Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
ARQ_6846_NNCV_2020922233422

Pré-visualização | Página 1 de 5

Curso: Nutrição
Disciplina: Nutrição nos Ciclos da Vitais I
Docente: Renata Nascimento
Nutrição do Pré-escolar
e Escolar
Aspectos Conceituais
	Referência	Pré escolar	Escolar		
	FAO/OMS/UNU, 1985	2 a 5	5 a 10
	Pernetta, 1988	2 a 5	6 a 11
	Krause, 1998	1 a 6	6 a 12
	Ballabriga e Carrascosa, 1998	1 a 6	7 a 10
	Waitzberg, 2000	3 a 6	7 a 9
	Accioly, 2002	1 a 6	6 a 10
	Costa e Souza, 2005	2 a 6	6 a 10
	Sociedade Brasileira de Pediatria, 2006	2 a 6	6 a 10
1
Aspectos concentuais
Programação Metabólica
A alimentação da criança desde o nascimento e nos
primeiros anos de vida, pode repercutir em sua saúde por toda vida.
Fase em que a criança apresenta grande desenvolvimento, adquirindo conhecimentos e habilidades e apresenta uma socialização intensa
Crescimento significante nas áreas social, cognitiva e emocional
Incrementos no peso
(Krause, 1998)
2 a 4 kg por ano
(Costa, 2005)
Até os 9 a 10 anos
O incremento passa a ser maior
Características das crianças nas fases Pré escolar e Escolar
Apetite reduzido após os 2 anos
2 a 3 kg por ano
2
Composição corporal
1 a 2 anos
Pouco crescimento da cabeça;
↓ Velocidade de crescimento do tronco;
↑ Crescimento dos membros;
Pernas afinam
Músculos das costas e abdominais mais rígidos
2 a 9 anos
Permanece relativamente constante;
↓ Gradualmente o tecido adiposo (6 anos);
↑ Tecido adiposo (após 6 anos)
Massa muscular
Características das crianças nas fases Pré escolar e Escolar
A cavidade oral sofre alteração em forma e função
Inserção de novos alimentos
Hábito alimentar da família Adaptados às necessidades da criança
3
Características das crianças nas fases Pré escolar e Escolar
Falta de habilidade para escolher uma alimentação balanceada
Grande senso de imitação
Alimentação da Família Amigos
Professores e colegas
Principais erros alimentares
Baixa ingestão de frutas e verduras
Elevado consumo de alimentos calóricos e gordurosos (principalmente nos lanches)
Elevado
c	e
onsumo d ali	os
mentos ric
e
m gorduras sat	s,
uradas, tran colesterol.
Elevado consumo de alimentos ricos em carboidratos simples
4
Problemas de Saúde mais frequente no Pré escolar e no Escolar
Deficiências nutricionais – Anemia e Desnutrição Obesidade
Dislipidemia DCNT’s
Constipação intestinal → hábitos alimentares inadequados
Qual a conduta nutricional considerando as alterações fisiológicas e psicossociais?
5
Prescrição Nutricional
OBJETIVOS
Determinar as necessidades energéticas e de nutrientes em diferentes faixas etárias;
	Fornecer uma dieta equilibrada em macro e micro nutrientes, que seja capaz de garantir crescimento ponderal e estatural adequado durante essa faixa etária;
	Fornecer nutrientes necessários para síntese de hormônios, enzimas e anticorpos.
Garantir energia suficiente para as atividades diárias
Garantir o crescimento e desenvolvimento adequados da criança
Prescrição Nutricional
CALORIAS
 	 NORMOCALÓRICA: visando atender as exigências energéticas
nessa faixa etária.	
Características Químicas
6
Necessidade Energética
1) Necessidades de energia para os garotos - FAO/OMS/ONU, 2004
Idade (anos)
Atividade Física
		leve kcal/kg/PC	moderada kcal/kg/PC	intensa kcal/kg/PC
	2		84	
	3		80	
	4		77	
	5		74	
	6	62	73	84
	7	60	71	81
	8	59	69	79
	9	56	67	76
	10	55	65	74
Custo energético para o crescimento - 2 kcal/g de ganho de peso FAO/OMS/UNU, 2004 página 21
		leve	moderada	intensa
		kcal/kg/PC	kcal/kg/PC	kcal/kg/PC
	2		81	
	3		77	
	4		74	
	5		72	
	6	59	69	80
	7	57	67	77
	8	54	64	73
	9	52	61	70
	10	49	58	66
Custo energético para o crescimento - 2 kcal/g de ganho de peso FAO/OMS/UNU, 2004 página 21
2) Necessidades de energia para as garotas - FAO/OMS/ONU, 2004
Idade (anos)	Atividade Física
7
Prescrição dietética: Necessidade de Energia
Classificação da atividade física para crianças e adolescentes - FAO/OMS/ONU, 2004
Leve - 15% < moderada - gastam várias horas na escola ou em ocupações sedentárias, não praticam atividade física regular, usam automóvel como transporte, e gastam mais tempo em atividade de lazer que requerem pouca esforço físico.
