Tecido epitelial
3 pág.

Tecido epitelial


DisciplinaHistologia e Embriologia9.220 materiais409.179 seguidores
Pré-visualização1 página
@ODONTOLARIS
Histologia : Tecido Epitelial 
O organismo humano, apesar de conplexo, é constituído de apenas 4 tipos básicos de tecidos: o epitelial, o conjuntivo, o muscular e o nervoso. Estes tecidos são formados por células e moléculas da matriz extracelular, não existem como unidade isoladas mas associados uns aos outros, formando diferentes orgãos e sistemas.
Os epitélios são coonstituídos por células justapostas, onde há pouca matriz extracelular, isso se deve pelo fato de que as células epiteliais geralmente aderem firmemente umas às outras por junções intercelulares (desmossomo) - O desmossomo é um tipo de especialização da membrana plasmática. A sua função é manter as células unidas umas às outras.
QUAL FOLHETO EMBRIONÁRIO QUE FORMA O TECIDO EPITELIAL?
- Ectoderma;
- Mesoderma;
- Endoderma.
Os epitélios recobrem e revestem todas as superfícies corporais, exceto as cartilagens articulares, o esmalte do dente e a superfície anterior da íris.
 As funções básicas dos epitélios são: proteção (pele), absorção (intestinos delgado e grosso), transporte de substâncias sobre a superfície (mediado por cílios), secreção (glândulas), excreção (túbulos do rim), trocas gasosas (alvéolos pulmonares) e deslizamento entre superfícies (mesotélio de serosas), percepção de estímulos (neuroepitélio olfatório e gustativo). 
Um fato relevante é que o tecido epitelial é AVASCULAR, pois não possui irrigação sanguínea própria. Com isso, o tecido conjuntivo adjacente é quem nutre este tecido. 
Entre o tecido epitelial e o tecido conjuntivo subjacente há uma estrutura chamadas lâmina basal, estrutura essa apenas vista em microscópio.
Resumindo:
· O tecido epitelial é *avascular* e quem faz sua nutrição é o tecido conjuntivo subadjacente.
· Quem une esses dois tecidos? A membrana basal
Especializações da superfície livre das células epiteliais:
· Microvilosidades: as células que exercem intensa absorção, como as do epitélio de revestimento do intestino delgado e dos túbulos proximais dos rins, possuem centenas de microvilos.
 Nestas células absortivas o glicocálice é maior e mais espesso que na maioria das células e o conjunto de glicocálice e microvilosidades é visto facilmente ao microscópio de luz, chamado BORDA EM ESCOVA/ borda estriada.
· Estereocílios: Prolongamentos longos e imóveis de células do epidídimo e do ducto deferente que aumentam a área de superfície da célula, facilitando o movimento de moléculas para dentro e para fora da célula.
· Cílios e flagelos: Os cílios são prolongamentos longos e dotados de motilidade presentes nas superfícies de algumas células. Os flagelos, no corpo humano, é presente em espermatozóides, é bem semelhantes aos cílios, por serem mais longas e limitadas por uma célula.
TIPOS DE EPITÉLIO: Os epitélios são divididos de acordo com sua estrutura e função: de revestimento e glandulares.
Epitélio de revestimento: 
As células são organizadas em camadas que cobrem a superfície externa do corpo ou revestem as cavidades do corpo. Podem ser classificados de acordo com o número de camadas de células e conforme as características morfológicas das celulas na camada superficial.
Epitélio glandular: Os epitélios glandulares são constituídas por células especializadas na atividade de secreção.
Morfologia celular do epitélio 
Plana/pavimentoso;
Cúbica;
Colunar /Cilíndrica(Microscópio eletrônico)/ Prismática.
De acordo com o número de camadas de células:
- Epitélio simples: 1 camada;
Se o orgão em questão tiver algumas das funções à seguir ficará mais fácil de classificar.
· Revestimento;
· Trocas gasosas;
· Filtração;
· Absorção;
· Osmose;
· Difusão;
· Secreção.
- Epitélio estratificado: 2 ou mais camadas;
· Revestimento;
· Proteção.
- Epitélio pseudoestratificado: embora possua apenas uma camada de células, elas possuem seus núcleos posicionados em maneiras que sugerem um epitélio estratificado. Todas as células se prendem à membrana basal, pois apresenta núcleos em diferentes alturas da camada epitelial.
Onde encontro epitélio pseudoestratificado? 
Traquéia e conchas nasais.
- Epitélio de transição: reveste internamente a bexiga e outros locais ocos do sistema urinário. Há a presença de células de dimensões grandes na camada mais superficial do epitélio. Estas células têm a sua superfície livre em forma de cúpula ou abóboda. Uma particularidade consiste na mudança da espessura do epitélio e da forma de suas células em função do preenchimento da bexiga. Quando este órgão está vazio ou pouco cheio o folheto epitelial é espesso. Quando a bexiga está cheia o epitélio se torna mais delgado e as células superficiais podem se tornar achatadas. Há uma acomodação das células epiteliais dependendo da pressão interna na bexiga.
,