Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Simulado Orientação e Trabalho de Conclusão de Curso

Pré-visualização | Página 8 de 22

de desempenho profissional dos professores, de modo que seus alunos tenham efetivas possibilidades de serem bem-sucedidos em suas aprendizagens.”
estratégicas, administrativas, operacionais e pedagógico-didáticas de desempenho profissional dos professores, de modo que seus alunos tenham efetivas possibilidades de serem bem-sucedidos em suas aprendizagens.”
administrativas, operacionais e pedagógico-didáticas de desempenho profissional dos professores, de modo que seus alunos tenham efetivas possibilidades de serem bem-sucedidos em suas aprendizagens.”
Questão 6815 de Gestão de Recursos Escolares: Planejamento e Avaliação Educacional
2ª) A escola atua ideologicamente através do currículo, seja de uma forma mais direta, através de matérias mais suscetíveis ao transporte de crenças explícitas sobre a desejabilidade das estruturas sociais existentes... Além disso, a ideologia atua de forma discriminatória, ela inclina as pessoas das classes subordinadas à submissão e obediência, enquanto as pessoas das classes dominantes aprendem a comandar e a controlar. Essa diferenciação é garantida pelos mecanismos seletivos que fazem com que as crianças das classes dominadas sejam expelidas das escolas antes de chegarem àqueles níveis, onde se aprendem hábitos e habilidades próprios das classes dominantes (SILVA, 2001). O autor toca no ponto nevrálgico da escola, à medida que utiliza a expressão “expelir”. Tal assertiva pode ser comprovada
A escola atua ideologicamente através do currículo, seja de uma forma mais direta, através de matérias mais suscetíveis ao transporte de crenças explícitas sobre a desejabilidade das estruturas sociais existentes... Além disso, a ideologia atua de forma discriminatória, ela inclina as pessoas das classes subordinadas à submissão e obediência, enquanto as pessoas das classes dominantes aprendem a comandar e a controlar. Essa diferenciação é garantida pelos mecanismos seletivos que fazem com que as crianças das classes dominadas sejam expelidas das escolas antes de chegarem àqueles níveis, onde se aprendem hábitos e habilidades próprios das classes dominantes (SILVA, 2001). O autor toca no ponto nevrálgico da escola, à medida que utiliza a expressão “expelir”. Tal assertiva pode ser comprovada
pelos altos índices de evasão e repetência escolar que se arrastam no cenário nacional há cerca de dez de anos consecutivos. Entretanto o FUNDEB resolverá este problema, uma vez que a união destinou R$40.000.000,00 para eliminar esses “nós” dos sistemas educacionais do nosso país.
pelos altos índices de distorção idade-série e repetência escolar que se arrastam no cenário nacional há cerca de dez de anos consecutivos. Entretanto o FUNDEB resolverá este problema, uma vez que a União destinou R$40.000.000,00 para eliminar esses “nós” dos sistemas educacionais do nosso país.
pelos altos índices de evasão, repetência e distorção idade-série que se arrastam no cenário nacional há cerca de dezenas de anos consecutivos. Evasão, repetência e distorção idade-série são os “nós” dos sistemas educacionais do nosso país, que nos mostra que a competência da escola para lidar com estes desafios ainda está longe de ser alcançada.
pelos altos índices de evasão e distorção idade-série que se arrastam no cenário nacional há cerca de dezenas de anos consecutivos. Entretanto o FUNDEB resolverá este problema, uma vez que a União destinou R$40.000.000,00 para eliminar esses “nós” dos sistemas educacionais do nosso país.
