acesso à educação de qualidade, e promover o fortalecimento da 
formação de jovens moradores de regiões distantes dos grandes centros 
geograficamente ou economicamente.
O e-Tec Brasil leva os cursos técnicos a locais distantes das instituições de 
ensino e para a periferia das grandes cidades, incentivando os jovens a concluir 
o ensino médio. Os cursos são ofertados pelas instituições públicas de ensino 
e o atendimento ao estudante é realizado em escolas-polo integrantes das 
redes públicas municipais e estaduais.
O Ministério da Educação, as instituições públicas de ensino técnico, seus 
servidores técnicos e professores acreditam que uma educação profissional 
qualificada – integradora do ensino médio e educação técnica, – é capaz 
de promover o cidadão com capacidades para produzir, mas também com 
autonomia diante das diferentes dimensões da realidade: cultural, social, 
familiar, esportiva, política e ética.
Nós acreditamos em você!
Desejamos sucesso na sua formação profissional!
Ministério da Educação
Janeiro de 2010
Nosso contato
etecbrasil@mec.gov.br
e-Tec Brasil5
Indicação de ícones
Os ícones são elementos gráficos utilizados para ampliar as formas de 
linguagem e facilitar a organização e a leitura hipertextual.
Atenção: indica pontos de maior relevância no texto.
Saiba mais: oferece novas informações que enriquecem o 
assunto ou “curiosidades” e notícias recentes relacionadas ao 
tema estudado.
Glossário: indica a definição de um termo, palavra ou expressão 
utilizada no texto.
Mídias integradas: sempre que se desejar que os estudantes 
desenvolvam atividades empregando diferentes mídias: vídeos, 
filmes, jornais, ambiente AVEA e outras.
Atividades de aprendizagem: apresenta atividades em diferentes 
níveis de aprendizagem para que o estudante possa realizá-las e 
conferir o seu domínio do tema estudado. 
Tecnologia da Informáticae-Tec Brasil 6
e-Tec Brasil
Sumário
Palavra do professor-autor 9
Apresentação da disciplina 11
Projeto instrucional 13
Aula 1 – Introdução à segurança do trabalho 15
1.1 O homem e o trabalho 15
1.2 Histórico da segurança e saúde do trabalho 17
1.3 Quem são os responsáveis pela segurança do trabalho? 26
1.4 Mas, o que é segurança do trabalho? 28
1.5 Conceito legal de acidente de trabalho 29
1.6 Conceito prevencionista do acidente de trabalho 32
1.7 Divisão do acidente de trabalho 33
1.8 Comunicação do acidente 35
1.9 Acidentes de trabalho no Brasil 36
Aula 2 – Definições básicas 45
2.1 Definições 45
2.2 Causas dos acidentes de trabalho 50
2.3 Consequências dos acidentes de trabalho 52
2.4 Custos de acidentes de trabalho – como estimar 54
Aula 3 – Estatísticas de acidentes 59
3.1 A importância da estatística 59
Aula 4 – Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e 
em Medicina do Trabalho – SESMT 69
4.1 SESMT 69
4.2 Como é dimensionado o SESMT? 80
4.3 Técnico em Segurança do Trabalho: qual é a função desse 
profissional? 85
4.4 Avaliação de acidentes de trabalho 88
Aula 5 – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA 101
5.1 O que é a CIPA? 101
e-Tec Brasil
5.2 Atribuições da CIPA 113
5.3 Como é dimensionada a CIPA? 115
Aula 6 – Investigação de acidentes 123
6.1 Por que investigar acidente? 123
6.2 Quadro resumo de uma investigação de acidentes 130
Aula 7 – Inspeção de segurança 131
7.1 Por que inspecionar? 131
7.2 Quem faz a inspeção de segurança? 133
7.3 Etapas nas inspeções de segurança 135
Aula 8 – Mapa de riscos ambientais 141
8.1 O que é um mapa de riscos ambientais? 141
8.2 Quem elabora? 141
8.3 Quais são os objetivos? 142
8.4 Como elaborar o mapa de riscos ambientais? 142
8.5 Etapas de elaboração 143
8.6 Como utilizar? 144
Referências 148
Currículo do professor-autor 151
e-Tec Brasil9
Palavra do professor-autor
No Brasil, todos os anos, diversos trabalhadores se acidentam, morrem ou 
sofrem alguma incapacitação permanente no trabalho. Apesar das estatísti-
cas alarmantes, esse fato permanece longe do conhecimento da sociedade 
brasileira. Em 2010, foram mais de 700 mil acidentes, 14.097 incapacitações 
permanentes e 2.712 óbitos. Com certeza esses números irão surpreender a 
muitos que estão lendo esta breve introdução e, para mostrar a verdadeira 
dimensão do problema, saiba que gastamos quase 51 bilhões de reais por 
ano com despesas relacionadas aos acidentes de trabalho.
Felizmente, o Brasil tem passado por muitas transformações com reflexos nas 
áreas de segurança e saúde no trabalho. No passado, o passivo com acidentes 
de trabalho e indenizações não recebeu a devida importância, contrastando 
com o que acontece hoje, onde obtém perfil de preocupação estratégica nas 
empresas e no país.
A construção de uma cultura de segurança já começa a aparecer, ou seja, a 
existência de novos sistemas está possibilitando o desenvolvimento de uma 
nova mentalidade onde a produtividade, a qualidade do produto e, também, 
o lucro se desenvolvem paralelamente à qualidade de
Página123456789...30