Urgência & Emergência
28 pág.

Urgência & Emergência

Pré-visualização12 páginas
Carolina Franchini Maldonado 
 
1 
 
URGÊNCIA & EMERGÊNCIA: O resumo 
Podemos dividir em dor no peito à ESQUERDA ou à DIREITA. 
A dor no peito, ou dor torácica, é um sintoma frequentemente 
associada à angina ou ao infarto, doenças cardiovasculares 
graves. No entanto, também pode ser causado por distúrbios 
psiquiátricos ou doenças que atingem o estômago, esôfago, 
pulmão e a caixa torácica (esqueleto e músculos). 
Não se deve ignorar sintomas como aperto ou desconforto no 
peito. 
A intensidade da dor pode variar de incômodos leves à sensação 
de aperto, pressão ou queimadura no peito. Em casos graves, a 
dor se espalha para pescoço, mandíbula, costas e braços. Os 
indivíduos devem ir ao hospital quando a dor se prolongar por mais de 
20minutos ou vier com sintomas, como tonturas, suores frios, dificuldade de 
respirar e dor de cabeça. 
CAUSAS: 
1. Doenças do esôfago, estômago, pulmão, coração e caixa torácica 
(esqueleto e músculos). 
2. Dor muscular e sensibilidade nas articulações \u2192 causas mais comuns de 
dor no peito. 
3. Já as doenças com maior teor de preocupação são as cardíacas, que 
atingem o lado esquerdo do peito e podem levar a morte. 
Dor Torácica à Esquerda: 
INFARTO \u2192 Dor no peito constante que se espalha para o braço esquerdo, 
pescoço, mandíbula, durante +20min. Pode vir acompanhado por dormência 
nos membros do lado esquerdo, enjoo, sudorese, dificuldade em respirar e 
vômitos. 
COSTOCONDRITE \u2192 Inflamação na cartilagem que 
conecta uma costela ao osso esterno. Os sintomas 
incluem inchaço e dor agravada ao deitar, respirar 
profundamente ou tossir. As dores que a constocondrite 
causa no peito são semelhantes as de um ataque cardíaco. 
ANGINA \u2192 Dor causada pela redução de sangue no 
coração, alterando o funcionamento do órgão. A dor é 
localizada no centro do peito, descrita como uma 
pressão, aperto, ardor, desconforto ou sensação de 
choque. Pode ser Estável (esforço excessivo) ou Instável 
(estado de repouso ou atividades físicas leves). Com falta 
de ar, palidez, hipotensão e suor excessivo. 
ISQUEMIA CARDÍACA \u2192 Diminuição da passagem 
de sangue pelas coronárias. 1° sinal de infarto, 
acompanhado de falta de ar, palpitações, aperto no peito, 
formigamento nos braços e pescoço do lado esquerdo. Pode provocar dores no 
peito a partir da sua forma crônica, quando acumula gordura nas artérias, ou 
transitória, quando atinge o paciente em momentos de estresse. 
ARRITMIA CARDÍACA \u2192 É a frequência inadequada do ritmo do coração 
\u2013 muito rápida, muito devagar ou irregular \u2192 Coração não bombeia sangue 
suficiente para abastecer o corpo, o que pode danificar órgãos essenciais, como 
o cérebro e o coração. Pode vir com dor no peito, cansaço, fraqueza, tontura, 
mal estar, desmaios, falta de ar, palidez e suor frio. 
ARTERIOESCLEROSE \u2192 Consiste no espessamento e perda da 
elasticidade da parede das artérias. Cursa com aumento da PA, acúmulo de 
gordura no interior das artérias. Mais frequente em \u2642 > 50 anos. 
Dor Torácica à Direita: 
DISTÚRBIOS NA VESÍCULA BILIAR \u2192 Cálculos biliares ou colecistite 
(inflamação da vesícula biliar) podem causar a dor no peito e outros sintomas 
Dor Torácica 
OBSERVAÇÕES: 
Um estudo realizado no ano 2000, 
pela Universidade de Michigan \u2013 
EUA, revelou que: 
400 pessoas relatam dor no peito 
frequente. 11% por problemas 
cardíacos, 53% sem causas definida 
para a dor e 36% por problemas nos 
músculos ou esôfago. 
72% dos óbitos no Brasil \u2192 causas 
cardíacas 
Carolina Franchini Maldonado 
 