Questão 6814 de Gestão de Recursos Escolares: Planejamento e Avaliação Educacional
3ª) No texto intitulado: ESCOLA: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA E PERMANENTE SEGUNDO OS PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS consta que: “A configuração do marco explicativo construtivista para os processos de educação escolar deu-se, entre outras influências, a partir da psicologia genética, da teoria sociointeracionista e das explicações da atividade significativa. Vários autores partiram dessas idéias para desenvolver e conceitualizar as várias dimensões envolvidas na educação escolar, trazendo inegáveis contribuições à teoria e à prática educativa. O núcleo central da integração de todas essas contribuições refere-se ao reconhecimento da importância da atividade mental construtiva nos processos de aquisição de conhecimento. Daí o termo construtivismo, denominando essa convergência.” Dessa forma, o conhecimento:
é resultante da atividade construtiva física ou mental, que permite interpretar a realidade e construir significados, ao mesmo tempo em que permite construir novas possibilidades de ação e de conhecimento social.
é resultante do desenvolvimento cognitivo do indivíduo ocorre através de constantes desequilíbrios e equilibrações, em outras palavras: a inteligência funciona sempre da mesma maneira: equilibrações simultâneas e sucessivas tendendo ao equilíbrio.
é resultante da atividade construtiva física ou mental, que permite interpretar a realidade e construir significados, ao mesmo tempo em que permite construir novas possibilidades de ação e de conhecimento lógico-matemático.
é resultante do desenvolvimento cognitivo do indivíduo ocorre através de constantes desequilíbrios e equilibrações, em outras palavras: a inteligência funciona sempre da mesma maneira: adaptações simultâneas e sucessivas tendendo ao equilíbrio.
não é visto como algo situado fora do indivíduo, a ser adquirido por meio de cópia do real, tampouco como algo que o indivíduo constrói independentemente da realidade exterior, dos demais indivíduos e de suas próprias capacidades pessoais. É, antes de mais nada, uma construção histórica e social, na qual interferem fatores de ordem cultural e psicológica.
Questão 6821 de Gestão de Recursos Escolares: Planejamento e Avaliação Educacional
4ª) Segundo Lück (1999) afirma que: “Constata-se que em muitos casos, pratica-se em nosso país muito mais a desconcentração, do que propriamente a descentralização, no entanto, esse movimento vem sendo constatado que caminha rumo a uma descentralização mais plena. Malpica (1994) defende que a descentralização implica em mudanças nas relações entre o sistema central, pela redistribuição de poder, passando, em consequência, as ações centrais, de comando e controle, para coordenação e orientação (descentralização política); pela abertura à autodeterminação no estabelecimento de processos e mecanismos de gestão do cotidiano escolar, de seus recursos e de suas relações com a comunidade (gestão administrativa e financeira). Analisando tais contribuições dos autores citados, pode-se concluir que:
a descentralização conduz a escola à construção de sua identidade institucional, constituída pela formação da capacidade organizacional para elaborar seu projeto educacional (descentralização pedagógica), mediante a gestão compartilhada e a gestão direta de recursos necessários à manutenção do ensino. E dessa forma, construindo sua autonomia.
a descentralização conduz a escola à construção de sua identidade institucional, constituída pela formação da capacidade organizacional para elaborar seu projeto educacional (descentralização pedagógica), mediante a gestão participativa, centralização das decisões e a gestão financeira da escola.
a descentralização constitui-se em um processo que se delineia, à medida que vai sendo praticado, formando, portanto, uma ação dinâmica de implantação de política social e cultural, onde há a autonomia delegada
a descentralização constitui-se em um processo que se delineia, à medida que vai sendo praticado, formando, portanto, uma ação dinâmica de implantação de política social e cultural, onde há a autonomia construída.
o deslocamento do processo decisório, do centro do sistema, para os níveis executivos mais próximos aos seus usuários, ou seja, a descentralização do governo federal para as instâncias subnacionais, onde o Estado deixa de executar diretamente programas educacionais e estabelece e reforça suas relações com os municípios, chegando até ao âmbito da unidade escolar.
Questão 6812 de Gestão de Recursos Escolares: Planejamento e Avaliação Educacional
Página1...456789101112...22