A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Portfólio RELAÇÕES SINDICAIS E NEGOCIAÇÕES TRABALHISTAS

Pré-visualização | Página 1 de 1

...............................................................................................................................
GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS- PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PESSOAL
RELAÇÕES SINDICAIS E NEGOCIAÇÕES TRABALHISTAS
........................................................................................................................................
Guarulhos
2020
RELAÇÕES SINDICAIS E NEGOCIAÇÕES TRABALHISTAS
Trabalho apresentado ao Curso Gestão de Recursos Humanos do Centro Universitário ENIAC para a disciplina Relações Sindicais e Negociações Trabalhistas.
Prof. Maria Helena Veloso
Guarulhos
2020
Respostas
....................................................................................................................
ASSUNTO 04
Sendo assim, como você poderia ajudar Carlos a dar continuidade ao processo de negociação entre os sindicatos e finalizar a convenção coletiva?
De acordo com a CLT que em seu art. 611: "acordo de caráter normativo pelo qual dois ou mais sindicatos representativos de categorias econômicas e profissionais estipulam condições de trabalho aplicáveis, no âmbito das respectivas representações, às relações individuais de trabalho" (art. 611, caput, CLT), essa reunião é feita uma vez ao ano na Data Base da categoria e nela é discutida tudo o que os trabalhadores queiram requerer, rever, modificar ou extinguir normas.
Após se reunirem, e apresentar as reivindicações ao sindicato das Empresas o Carlos, tem que saber que nesses contratos devem conter todas as obrigações e direitos de cada indivíduo no contrato de trabalho e essas reivindicações podem ser apresentadas em duas categorias, como as cláusulas econômicas contendo remuneração, reajuste e horas extras e também a cláusula sociais que pode conter benefícios, abono de falta e também algumas questões sobre segurança e higiene no trabalho. Estando as duas partes de acordo o documento é assinado e então será validado e aplicado para todos os membros daquela categoria profissional.
Conforme o Art. 614 - Os Sindicatos convenentes ou as empresas acordantes promoverão, conjunta ou separadamente, dentro de 8 (oito) dias da assinatura da Convenção ou Acôrdo, o depósito de uma via do mesmo, para fins de registro e arquivo, no Departamento Nacional do Trabalho, em se tratando de instrumento de caráter nacional ou interestadual, ou nos órgãos regionais do Ministério do Trabalho e Previdência Social, nos demais casos. (Redação dada pelo Decreto-lei nº 229, de 28.2.1967). As Convenções e os Acordos entrarão em vigor 3 dias após a data da entrega dos mesmos e no parágrafo 3 temos que é de dois anos o prazo máximo de vigência dos acordos e das convenções coletivas. 
CONCLUSÃO
Desde o século XX, quando a industrialização começou no Brasil, não havia nenhuma regulamentação e a partir daí começava a se criar os primeiros sindicatos e as primeiras greves, que reivindicavam por garantias de trabalho mais dignas e mais direitos para os trabalhadores. E somente na Constituição de 1934, que passou a ter mais essas garantias e direitos para os mesmos e também muitos outros avanços benéficos. 
A Convenção Coletiva é um acordo entre os empregados e empregadores, nela pode ser negociado melhores condições de trabalho, juntamente com a CLT, sempre visando melhorias para ambos os lados das categorias. Com ela existe a possibilidade dos funcionários poderem estabelecer as normas que lhes darão mais benefícios e uma melhor qualidade no ambiente de trabalho.
Em 13 de julho de 2017 foi aprovada a reforma trabalhista (Lei Nº 13.467/2017) onde ela teve grande influência na convenção, nela foi permitido a flexibilização na assinatura de acordos e negociações sobre redução de salários ou de jornada de trabalho.
Na situação atual em que estamos vivendo onde foi decretado o estado de calamidade pública, foi criada a Medida provisória 936 visando evitar demissões por causa da crise do covid-19, essa medida criou novas regras sobre redução de jornada de trabalho, de salário e também suspensões de contrato específicas durante o período de calamidade.
Conclui-se que, independente das leis já estabelecidas da CLT e as regras das convenções, as mesmas podem sofrer alterações dependendo da situação em que o país ou o mundo estiver enfrentando.
REFERÊNCIAS
Disponivel em: https://www.pontotel.com.br/convencao-coletiva/. Acesso 15/05/2020
Disponivel em: https://sindilojas-sp.org.br/a-importancia-da-convencao-coletiva-de-trabalho/. Acesso 15/05/2020
Disponivel em: https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10682327/artigo-611-do-decreto-lei-n-5452-de-01-de-maio-de-1943. Acesso 15/05/2020