Moderada – atividade física mais extenuante que os exemplos dados para estilo de vida leve (sedentário), mas não como os exemplos do estilo de vida intenso.
Intensa - 15% > moderada - caminham longas distâncias ou uso de bicicleta como transporte, realizam ocupações que demandem energia, ou tarefas de elevado desempenho que demandam energia por varias horas por dia, e/ou pratica de esportes ou exercícios que demandem elevado nível de esforço físico por várias horas, vários dias ou semanas.
Necessidade Energética
Método prático:
RECOMENDAÇÃO DE ENERGIA
idade/anos
FAO/OMS,1985
Kcal por kg/peso/dia
1 - 2
2 - 3
3 - 5
105
100
95
Meninos
Meninas
Média
5 - 7
7 - 10
90
78
85
67
88
72
OMS p.148 / Accioly et al., 2002 (cap.14)
8
Necessidade Energética
	Accioly et al., 2002			
	Recomendações de energia para pré-escolar e escolar.			
	Idade (anos)	Energia (kcal / kg peso/ dia)		
	Pré-escolar	Meninos	Meninas	
	1 – 2	104	106	
	2 – 3	104	102	
	3 – 4	99	95	
	4 – 5	95	92	
	5 – 6	92	88	
	Escolar			
	6 – 7	88	83	
	7 – 8	83	76	
	8 – 9	77	69	
	9 – 10	72	62	
	In: Accioly et al., 2002 (cap.19), segundo FAO/OMS, 85 (pg.103).			
FAO/OMS/UNU - 1985
SEXO	IDADE (ANOS)
TMB*
MASCULINO
0- 3
3-10
60,9 X P - 54
22,7 x P + 495
FEMININO
0- 3	61,0 x P - 51
3-10	22,5 x P + 499
OMS p. 78; Vitolo p. 192
VET=TMB x FATOR ATIVIDADE
Fator de atividade:	♀ 1,61
♂ 1,71
Ex: Pcte sexo masculino, 2 anos, peso de 18kg VET= (1042,2) x 1,71 = 1782kcal
9
Prescrição dietética: Necessidade de Energia
NAS/FNB– DRI’s, 2002
National Academy of Science/Food and Nutrition Board - Dietary Reference Intakes
Estimated Energy Requirement (EER) =
Total Energy Expenditure (TEE) + Deposição Energia (DE)
EER = TEE + DE
NAS/FNB– DRI’s, 2002
10
Prescrição dietética: Necessidade de Energia
1) Para as crianças de 0 a 2 anos de idade
EER = TEE + Deposição de Energia
0 a 3 meses  (89 x P – 100) + 175 (kcal para DE)
4 a 6 meses  (89 x P – 100) + 56 (kcal para DE)
7 a 12 meses  (89 x P – 100) + 22 (kcal para DE)
12 a 35 meses  (89 x P – 100) + 20 (kcal apara DE)
NAS/FNB– DRI’s, 2002
Prescrição dietética: Necessidade de Energia
2) Para crianças de 3 a 8 anos de idade
EER = TEE + Deposição de Energia
Sexo masculino:
EER = 88,5 – (61,9 x I) + AF x (26,7 x P + 903 x A ) + 20 (DE)
I-idade em anos	A- altura em metros
Sexo feminino:
EER = 135,3 – (30,8 x I) + AF x (10,0 x P + 934 x A) + 20 (DE)
NAS/FNB– DRI’s, 2002
11
Prescrição dietética: Necessidade de Energia
3) Para crianças de 9 a 18 anos de idade
EER = TEE + Deposição de Energia Sexo masculino:
EER = 88,5 – (61,9 x I) + AF x (26,7 x P + 903 x A ) + 25 (DE)
Sexo feminino:
EER = 135,3 – (30,8 x I) + AF x (10,0 x P + 934 x A) + 25 (DE)
Prescrição dietética: Necessidade de Energia
Coeficiente de Atividade Física (AF) para crianças de 3 a 18 anos de idade (NAS/FNB– DRI’s, 2002)
Sexo Masculino
AF = 1,0 se NAF5 for estimado entre > 1,0 e < 1,4 (sedentário) AF = 1,13 se NAF for estimado entre > 1,4 e < 1,6 (pouco ativo) AF = 1,26 se NAF for estimado entre > 1,6 e < 1,9 (ativo)
AF = 1,42 se NAF for estimado entre > 1,9 e < 2,5 (muito ativo)
Sexo Feminino
AF = 1,0 se NAF for estimado entre > 1,0 e < 1,4 (sedentário) AF = 1,16 se NAF for estimado entre > 1,4 e < 1,6 (pouco ativo) AF = 1,31 se NAF for estimado entre > 1,6 e < 1,9 (ativo)
AF = 1,56 se NAF for estimado entre > 1,9 e < 2,5 (muito ativo)
Prescrição dietética: Necessidade de Energia
Exemplo DRIS, 2002
Paciente, 5 anos, pesando 25kg, altura 1,16m, brinca de bola e anda de bicicleta nos finais de semana durante 1h.
EER= 88,5 - (61,9 x I) + AF x (26,7 x P + 903 x A) + 20(DE) EER = 88,5 - (61,9 x 5)
Página12345