A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
DESENHO DE OBSERVAÇÃO

Pré-visualização | Página 1 de 2

Usuário
	
	Curso
	GRA0461 DESENHO DE OBSERVAÇÃO DPROD - 202010.ead-4785.01
	Teste
	ATIVIDADE 2 (A2)
	Iniciado
	07/06/20 22:48
	Enviado
	07/06/20 23:06
	Status
	Completada
	Resultado da tentativa
	5 em 10 pontos  
	Tempo decorrido
	18 minutos
	Resultados exibidos
	Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários
· Pergunta 1
1 em 1 pontos
	
	
	
	Observe o girassol abaixo:
Figura: Girassol
Fonte: cobalt / 123RF
< https://br.123rf.com/stock-photo/sunflower.html?start=0&sti=n428cd6zsx62g9msu8|&mediapopup=12486481>
 
De acordo com as observações do biólogo e filósofo suíço Charles Bonnet, os girassóis são um exemplo da presença da proporção áurea na natureza. Sobre os apontamentos de Bonnet e de acordo com o texto base, classifique as seguintes questões como verdadeiras ou falsas:
I - (   ) O número de pétalas dos girassóis é sempre um número da sequência de Fibonacci.
II - (   ) Geralmente as sementes dos girassóis são dispostas em 34 espirais no sentido horário e 55 no sentido anti-horário.
III - (   ) O círculo interno dos girassóis é proporcional ao tamanho das pétalas.
IV - (   ) As sementes dos girassóis são dispostas em espirais áureas, e partem das bases de cada pétala.
 
A alternativa que apresenta a sequência correta é:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
F, V, F, F
	Resposta Correta:
	 
F, V, F, F
	Feedback da resposta:
	Resposta correta. Os apontamentos de Bonnet quanto à proporção áurea nos girassóis referem-se à disposição de suas sementes e não ao tamanho ou número de suas pétalas, assim, as questões I e III são falsas. As sementes dos girassóis são dispostas em espirais no sentido horário e no sentido anti-horário, geralmente 34 e 55 em cada sentido. A disposição das sementes de girassol não segue a forma da espiral áurea, o número de espirais é que tem relação com a sequência de Fibonacci.
	
	
	
· Pergunta 2
0 em 1 pontos
	
	
	
	"A proporção é uma definição do tamanho relativo, não do tamanho físico. Esse não é um fator que a determina" (CURTIS, Brian. Desenho de Observação. Ed. Bookman. Porto Alegre. 2015, p.79).  A partir da leitura do excerto acima e de acordo com o texto base, podemos concluir que:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
A proporção analisa a relação entre o objeto e o cenário em que ele está inserido.
	Resposta Correta:
	 
A proporção analisa a relação entre as medidas dos objetos.
	Feedback da resposta:
	Sua resposta está incorreta. A proporção analisa a relação entre as medidas (alternativa d está correta), e não as medidas métricas. A proporção não é uma questão matemática, mas uma questão de comparação de medidas. Não trata da relação do objeto com o todo, essa é uma questão de composição, e não de proporção.  A proporção não é subjetiva, é uma análise objetiva de medidas.
	
	
	
· Pergunta 3
0 em 1 pontos
	
	
	
	Mesmo desenhistas experientes evitam confiar no "golpe de vista" ao calcular as proporções de um objeto. Uma técnica bastante empregada para ajudar nesse cálculo é a técnica do lápis, que emprega esse instrumento para comparar as medidas dos objetos a serem desenhados. Sobre essa técnica, analise as seguintes questões:
 
I - O motivo porque o desenhista segura o lápis com o braço esticado, é garantir que as medidas sejam obtidas a partir da mesma distância focal.
II - Nesta técnica, o lápis serve de referência para a comparação de medidas, como se fosse uma unidade de medida.
III - Se um objeto medido com o lápis, tiver a largura equivalente à metade do tamanho do lápis, e a altura igual ao tamanho do lápis, podemos dizer que este objeto está na proporção de 1:1.
IV - Ao realizar a medida com a técnica do lápis deve-se fechar um dos olhos.
 
