Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
EXERCÍCIOS TEORIAS DA COMUNICAÇÃO

Pré-visualização | Página 2 de 9

I) Procura conciliar palavras, expressões e regras possíveis tanto no registro coloquial como no registro formal, levando-se em conta a linha editorial dos veículos de comunicação com objetivo de atingir a maior quantidade possível de pessoas; 
PORQUE 
ll) Uma das funções sociais do jornalismo é determinar escolhas de natureza ideológica e mercadológica tanto para reforçar o senso comum como para impedir que os falares regionais dificultem a aceitação de publicações que circulam em âmbito nacional. 
R: As duas asserções são falsas.
Explicação: Neste item, o aluno deverá ser capaz de avaliar quais os critérios que tornam uma linguagem elemento jornalístico. Dentre as características está o uso correto do idioma, o que elimina a possibilidade de registros coloquiais voltados para linhas editoriais específicas. Isto torna o item I falso, eliminando as opções A, B e C. O item II também é falso uma vez que não é objetivo do jornalismo eliminar os falares regionais, ou os sotaques, em plano mais específico. 
13) O conceito de comunicação pode ser investigado a partir de diferentes relações que acontecem na sociedade ¿ comunicação interpessoal, comunicação institucional e comunicação de massa. Assinale a alternativa em que há características da comunicação institucional.
R: Divulgação, no mural da faculdade, sobre uma exposição de fotografias que acontecerá na Semana da Comunicação.
14) Todo o desenvolvimento inicial das Teorias da Comunicação teve foco nas mensagens enviadas pela mídia e nos seus efeitos sobre os indivíduos da massa, no entanto, este modo revelou-se demasiadamente superficial para compreender os verdadeiros efeitos da Comunicação sobre a sociedade. Esse conceito diz respeito a primeira elaboração científica sobre Teorias da Comunicação e está relacionado a:
R: Teoria Hipodérmica
TEORIAS DA COMUNICAÇÃO
2º aula
1) 
FINALIDADE DA CIÊNCIA
Bertold Brecht
Entretanto, seremos ainda cientistas,
se nos desligarmos da multidão?
Os movimentos dos corpos celestes
se tornaram mais claros;
mas os movimentos dos poderosos continuam
imprevisíveis para os seus povos;
A luta pela mensuração do céu
foi ganha através da dúvida;
 O pensamento de Brecht (foto) sobre a ciência - se essa não servir ao homem ela não serve para nada - ampliada no poema acima é crucial para a teoria da comunicação. A observação de Trinta e Polistchuk de que os estudos na área se assemelhavam a uma "trincheira teórica" caminha nesse sentido. Com isso, a respeito dos estudos teóricos em comunicação é correto afirmar que:
R: A pesquisa durante certo tempo foi encarada como algo que não serve para nada
2) Marcado pela sucessão de modelos epistemológicos, o século XX assistiu o nascimento de várias disciplinas científicas. (...) Nós assistimos ao aparecimento de um novo saber especializado, e, mais do que um saber, uma nova disciplina científica, cujo objeto seria os processos de comunicação.
(Luiz C. Matino. In: HOLFELDT, Antônio e outros (orgs.). Teorias da Comunicação: Conceitos, Escolas e Tendências. Petrópolis: Ed. Vozes, 9ª edição, 2010).
Reflita sobre as asserções a seguir.
i) É preciso colocar seriamente os problemas das relações da Comunicação com as outras disciplinas das Ciências Humanas
POR QUE
ii) O problema não é novo, sendo corrente a opinião de que uma visão retrospectiva dos estudos da área revelaria a oscilação do objeto da Comunicação entre os meios de comunicação e a cultura de massa.
Acerca dessas asserções, assinale a opção correta.
R: As asserções I e ii são verdadeiras, e a ii é uma justificativa da I.
