Buscar

RELATÓRIO DE ESTÁGIO I

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

RELATÓRIO DE ESTÁGIO I 
 
 
 
 
Manuela Francisconi Lopes1 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
O Estágio Supervisionado I ocorreu na Instituição de Acolhimento 
Provisório Lar Azul, situado no município de Criciúma, onde foi efetuado o primeiro 
estágio supervisionado do curso de Bacharelado em Serviço Social. Tem como 
objetivo contribuir para restaurar e preservar a integridade e a autonomia dos 
adolescentes que lá habitam, bem como, a reintegração dos vínculos familiares, 
principalmente. 
O Estágio I tem como objetivo, nos levar ao primeiro contato como 
profissional ao trabalho de Assistência Social, onde podemos observar como 
colocaremos em prática tudo o que aprendemos na teoria para que nos tornemos 
ótimos profissionais. 
 
2 RELATO E ANÁLISE DO PROCESSO DE TRABALHO 
 
O presente trabalho buscou fazer uma breve reflexão sobre a experiência 
no campo de estágio observando os serviços desenvolvidos e os desafios que se 
apresentam na Instituição de Acolhimento Provisório Lar Azul. O estágio de 
observação do curso de Serviço Social foi realizado no período entre os meses de 
março a junho de 2019, totalizando 150 (cento e cinquenta) horas. 
No Abrigo Lar Azul, temos uma equipe de funcionários capacitados onde 
são munidos de muita dedicação, respeito e principalmente, muito amor e carinho. 
 
1 Acadêmica Manuela Francisconi Lopes do Curso de Bacharelado em Serviço Social (SES0445). 
Orientadora Local: Samara Correa Demetrio Bihl Supervisora de Campo: Ivonete Soares de Souza 
Zanoli. Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI. Estágio I 20/06/2019. 
 
2 
 
 
 
E é com tanta dedicação e carinho que os adolescentes acolhidos são 
encaminhados à escola, ao trabalho, a cursos profissionalizantes, assim como, 
tendo cuidados básicos com saúde bucal, saúde clínica, psicológica, entre outros, 
bem como, o fortalecimento dos vínculos familiares e sociais fragilizados e/ou 
rompidos. Conforme depoimento de uma coordenadora da Fundação Francisca 
Franco, Janaína Medeiros (SDH, 2010): 
 
A gente abriga num momento de crise, num momento de chuva, então eu 
coloco a criança embaixo do guarda-chuva e protejo. Mas no dia seguinte, 
na semana seguinte ou no ano seguinte, eu vou ter que tirá-la do guarda-
chuva e falar: agora é sol. Mas o guarda-chuva está ali. Quando você 
precisar é só abrir. 
 
2.1 PROCESSOS DE INSERÇÃO E ATIVIDADES REALIZADAS 
 
A equipe da Instituição de Acolhimento Provisório Lar Azul, assim como a 
Assistente Social e Supervisora de Campo do processo de estágio I sempre 
contribuíram e auxiliaram com orientações, explicações e me acompanharam na 
elaboração de todo diário de campo contribuindo com algumas sugestões. Sempre 
procuraram sanar minhas dúvidas que surgiram no decorrer de todo estágio. 
Como estagiária de observação, percebi que devemos estar abertos a 
novas experiências, acolhendo a todos os usuários que ali chegam, nos dedicando a 
cada dia, pois somos peças indispensáveis neste processo de trabalho das 
expressões da questão social, e devemos dar o nosso melhor, para alcançarmos os 
objetivos almejados. 
 
2.2 AVALIAÇÕES DO PROCESSO DE SUPERVISÃO 
 
O Estágio Supervisionado I foi muito esclarecedor, pois a Assistente 
Social na função de Supervisora de Campo, orientou referente ao estágio as 
diretrizes e regulamentos, assim como, a definição e alocação da acadêmica 
concedente ao estágio, preenchimento do Termo de Compromisso, Plano de 
Estágio, Termo de Convênio de Estágio, Preenchimento do Diário de Campo, 
Estudo e Análise da Instituição, enfim, tudo que é pertinente à orientação de 
supervisão. Dentro das diretrizes e metodologias passa orientações utilizando meios 
3 
 
 
 
de comunicação como, telefone, mensagens, e-mail, atendimento domiciliar, escolar, 
sempre estando à disposição de seus usuários, com serviços sócio assistenciais que 
foram essenciais para meu aprendizado e evolução. 
 
2.2.1 Auto avaliação 
 
Durante o Estágio I, no período de 150 horas, juntamente com a 
profissional Assistente Social, obtive muito aprendizado relacionando à teoria e à 
prática; que para a ação dos serviços sócio assistenciais, o profissional deve ter um 
olhar clínico e crítico e, é importante compreender que o usuário do Abrigo está em 
vulnerabilidade momentânea. Pois alguns usuários não sabem que possuem direitos 
garantidos por nossa Constituição Federal de 1988. 
Eu tive o maior prazer em me identificar com a profissão do Assistente 
Social, pois sempre tive vontade de aprender e repassar sabedoria a todos que me 
cercam e é assim que desejo atuar como uma profissional de qualidade, sempre 
com muita dedicação, carinho e respeito pela profissão e, principalmente, pelos 
usuários. Pois foi assim que aprendi com os profissionais que lá convivi durante 
esses quatro meses de estágio. 
 