Está correto o que se afirma em:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
I, III e IV
	Resposta Correta:
	 
I, II e IV
	Feedback da resposta:
	Sua resposta está incorreta. I é correta, ao manter o braço esticado, a distância entre o lápis e os olhos será constante, evitando erros na medida. II correta, o lápis serve como medida de referência. III é incorreta, se a largura equivale à metade do lápis e altura é igual ao lápis, a proporção é de 1:2. IV é correta, pois ao fechar um dos olhos mantém-se o alinhamento correto entre o lápis e o objeto medido.
	
	
	
· Pergunta 4
1 em 1 pontos
	
	
	
	Observe o desenho abaixo:
  
Figura: O Homem Vitruviano
Fonte: CURTIS, B. Desenho de Observação. Porto Alegre: Bookman, 2015. p. 110
 
O desenho "O Homem Vitruviano" foi feito por Leonardo da Vinci, baseado nos estudos do arquiteto romano Marco Vitrúvio Polião. Sobre o desenho, e as proporções do corpo humano, analise as seguintes afirmativas:
 
I - Vitrúvio considerava que as proporções do corpo humano são perfeitas.
II - O corpo humano é perfeitamente simétrico, por isso se enquadra na proporção áurea.
III - A altura do umbigo divide o corpo humano na proporção áurea.
IV - Leonardo da Vinci defendeu a uso das proporções humanas nas artes e na arquitetura.
 
Está correto o que se afirma em:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
I e III
	Resposta Correta:
	 
I e III
	Feedback da resposta:
	Resposta correta.  Com base no conceito da proporção áurea e em estudos matemáticos, Vitrúvio concluiu que a proporções humanas são perfeitas. O corpo humano não é perfeitamente simétrico e a proporção áurea não se baseia em simetria, mas na proporção entre partes diferentes. Conforme demonstra a ilustração do enunciado, o umbigo divide a alturas até a planta dos pés e até o topo da cabeça na proporção áurea. Quem fez a defesa do uso das proporções humanas nas artes e na arquitetura, foi Vitrúvio. Da Vinci representou em um desenho os estudos de Vitrúvio.
	
	
	
· Pergunta 5
0 em 1 pontos
	
	
	
	A imagem abaixo apresenta a espiral áurea:
Figura: Espiral áurea
Fonte: Sandra Marques
 
A partir do segmento áureo e mantendo as suas proporções, é possível construir o retângulo áureo, em que está contida a espiral áurea. Sobre a espiral áurea e de acordo com a imagem acima e com o texto base, analise as seguintes questões:
 
I - O resultado da divisão entre a base e a altura do retângulo áureo é aproximadamente 1,618.
II - Um retângulo áureo de base 55 teria altura igual a 34.
III - Todo retângulo cuja base seja um número da sequência de Fibonacci é um retângulo áureo.
IV - A espiral áurea é definida por uma sequência de arcos cujo raio equivale a um número da sequência de Fibonacci.
 
É correto o que se afirma em:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
II e III
	Resposta Correta:
	 
I, II e IV
	Feedback da resposta:
	Sua resposta está incorreta. A base do retângulo áureo equivaleria à reta inteira no segmento áureo, enquanto a altura do retângulo áureo seria igual ao segmento maior. Logo sua proporção equivale a 1,618. A base do retângulo áureo é a soma entre o segmento maior e o menor, no caso da ilustração acima, seria 34 + 21, que resulta em 55. Um retângulo só é áureo se tanto a base como a altura forem números da sequência de Fibonacci, não apenas a base. A espiral áurea é formada por arcos que têm como raio, o lado dos quadrados inscritos no retângulo áureo, e seus valores são números da sequência de Fibonacci.
	
	
	
· Pergunta 6
1 em 1 pontos
	
	
	
	A proporção áurea, assim como os números da sequência de Fibonacci,  está presente em muitos elementos da natureza, por isso, ela foi chamada de "proporção divina".  Sobre a proporção áurea na natureza, analise as seguintes questões:
 
I - Observando certas flores e outros elementos da natureza, Fibonacci desenvolveu a famosa sequência de Fibonacci.
II - Um dos cientistas que identificaram a presença da proporção áurea na natureza foi o biólogo Charles Bonnet.
III - O ramo de uma planta que tenha a forma da espiral áurea, terá em suas medidas os números da sequência de Fibonacci.
IV - As conchas crescem de acordo com a proporção áurea, assim, se um de seus fragmentos mede 8 mm, o próximo medirá 15mm.
 
Está correto o que se afirma em:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
II e III
	Resposta Correta:
	 
II e III
	Feedback da resposta:

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.