A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
MASTIGAÇÃO SAUDÁVEL

Pré-visualização | Página 1 de 1

Quais riscos de uma mastigação atípica? 
 
 
 
Mastigação Saudável 
Você já parou para analisar a maneira 
como você mastiga os alimentos 
Como é uma mastigação típica?Como é uma mastigação típica? 
A mastigação é uma das funções mais A mastigação é uma das funções mais 
importantes na nossa digestão, faz par-importantes na nossa digestão, faz par-
te de um sistema que deve funcionar te de um sistema que deve funcionar 
em equilíbrio com as funções de deglu-em equilíbrio com as funções de deglu-
tição e respiração.tição e respiração. 
DICAS: 
• Coloque na boca uma quantidade de alimento 
que permita uma mastigação confortável. 
• Ao mastigar, preste atenção em qual lado está a 
comida. Após engolir, coloque a outra porção do 
alimento do outro lado. 
• É possível ter alimento dos dois lados da boca ao 
mesmo tempo. O mais importante é que a língua 
sempre deve direcionar o bolo alimentar para a 
superfície dos dentes correspondentes: pedaços 
maiores nos pré-molares e à medida que eles 
vão ficando menores são jogados para os mola-
res. 
• A mastigação deve começar com movimentos 
verticais da mandíbula, que abre e fecha. A partir 
da metade do tempo da mastigação, os movi-
mentos devem ser rotatórios para pulverizar o 
alimento. 
• A idade e o sexo do indivíduo 
• O tipo de alimentação 
• As classes dentárias 
• A posição mandibular no espaço 
• O estado geral dos dentes 
(incluindo doenças periodontais 
como cáries) 
• Uso de próteses dentárias 
Alguns fatores interferem diretamente 
na qualidade do padrão mastigatório. 
Entre os mais comuns estão: 
Não podemos deixar de mencionar a pre-
sença importantíssima do sistema nervoso na 
mastigação, através dos mecanismos sensiti-
vos periodontais, controle nervoso periférico 
da mastigação, controle cerebelar, etc. 
Vocês podem saber mais sobre esse 
assunto no blog COMPASS 3D procuran-
do o seguinte tema: 
Como identificar a mastigação incorreta 
e quais são os danos para saúde? 
Quando mastigamos incorretamente, há 
uma maior tendência de desgastar mais al-
guns dentes ou deixar mais resí-
duos de alimentos na boca. 
E isso acaba favorecendo o apa-
recimento de cáries, mau hálito 
e outros problemas que podem 
levar até à perda dentária. 
Outros problemas como: 
• Dentes entortando com o 
tempo (dificultando ainda mais o bom 
fechamento da boca e, consequente-
mente, piorando a mastigação). 
Nesse caso, as alterações estéticas do sor-
riso constituem outro agravante (podem 
surgir problemas psicológicos de aceita-
ção própria). 
• Mastigar de um lado só da boca pode 
causar até assimetrias na face, deixan-
do um lado mais enrugado e flácido. 
O artigo “Prevalência de dificuldade na mastigação e fato-
res associados em adultos”, publicado pela autora Flávia 
Torres Cavalcante, explica bastante alguns assuntos abor-
dados aqui. 
Pode ser encontrado no seguinte link: http://
www.cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/
prevalencia-de-dificuldade-na-mastigacao-e-
fatores-associados-em-adultos/16275?
1 2 3 
 
Universidade Potiguar— Mossoró 
Enfermagem 4NA - 2018 
Docente: Keylane Cavalcante 
Discentes: Andressa Maso de Souza, Arislene da 
Costa Silva, Emerson Pereira da Silva, Fabiana de 
Assis Rocha, Leidiane Venâncio da Silva. 
4 5 6 
O que é deglutição? 
Deglutição é um termo utilizado para descre-
ver o ato de engolir alimentos! 
Deglutição infantil: 
Esta fase é caracterizada pelo posicionamento da lin-
gua entre as gengivas, pela contração da musculatura 
facial, estabilizando assim a mandíbula, e, devido “a 
deglutição ser guiada pela relação sensorial existente 
entre os lábios e a língua”. 
A deglutição madura aparece a partir do 
nascimento dos primeiros molares, com 
o início dos verdadeiros movimentos da 
mastigação. 
A deglutição nesta fase apresenta-se: 
• Os dentes em fechamento (indo para o local cor-
reto). 
• A mandíbula é estabilizada pelas contrações dos 
músculos levantadores (trazendo mais força para 
a mordida). 
• O terço anterior da língua coloca-se acima e 
atrás dos incisivos superiores. 
• Os lábios estão unidos, com contração mínima. 
Além da erupção dos dentes, iniciando um 
processo instintivo de mastigar, 
esta transição da deglutição in-
fantil para a madura é favorecida 
pelo amadurecimento dos ele-
mentos neuromusculares, o surgi-
A mastigação ineficiente e/ou insuficiente é frequente, 
principalmente se compartilhada com alterações den-
tárias – ou uma simples obturação mais alta – poderão 
detonar incômodos e sobrecargas musculares. 
A vida adulta com seus estresses e falta de 
tempo geram muitas tensões corporais, 
sendo que a região da face e do pescoço e ombros 
são áreas privilegiadas para tais acúmulos. 
A qualidade da mastigação e da 
deglutição pioram muito com o 
envelhecimento, como também 
nos quadros de adoecimento neu-
rogênicos, e, causam transtornos 
respiratórios, nutricionais e psicos-
sociais. Novas adaptações aos ali-
mentos e as próteses dentárias 
serão demandadas. No idoso, a 
atenção ao processo de alimenta-
ção é essencial para compensar o 
mau funcionamento do sinergismo 
funcional. Uma pequena distração 
pode causar uma grande complica-
ção. 
DISFAGIA? 
A disfagia é um sintoma de alguma alteração clíni-
ca que traz como consequência a alteração do 
padrão normal da deglutição, ou seja, o indivíduo 
passa a ter dificuldade para engolir alimentos, lí-
quidos e saliva, em qualquer etapa do trajeto en-
tre a boca e o estômago. 
As principais complicações que podem ser ocasio-
nadas pela disfagia são: 
• o aumento das chances de pneumonia 
aspirativa; 
• a ampliação do tempo de internações - 
devido à desnutrição e à desidratação; 
• o desinteresse por alimentos; 
• a debilitação da saúde de modo geral; 
 Como consequência, outras dores musculares (face e 
anel cervical), bruxismo (ranger dos dentes, que pode 
iniciar com o apertamento das arcadas) e problemas 
gástricos…. Ou seja, dores gerarão dores, até que não se 
sabe quem começou o ciclo 
O site Portal Educação publicou 
um artigo sobre e assunto. 
Pode ser encontrado no seguinte 
link: https://
www.portaleducacao.com.br/
conteudo/artigos/fonoaudiologia/
degluticao/25581