A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Gabarito_Exercicio_Discursiva_Negociacao_e_Relacoes_Sindicais

Pré-visualização | Página 1 de 1

10/09/2020 AVA UNIVIRTUS
https://univirtus.uninter.com/ava/web/#/ava/AvaliacaoSalaVirtual/943110/Exibir 1/3
Negociação e Relações Sindicais
Cód. 14
Cód. 26
Cód. 27
Questão 1/5
Os sindicatos têm como finalidade defender os interesses de profissões ou atividades, e não apenas de empregados e empregadores, nos 
estreitos limites da relação de trabalho stricto sensu. Todavia, é importante entender que o sindicato é uma construção histórica que foi se 
moldando ao longo do tempo.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre o histórico do sindicalismo pelo mundo, explique o que são guildas da Idade 
Média, explicando se existe alguma semelhança com as entidades sindicais da atualidade.
Resposta:
Questão 2/5
Leia o texto:
O número de reclamatórias trabalhistas distribuídas no Poder Judiciário nos últimos anos vem crescendo em escala considerável. Todavia, 
existem maneiras de solucionar que não necessariamente precisa de um Juiz tocado, que tem o mesmo valor que uma sentença proferida 
por esse Magistrado.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre arbitragem e mediação no direito coletivo do trabalho, diferencie arbitragem e 
mediação no direito do processo do trabalho:
Resposta:
Questão 3/5
Justificativa:
ROTA 2 - NEGOCIAÇÃO E RELAÇÕES SINDICAIS Tema 1 - HISTÓRICO DO SINDICALISMO PELO MUNDO
Os guildas tinham como finalidade defender os interesses de seus integrantes, mas não podem ser considerados uma entidade sindical, esse
instituto tem uma semelhança maior com às Conselhos de Classe da atualidade.

Justificativa:
ROTA 5 - NEGOCIAÇÃO E RELAÇÕES SINDICAIS TEMA 2 – ARBITRAGEM E MEDIAÇÃO NO DIREITO COLETIVO DO TRABALHO
Na mediação, um terceiro interveniente, também é chamado a relação. Desta forma o conflito é guiado e mediado pela figura do mediador. É
uma forma de auxiliar as partes a solucionarem por si só o conflito, podendo o mediador emitir opiniões, não tendo este o poder decisório, mas
tem a prerrogativa de sugerir uma solução.
Na mediação, visa-se recuperar o diálogo entre as partes. Por isso mesmo, são elas que decidem. As técnicas de abordagem do mediador
tentam primeiramente restaurar o diálogo para que posteriormente o conflito em si possa ser tratado. Só depois pode se chegar à solução. Na
mediação não é necessário interferência, ambas partes chegam a um acordo sozinhas, se mantém autoras de suas próprias soluções.

10/09/2020 AVA UNIVIRTUS
https://univirtus.uninter.com/ava/web/#/ava/AvaliacaoSalaVirtual/943110/Exibir 2/3
Cód. 28
Cód. 29
Fonte: https://sinasefe.org.br/site/
 
