A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
536 pág.
718-Manual de Projetos de Intersecoes

Pré-visualização | Página 1 de 50

DNIT
MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES
DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES
DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA
COORDENAÇÃO-GERAL DE ESTUDOS E PESQUISA
INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS
MANUAL DE PROJETO DE INTERSEÇÕES
2005
Publicação IPR - 718
 
MANUAL DE 
PROJETO DE INTERSEÇÕES 
 
REVISÃO 
Engesur Consultoria e Estudos Técnicos Ltda 
EQUIPE TÉCNICA: 
Eng° Albino Pereira Martins 
(Responsável Técnico) 
Eng° Francisco José Robalinho de Barros 
(Responsável Técnico) 
Eng° José Luis Mattos de Britto Pereira 
(Coordenador) 
Eng° Zomar Antonio Trinta 
(Supervisor) 
Eng° Amarilio Carvalho de Oliveira 
(Consultor) 
Eng° Annibal Espínola R. Coelho 
 (Consultor) 
Téc. Marcus Vinícius de Azevedo Lima 
(Técnico em Informática) 
Téc. Alexandre Martins Ramos 
(Técnico em Informática) 
Téc. Célia de Lima Moraes Rosa 
(Técnico em Informática) 
COMISSÃO DE SUPERVISÃO: 
Eng° Gabriel de Lucena Stuckert 
(DNIT / DPP / IPR) 
Eng° Mirandir Dias da Silva 
(DNIT / DPP / IPR) 
Eng° José Carlos Martins Barbosa 
(DNIT / DPP / IPR) 
Eng° Elias Salomão Nigri 
(DNIT / DPP / IPR) 
COLABORADORES: 
 
Engº Carlos Henrique Noronha 
 
Engº Hugo Nicodemo Guida 
 
Engº Peter John Jaunzems 
 
 
 
Engº Hugo Sternick 
 (Coordenador-Geral de Desesenvolvimento 
 e Projetos/DPP/DNIT) 
Engº Eduardo de Souza Costa 
 (Coordenador de Projetos/DPP/DNIT) 
Engª Marly Iwamoto 
 (SISCON) 
 
 
Primeira edição – Rio de Janeiro, 1969 
MT - DNER - INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS 
 
EQUIPE TÉCNICA: 
 
Eng° Ivan Paes Leme Engº Amarilio Carvalho de Oliveira 
 (DNER / DEP) (Coordenador) 
Engª Maria do Carmo Abreu Jorge Engº Francisco Mattos de Britto Pereira 
 (DNER / DEP) (DNER / DEP) 
Est. José Sandoval Bello Pereira Engº Moacir Berman 
 (DNER / Seção de Estatística) (DNER / 7º Distrito) 
Engº Cyro de Oliveira e Silva 
 (DNER / DEP) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Impresso no Brasil / Printed in Brazil 
 Brasil. Departamento Nacional de Infra-Estrutura de 
 Transportes. Diretoria de Planejamento e Pesquisa. 
 Coordenação Geral de Estudos e Pesquisa. 
 Instituto de Pesquisas Rodoviárias. 
 Manual de projeto de interseções. 2.ed. - Rio de 
 Janeiro, 2005. 
 532p. (IPR. Publ., 718 ). 
 
 1. Rodovias - Interseções - Manuais. I. Série. II. Título. 
 
 
 
MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES 
DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES 
DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA 
COORDENAÇÃO GERAL DE ESTUDOS E PESQUISA 
INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS 
Publicação IPR - 718 
MANUAL DE PROJETO DE INTERSEÇÕES 
2ª Edição 
 
Rio de Janeiro 
2005 
 
 
MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES 
DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES 
DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA 
COORDENAÇÃO GERAL DE ESTUDOS E PESQUISA 
INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS 
Rodovia Presidente Dutra, Km 163 – Vigário Geral 
Cep.: 21240-000 – Rio de Janeiro – RJ 
Tel /Fax.: (21) 3371-5888 
Fax: (21) 2471-6133 
e-mail.: ipr@dnit.gov.br 
TÍTULO: MANUAL DE PROJETO DE INTERSEÇÕES 
Primeira Edição: 1969 
Revisão: DNIT / Engesur 
Contrato: DNIT / Engesur PG – 157/2001-00 
Aprovado pela Colegiada do DNIT em 19/12/2005 
MANUAL DE PROJETO DE INTERSEÇÕES 3 
 
