A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
atividade 1

Pré-visualização | Página 1 de 1

A Constituição de 1988, juntamente com a Lei Orgânica assegura que a saúde é um dever do Estado e um direito do cidadão. Diante desta afirmativa, discorra sobre os seguintes questionamentos:
1) Os princípios do SUS são aplicados para todos os cidadãos brasileiros? Por que?
O SUS – Sistema Único de Saúde possui três princípios essenciais para seu funcionamento íntegro e justo, que são: universalização (garantindo o acesso universal de todas as pessoas ao sistema público de saúde, sem qualquer tipo de discriminação); equidade (garantindo a redução das desigualdades, visto que cada pessoa e situação é singular, ofertando oportunidade maior de acesso à pessoa mais carente na situação para que tenha o mesmo acesso que os demais de forma justa) e integralidade (garantindo atenção integrada à saúde das pessoas e todas as suas necessidades, enxergando o sujeito como um todo). Nos dias atuais, nota-se um grande avanço no cumprimento dos princípios do SUS e a sua criação trouxe a sociedade um grande suporte na saúde pública, porém no sistema ainda há escassez de investimento de recursos em alguns municípios distantes das capitais, como por exemplo, a falta de ferramentas especializadas, estruturas precárias e escassez de profissionais, provocando falhas no sistema, listas de esperas enormes, dificultando o acesso da população e rendendo em um atendimento de qualidade deficiente, ferindo o princípio de equidade quando uma comunidade tem mais acesso a saúde do que outra, ferindo a integralidade no momento que não há recursos para atender a demanda do sujeito e ferindo a universalidade quando há falta de acolhimento e serviços para pessoas que possuem limitações, desse modo percebendo que não são aplicados os princípios do SUS para todos os cidadãos brasileiros.
2) Sobre a NOB 01/96, explique com as suas palavras a correlação com o princípio da equidade.
A Norma Operacional Básica – NOB – 01/96 busca promover o processo de descentralização e a reorganização da gestão nos municípios e estados, como por exemplo, gerindo a distribuição de financiamento entre os municípios, tentando repartir de forma equânime de acordo com a quantidade populacional de cada cidade. Por outro lado, o princípio da equidade conceitua-se na realidade que cada indivíduo e situação são diferentes e com necessidades diferentes, nessa linha de pensamento podemos imaginar que da mesma maneira cada município e estado têm suas demandas distintas, assim, a divisão de recursos não atende pelas necessidades, demandas e carências maiores, se tornando parcialmente correlacionado com o princípio.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.