A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Aspecto do direito constitucional 3

Pré-visualização | Página 1 de 2

Nota da Prova:
	9,00
Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	A inconstitucionalidade é um estado de conflito entre uma lei e a Constituição, a qual não se satisfaz apenas com a atuação positiva de acordo com a Constituição, mas ainda com o não omitir a aplicação de normas constitucionais quando a Constituição assim determina. Sobre as espécies de inconstitucionalidade, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A inconstitucionalidade material ocorre quando o conteúdo da lei contraria a Constituição. O processo legislativo pode ter sido fielmente obedecido, mas a matéria tratada é incompatível com a Carta Política.
(    ) A inconstitucionalidade formal ocorre quando há um desrespeito à Constituição no tocante ao processo de elaboração da norma, podendo alcançar tanto o requisito competência quanto o procedimento legislativo em si.
(    ) A inconstitucionalidade ocorre por omissão quando a afronta à Constituição resulta de uma omissão do legislador, em face de um preceito constitucional que determine que seja elaborada norma regulamentando suas disposições. Há, portanto, uma conduta omissiva frente a uma obrigação de legislar, imposta ao Poder Público pela própria Constituição.
(    ) A inconstitucionalidade por ação ocorre com a produção de atos legislativos ou administrativos que contrariem normas ou princípios da Constituição. O fundamento da inconstitucionalidade está no fato de que do princípio da supremacia da Constituição resulta da compatibilidade vertical das normas da ordenação jurídica de um país, no sentido de que as normas de grau inferior somente valerão se forem compatíveis com as normas de grau superior.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - F - V - V.
	 b)
	V - F - V - F.
	 c)
	F - V - F - V.
	 d)
	V - V - V - V.
	2.
	A definição do Direito Constitucional pode ser de duas formas distintas, como o estudo da teoria das constituições e da Constituição do Estado brasileiro. Com base nessa informação, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A definição do Direito Constitucional, de forma analítica, pode ser a de um conjunto de princípios e normas que regulam a própria existência do Estado moderno, na sua estrutura e no seu funcionamento, o modo de exercício e os limites de sua soberania, seus fins e interesses fundamentais, e do Estado brasileiro, em particular.
(    ) O Direito Constitucional, enquanto ciência positiva das constituições, pode ser definido como o ramo do Direito Público que expõe, interpreta e sistematiza os princípios e normas fundamentais do Estado.
(    ) Quando se fala em administração pública, referimo-nos ao aparelho estatal, ou seja, ao conjunto formado por um governo e seus agentes administrativos, regulado por um ordenamento jurídico.
(    ) A administração pública tem o dever de promover a satisfação do cidadão, regida pela competitividade e pela conquista de mercados, sujeita aos princípios da legalidade, da impessoalidade e da publicidade.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - V - V - F.
	 b)
	V - F - V - F.
	 c)
	F - F - V - V.
	 d)
	F - V - F - V.
	3.
	O Direito Constitucional é um direito público fundamental que visa à organização e funcionamento do Estado e sistematizar os princípios e normas fundamentais do Estado. Com base nessa afirmação, analise as sentenças a seguir:
I- Pode-se entender direito público como um conjunto de normas que regula os interesses do Estado, internamente ou em relação aos interesses particulares.
II- O Direito Constitucional costuma ser classificado como um ramo interno do direito público.
III- Os poderes executivo e legislativo têm a obrigação constitucional de respeitar e de serem subordinados à Constituição. Somente o judiciário não tem a obrigação.
IV- O poder judiciário, segundo o próprio termo, é o poder que executa, coloca em prática assuntos previamente deliberados pelo executivo, ou seja, por aqueles que legislam e criam leis.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As sentenças I e II estão corretas.
	 b)
	As sentenças I, II e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças II, III e IV estão corretas.
	 d)
	As sentenças I, II e III estão corretas.
	4.
	Dentre as manifestações da democracia, podemos citar a liberdade de expressão, a dignidade humana e o direito de defesa. Acerca da temática Poder e Divisão de Poderes, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se apenas aos brasileiros a inviolabilidade do seu direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.
(    ) A base do conceito de Estado Democrático e, consequentemente, a base do conceito de princípio democrático é a noção de governo do povo revelado pela própria etimologia do termo democracia do grego "demos", povo e "kratos", poder.
(    ) A Constituição da República Federativa do Brasil aborda, de forma clara, a igualdade formal e a material. Quando utiliza a expressão "todos são iguais perante a lei", observamos a igualdade formal e a aplicação da lei a todos de forma indiscriminada.
(    ) O princípio da igualdade pressupõe que as pessoas colocadas em diferentes situações sejam tratadas de forma desigual: "dar tratamento isonômico às partes significa tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais, na exata medida de suas desigualdades.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - V - F - V.
	 b)
	F - V - V - V.
	 c)
	V - F - V - F.
	 d)
	F - V - F - V.
	5.
	Os princípios podem ser conceituados como sendo um grupo de diretrizes, preceitos, exemplos de atuação que devem ser obedecidos pela população de um determinado local. Com base nesse conceito, assinale a alternativa INCORRETA:
	 a)
	Os princípios também podem estar associados às normas essenciais que norteiam os estudos. Como exemplo temos: princípios da Física, os princípios da Contabilidade, os princípios do Direito etc.
	 b)
	Os princípios são um grupo de diretrizes, preceitos, exemplos de atuação que devem ser obedecidos pela população de um determinado local.
	 c)
	A conceituação dos princípios está relacionada ao começo ou final de algo. São os pontos considerados iniciais ou finais para um determinado assunto ou questão.
	 d)
	Princípio é um mandamento nuclear de um sistema, verdadeiro alicerce, disposição fundamental que se irradia sobre diferentes normas, compondo o espírito e servindo de critério para a sua exata compreensão e inteligência.
	6.
	O Estado pode editar leis e atos normativos que contrariem formal ou materialmente a Constituição. Uma lei que restringe demasiadamente um direito fundamental, por exemplo, será inválida, inconstitucional. Trata-se da inconstitucionalidade por ação. Existem omissões estatais que também podem ser declaradas inconstitucionais. Por vezes, a Constituição Federal impõe ao Estado deveres (expressos ou implícitos) que, caso não sejam cumpridos, podem ensejar a condenação do Estado, por sua inação inconstitucional. Acerca da temática, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	A inconstitucionalidade por omissão se verifica quando não são praticados somente os atos legislativos requeridos para aplicáveis normas constitucionais.
	 b)
	Omissão não poderá ocorrer quando o agente público for omisso na aplicação de uma norma por lacuna da constituição que prevê que uma lei específica deveria tratar de tal direito.
	 c)
	A omissão legislativa inconstitucional não implica a inobservância de um dever constitucional de legislar, que resulta tanto de comandos explícitos da Lei Magna como de decisões fundamentais da Constituição identificadas no processo de interpretação.
	 d)
	A inconstitucionalidade por omissão ocorre quando a afronta à Constituição resulta de uma omissão do legislador, em face de um preceito constitucional que determine que seja elaborada norma regulamentando suas disposições.
	7.
	A

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.