Considerando o texto apresentado e os conteúdos abordados no tema lockout e greve, diferencie louckout de greve:
Resposta:
Questão 4/5
A constituição estabelece uma proteção as entidades sindicais, logo, todos os atos (por omissão ou ação) que tenham como finalidade 
suprimir a liberdade sindical, é tratada como conduta antissindical. Sendo assim, pode-se entender que as as condutas antissindicais são 
consideradas ilícitas, por que de alguma forma atingem diretamente os trabalhadores de forma negativa.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre sentença, analise as sentenças abaixo, diferencie Yellow Dog Contract 
(contrato de cão amarelo) de Closed Shop.
Resposta:
Questão 5/5
Com a promulgação da Reforma Trabalhista, pelo então Presidente da República Michel Temer, no dia 13 de julho de 2017, com a Lei Nº 
13.467, modificou-se consideravelmente a CLT. As modificações da lei trabalhista é uma incógnita no sentido de futuro, visto que muitos 
pontos aparentemente podem ser considerados um retrocesso.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre considerações sobre a lei n° 13.467/17, cite pelo menos uma alteração de 
direito dos trabalhadores com a nova lei em vigor.
O lockout é a realizada por determinação empresarial, com o objetivo de exercer pressões sobre os trabalhadores, frustrando negociação
coletiva ou dificultando o atendimento a reivindicações coletivas obreiras. Delgado (2017, p. 1612) faz suas ponderações: “É que se trata de um
dos principais mecanismos de pressão e convencimento possuído pelos obreiros, coletivamente considerados, em seu eventual enfrentamento à
força empresarial, no contexto da negociação coletiva trabalhista. Destituir os trabalhadores das potencialidades de tal instrumento é tornar
falacioso o princípio juscoletivo da equivalência entre os contratantes coletivos, em vista da magnitude dos instrumentos de pressão coletiva
naturalmente detidos pelos empregadores.”
greve é a paralização dos empregados no intuito de reivindicar algum benefício.
(Aula 5, Tema 4)

Justificativa:
ROTA 6 - NEGOCIAÇÃO E RELAÇÕES SINDICAIS TEMA 1 - CONDUTAS ANTISSINDICAIS
(1) Yellow Dog Contract (contrato de cão amarelo) refere-se as ações que proíbam a filiação ou a desfiliação de um trabalhador a um sindicato.
Com ela o trabalhador firma compromisso com o empregador de manter-se desfiliado de sindicato de sua categoria, como garantia a admissão e
manutenção de seu trabalho.
(2) Closed Shop está presente na ideia que ninguém será´ obrigado a filiar-se ou manter-se filiado a sindicato”.

10/09/2020 AVA UNIVIRTUS
https://univirtus.uninter.com/ava/web/#/ava/AvaliacaoSalaVirtual/943110/Exibir 3/3
Resposta:
Justificativa:
ROTA 6 - NEGOCIAÇÃO E RELAÇÕES SINDICAIS - TEMA 2 – CONSIDERAÇÕES SOBRE A LEI N° 13.467/17
As férias que poderiam ser divididas em 2 vezes, agora com a reforma pode ser parcelas em 3, todavia, o prazo mínimo de afastamento é de 5
dias e o maior tem que ser de mais de 14.
Anteriormente, a lei não mencionava nenhum dispositivo sobre home office, todavia, agora se manifesta sobre.
Em relação ao descanso, este que era de 1 hora e no máximo 2 horas de intrajornada, ao empregado que trabalhava por mais de 6 horas
diárias, passou a ser negociado, desde que tenha no mínimo 30 minutos, assim o tempo no intervalo será descontado, permitindo que o
colaborador possa deixar o trabalho mais cedo.
A jornada de trabalho que era fixada em 44 horas semanais e 220 horas mensais, podendo haver até 2 horas extras por dia, foi modificada para
12 horas diárias com 36 horas de descanso, respeitando a fixação de 44 semanais e 220 horas mensais, sendo que, anteriormente, tal escala só
poderia ser feita mediante acordo ou negociação coletiva, em relação a categorias especificas.
Durante o período de gravidez, a gestante deveria ser afastada de atividades insalubres. Hoje, somente será afastada se a insalubridade for de
grau máximo.
Na reforma, o tempo de deslocamento do trabalhador, ainda que o local de trabalho seja de difícil acesso, deixa de ser considerado jornada de
trabalho, assim como o tempo relativo a alimentação, troca de uniforme e higiene.
Anteriormente era possível contratar trabalho parcial por 25 horas semanais, sem horas extras. Com a reforma, o trabalho parcial previsto é de
30 horas semanais, ou 26 horas, com 6 horas extras.
Esse foi apenas um apanhado das mudanças relativas ao Direito Individual do trabalho.