2.2.2 Avaliação das condições institucionais 
 
A Instituição de Acolhimento Provisório Abrigo Lar Azul está situada na 
Rua José do Patrocínio, nº 495, em Criciúma, Santa Catarina. 
O Abrigo funciona 24 horas. Lá habitam crianças e adolescentes que 
foram acolhidos e estão sempre na companhia de um Educador. Porém, em horário 
comercial, a Instituição funciona juntamente com a equipe técnica, de segunda à 
sexta-feira, das 08:00h às 17:00h. 
A Instituição é uma casa ampla, ambientes climatizados, com três 
dormitórios, com espaço suficiente para acolher quatro adolescentes cada quarto; 
possui dois banheiros em perfeito estado para suprir todas as necessidades de cada 
usuário, possui uma sala ampla com sofá grande e bastante confortável e uma 
televisão de última geração para assistirem aos seus programas favoritos nas horas 
4 
 
 
 
de descanso. Possui também uma área de lazer com mesas de jogos, e por fim, o 
carro da instituição, sem rótulos, nem identificações, dando mais conforto aos 
usuários. Enfim, tudo para que sintam-se em um verdadeiro lar. 
O Abrigo é constituído por uma Equipe Técnica, Educadores Sociais e 
Equipe de Apoio. A Equipe Técnica é formada pela Coordenadora responsável pela 
Instituição Carolina Sônego Spíllere, a Assistente Social e Supervisora de campo de 
estágio Ivonete Soares de Souza Zanoli e a psicóloga Daiana Coan. Os Educadores 
Sociais são os cuidadores que ficam com os adolescentes em tempo integral e a 
Equipe de Apoio, são as cozinheiras, as serventes e o motorista. 
 
2.2.3 Avaliação da Dinâmica De Supervisão 
 
A Assistente Social, na função de Supervisora de Campo, orientou e 
supervisionou todas as atividades do estágio. A mesma sempre prestando 
atendimento de ótima qualidade, com foco no registro das informações fazendo uso 
de diversas técnicas de intervenção. Sempre com o objetivo de bem acolher o 
adolescente que ali chega. 
 
3 REGISTROS DO ESTÁGIO I 
 
3.1 VISITA NO CAMPO DE ESTÁGIO 
 
Fotografia junto à Coordenadora da Instituição, Carolina Sônego Spíllere 
e minha Tutora e Orientadora Pedagógica e Assistente Social, Samara Correa 
Demetrio Bihl. 
 
Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
5 
 
 
 
 
3.2 PRIMEIRA SAÍDA DE CAMPO (VISITA DOMICILIAR) 
Minha Supervisora de Campo de Estágio e Assistente Social da 
Instituição, Ivonete Soares de Souza Zanoli. 
 
 
 Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
 
3.3 VISITANDO O CRAS DO BAIRRO VILA MIGUEL 
 
Encontro com minha colega de classe, Priscila de Oliveira Costa e sua 
Supervisora de Campo de Estágio, Graziela Costa Lourenço. 
 
 
 Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
 
 
 
6 
 
 
 
3.4 REUNIÃO NO CAPSI 
 
 
 Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
 
3.5 PROFESSORA NA INSTITUIÇÃO 
 
 
 Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
 
 
 Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
7 
 
 
 
3.6 LEVANDO UM POUCO DE CARINHO NA PÁSCOA 
 
 
 Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
 
3.7 APRESENTAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO I 
 
 
 Fonte: Manuela Francisconi Lopes. 
 
4 CONCLUSÃO 
 
Estetrabalho relatou o estudo na Instituição de Acolhimento Provisório 
Lar Azul, onde foi efetuado o Estágio Supervisionado I do curso de Bacharelado em 
Serviço Social, onde tive a certeza que a prática e a teoria andam lado a lado. 
Obtive uma ótima experiência obtendo a certeza em dar continuidade 
neste curso, o qual me identifico, e muito, assim como para entender que assistência 
social é ter dedicação, é ser humano, é ter respeito ao próximo. E é assim, com 
carinho e prazer que pretendo concluir levando muitas vivências não só para a vida 
profissional, mas também, para vida pessoal. 
 
8 
 
 
 
5 REFERÊNCIAS 
 
BRASIL. Lei n. 7.421, de 07 de dezembro de 1993. Lei Orgânica da Assistência 
Social. Disponível em : < 
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8742compilado.htm > Acesso em 2019. 
 
CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Resolução nº 39 de 9 
dezembro de 2010. Dispõe sobre o processo de reordenamento dos Benefícios 
Eventuais no âmbito da Política de Assistência Social em relação à Política de 
Saúde. Disponível em: < 
http://conselho.saude.gov.br/ultimas_noticias/2011/relatorio/resolucao_cnas_39.pdf 
> Acesso em 2019. 
 
CONSELHOS REGIONAIS DE SERVIÇO SOCIAL. Resolução nº 470/2005 13 de 
maio de 2005. Regulamenta a Minuta Básica do Regimento Interno dos CRESS, 
introduzindo as alterações e modificações. Disponível em: < 
http://www.cfess.org.br/arquivos/resolucao_470_05.pdf > Acesso em 2019. 
 
GULASSA, Maria Lucia Carr Ribeiro (Coord.). Imaginar para encontrar a 
realidade: reflexões e propostas para trabalho com jovens nos abrigos. Secretaria 
De Direitos Humanos. Brasília: 2010. Disponível em: < https://www.neca.org.br/wp-
content/uploads/Livro3.pdf > Acesso em 2019. 
 
MAURICIO, Quezia da Costa Albertini. Projeto Político Pedagógico. Instituição de 
Acolhimento Provisório Lar Azul. Criciúma: 2017.

Continue navegando

Outros materiais