2 
 
em paralelo. Com febre, náuseas, vômitos e falta de apetite. 
A dor costuma ser aguda e repentina, que se espalha para a 
barriga e o ombro, do lado direito. 
INFLAMAÇÃO DOS ÓRGÃOS \u2192 Gastrite (inflamação 
do estômago), Hepatite (inflamação do fígado) e Pleurisia 
(inflamação da pleura, membrana que recobre o pulmão). 
PERICARDITE \u2192 Inflamação do pericárdio, membrana 
que cobre o coração. Começa com uma dor aguda no peito e 
se espalha para as costas. Os sintomas também manifestados 
com a doença são: tosse seca, dificuldade para respirar, febre, 
fadiga e ansiedade. 
Dor em ambos os lados do peito: 
LESÃO NOS MÚSCULOS \u2192 dor no peito ao respirar pode 
ser sintoma de lesões nos músculos, fraturas, infecções, 
infecções ou agressões nas costelas. Tosse intensa também 
pode causar dor na região. 
PNEUMOTÓRAX \u2192 Presença de ar entre as pleuras e a parede do pulmão. 
DISÚRBIOS PULMONARES \u2192 Certas doenças que afetam diretamente os 
pulmões podem causar dor ao respirar, como nos casos de pneumonia 
(infecção nos pulmões), embolia pulmonar (artérias do pulmão obstruídas 
por coágulos) e hipertensão pulmonar (pressão alta nas artérias dos 
pulmões). 
CÂNCER DE PULMÃO \u2192 Dor contínua que pode ser sentida no peito e nas 
costas. Junto pode apresentar os seguintes sintomas: dedos em forma de 
baqueta (pontas dos dedos inchadas), hemoptise (expectoração de sangue 
proveniente dos pulmões, traqueia e brônquios), dispneia, tosse entre outros. 
CAUSAS PSICOLÓGICAS \u2192 Ansiedade, ataques de pânico e estresse \u2192 
crises de ansiedade, ataques de pânico e altas doses de estresse podem causar 
dor no peito, mal-estar, tontura, inquietação e dificuldade ao respirar. Esse tipo 
de dor é descrito como um aperto no peito e pode ser confundido com um 
infarto. Pode vir acompanhado de sensação de uma bola na 
garganta que sobe e desce. 
PROBLEMAS GÁSTRICOS \u2192 Dor no peito e 
queimação. Pode ser causada após longos períodos sem 
comer, gastrite, esofagite, refluxo gastroesofágico ou 
úlcera gástrica. Podem ocorrer ainda espasmos no esôfago, 
gerado por problemas digestivos que levam o esôfago a se 
expandir e contrair, levando a dor no peito. 
GASES \u2192 Excesso de gases pode provocar dores agudas e 
intensas no peito. Essas dores podem ser acompanhadas de 
flatulência e são causadas por doenças que produzem gases 
e/ou ela ingestão de certos alimentos. 
DOR NAS MAMAS/MASTITE \u2192 Inflamação nas 
mamas que normalmente ocorre durante o período de 
amamentação. Os sintomas incluem dor no peito associado 
a vermelhidão na pele e sensação de calor nos seios. 
Pode ainda ser causada por \u2192 Artrite, artrite reumatoide, 
hipertensão arterial, estenose da valva aórtica, fibromialgia, Herpes 
zoster (Varicella zoster vírus) miocardite, cardiomiopatia, alterações da 
aorta (como calcificação da aorta) e complicação em veias ou artérias. 
Se a dor no peito demorar mais de 20min para aliviar, principalmente se 
associada a outros sintomas, se a dor piorar com mudanças posturais, se a dor 
se espalhar para outros lugares \u2192 ATENÇÃO. 
\u2b27 Caso o paciente seja portador de alguma doença cardiovascular \u2192 deve 
tomar os medicamentos prescritos pelo médico cardiologista 
corretamente e ir ao hospital caso a dor não passe em até 30 minutos. 
DOR NO PEITO DE ORIGEM CARDÍACA: 
\u2b27 Dor em aperto, pressão ou peso sob o peito. 
\u2b27 Pode irradiar para outras áreas próximas, como costas, pescoço, mandíbula, 
ombros e braços (principalmente braço esquerdo). 
\u2b27 Se tornar mais intensa com a realização de exercícios físicos. 
GRUPOS DE RISCO: 
\u2b27 Homens; 
\u2b27 > 40 anos; 
\u2b27 Histórico de risco; 
\u2b27 Hipertensão arterial; 
\u2b27 Diabetes; 
\u2b27 Angina; 
\u2b27 Colesterol alto; 
\u2b27 Obesidade; 
\u2b27 Insuficiência renal crônica; 
\u2b27 Fumantes; 
\u2b27 Histórico familiar de doença 
isquêmica cardíaca e/ou 
pacientes com casos anteriores da 
doença; 
\u2b27 Sedentarismo e dieta rica em 
gorduras saturadas; 
\u2b27 Usuários de cocaína; 
Carolina Franchini Maldonado 
 
3 
 
\u2b27 Suor frio ou excessivo, tontura ou fraqueza, náusea ou vômito, dor de 
cabeça, falta de ar e taquicardia \u2192 sintomas associados a dor no peito de 
origem cardíaca. 
DOR NO PEITO DE ORIGEM NÃO CARDÍACA: 
\u2b27 Possuem a localização pontual e não se espalham para outras áreas. 
\u2b27 Pioram somente quando o tórax faz algum movimento, se o paciente 
respirar profundamente ou apertar a área dolorida. 
\u2b27 Não evoluem com estresse