MT/DNIT/DPP/IPR 
APRESENTAÇÃO 
O Instituto de Pesquisas Rodoviárias (IPR), do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de 
Transportes (DNIT), dando prosseguimento ao Programa de Revisão e Atualização de Normas e 
Manuais Técnicos, vem oferecer à comunidade rodoviária brasileira o seu “Manual de Projeto de 
Interseções”, fruto da revisão e atualização do Manual homônimo do DNER, datado de 1969. 
A presente edição do Manual de Projeto de Interseções tem por objetivo estabelecer conceitos, 
critérios, métodos de análise e instruções específicas, bem como assegurar um tratamento 
uniforme dos elementos geométricos do projeto segundo as técnicas mais avançadas da 
engenharia rodoviária, reunindo as informações necessárias para a execução de projetos de 
interseções de rodovias. 
Com base na experiência dos consultores em estudos e projetos de interseções de rodovias 
rurais e urbanas, procedeu-se à padronização dos valores e critérios ora estabelecidos, 
consultando as metodologias, sugestões e recomendações das mais recentes monografias sobre 
o assunto, especialmente as que constam da publicação A Policy on Geometric Design of 
Highways and Streets da American Association of State Highway and Transportation Officials – 
AASHTO – 2001. Da extensa consulta à bibliografia existente destacam-se diversas publicações 
do Institute of Transportation Engineers – ITE, do Transportation Research Board – TRB, 
particularmente as recomendações do Highway Capacity Manual – HCM – 2000 e, também, 
tópicos específicos das Richtlinien für die Anlage von Strassen – RAS – 1988/1996 (Normas 
Alemãs) e Vägutformning 94 – 2002 (Normas Suecas). 
Como os valores e critérios apresentados atualizam, expandem e complementam os manuais 
anteriores, o IPR, apreciaria receber quaisquer tipo de comentários, observações, sugestões e 
críticas que possam vir e contribuir para o aperfeiçoamento da técnica e do estudo da arte dos 
projetos de interseções rodoviária. 
 
 
Eng° Chequer Jabour Chequer 
Coordenador do Instituto de Pesquisas Rodoviárias 
Endereço para correspondência: 
Instituto de Pesquisas Rodoviárias 
A/C Divisão de Capacitação Tecnológica 
Rodovia Presidente Dutra, Km 163, Centro Rodoviário, Vigário Geral, Rio de Janeiro CEP – 21240-000, RJ 
Tel.: (21) 2471-5785 Fax.: (21) 2471-6133 e-mail: ipr@dnit.gov.br 
 
MANUAL DE PROJETO DE INTERSEÇÕES 5 
 
 
 
MT/DNIT/DPP/IPR 
LISTA DE ILUSTRAÇÕES 
Figura 1 Modelo de fluxograma de tráfego em UCP................................................ 42 
Figura 2 Volume horário de tráfego ......................................................................... 46 
Figura 3 Velocidade dos pedestres em função da declividade da via ..................... 57 
Figura 4 Relação entre densidade e velocidade de pedestres ................................ 57 
Figura 5 Fluxos que justificam a implantação de passarelas................................... 59 
Figura 6 Forças que atuam sobre um veículo em movimento ................................. 62 
Figura 7 Forças atuantes sobre um veículo em curva horizontal............................. 64 
Figura 8 Tempo transcorrido e distância percorrida para um veículo parado atingir 
velocidade indicada ................................................................................... 68 
Figura 9 Distância percorrida para passar com aceleração normal de 
velocidade inicial para velocidade alcançada (condições em nível) .......... 71 
Figura 10 Comprimentos de desaceleração para veículos de passeio 
aproximando de interseções...................................................................... 71 
Figura 11 Veículo