3) Ainda hoje, no campo da comunicação, há quem defenda a Teoria do Espelho, que entende as notícias como um espelho do real, como mero reflexo da realidade. Isso deixa de fora as pressões organizacionais que os jornalistas sofrem (como a influência da chefia e linha editorial do veículo, escolhas feitas dos jornalistas, entre outros aspectos. Baseado na discussão em aula sobre ciência e paradigma, qual das alternativas abaixo melhor explicaria o fato da Teoria do Espelho ainda ser defendida
R: Sempre que um paradigma novo surge, a tendência é que os representantes do paradigma já legitimado refutem a ideia nova e defendam a antiga. Isso resulta em um certo caráter conservador da ciência, mas não impede que novas ideias sejam acolhidas.
Explicação: A ideia da imprensa retratando a realidade é muito simplista e ultrapassada, já que o discurso midiático também ajuda a construir a realidade social. Por essa razão, dificilmente teóricos defendam essa teoria, embora alguns jornalistas no mercado ainda o façam, pois a defesa de tal teoria parece desonerar os jornalistas, ao apresentar-los enquanto isentos e imparciais. Tal teoria, por isso, sustenta as premissas e objetividade e imparcialidade. O fato de esse teoria ainda resistir de alguma forma não coibe o aparecimento de outras explicações que tentam dar conta de "o porquê as notícias são como são". 
4) O conhecimento é próprio da razão ou consciência cognoscente. Esta proposição caracteriza fundamentalmente o:
R: racionalismo
Explicação: O racionalismo é a corrente filosófica que iniciou com a definição do raciocínio como uma operação mental, discursiva e lógica que usa uma ou mais proposições para extrair conclusões, ou seja, se uma ou outra proposição é verdadeira, falsa ou provável. Essa era a ideia central comum ao conjunto de doutrinas conhecidas tradicionalmente como racionalismo. O racionalismo é em parte, a base da Filosofia, ao priorizar a razão como o caminho para se alcançar a verdade.
5) Sobre o surgimento da comunicação enquanto campo do saber é válido dizer que:
R: A comunicação nasce como área no XX, após diversas transformações sociais, como a Rev. Industrial, o rompimento da relação Estado/clero, a expansão demográfica nos centros urbanos e o nascimento do indivíduo moderno. Explicação: A comunicação enquanto campo do saber só passa a existir após uma série de transformações advindas com a Modernidade, que promovem uma desfamiliarização da comunicação, que passa a não ser mais algo apenas natural do homem, mas também uma estratégia racional de inserção social. 
6) O filósofo Thomas Kuhn afirma que uma teoria se torna um modelo de conhecimento ou um paradigma científico. O paradigma se torna o campo no qual uma ciência trabalha normalmente, sem crises. Em tempos normais, um cientista, diante de um fato ou de um fenômeno ainda não estudado, o explica usando o modelo ou o paradigma científico existente. Em contraposição à ciência normal, ocorre a revolução científica. Uma revolução científica acontece quando o cientista descobre que o paradigma disponível não consegue explicar um fenômeno ou um fato novo, sendo necessário produzir um outro paradigma.
(CHAUÍ, M. Convite à Filosofia. 14.ª ed. São Paulo: Ática, 2011, p. 281).
Sobre isso, é correto afirmar que:
R: o paradigma científico é o campo teórico do cientista porque fornece os parâmetros para a ciência normal. 
Explicação: O filósofo Thomas Kuhn afirma que uma teoria se torna um modelo de conhecimento ou um paradigma científico. O paradigma se torna o campo no qual uma ciência trabalha normalmente, sem crises. Em tempos normais, um cientista, diante de um fato ou de um fenômeno ainda não estudado, o explica usando o modelo ou o paradigma científico existente. Em contraposição à ciência normal, ocorre a revolução científica. Uma revolução científica acontece quando o cientista descobre que o paradigma disponível não consegue explicar um fenômeno ou um fato novo, sendo necessário produzir um outro paradigma.
TEORIAS DA COMUNICAÇÃO
3º aula
1) (ENADE, 2015) A primeira teoria da comunicação social foi fortemente influenciada pela experiência da propaganda. Obras como A Técnica da propaganda na Guerra Mundial, Violação das Massas e Psicologia da Propaganda foram os primeiros estudos sérios sobre os efeitos da comunicação de massa.
As obras tentavam responder a duas questões: que poder têm os meios de comunicação
Página123456789