A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Questões - Psicopatologia (resolvidas)

Pré-visualização|Página 1 de 1

Questões - Psicopatologia (resolvidas)

Nestas questões eu grifei as palavras chaves que apontam para uma resposta mais sucinta e que ajude o estudante a encontrar a resposta correta na hora de fazer um simulado ou uma prova.


1 - O Transtorno Obsessivo-Compulsivo caracteriza-se por:

Pensamentos, impulsões e/ou atos que se impõe à consciência apesar da oposição de ego.

2 - Um homem vai andando da sua casa para o seu trabalho. No caminho ele vai contando o número de postes. Quando já está chegando no seu trabalho, ele começa a achar que contou errado o número de postes e volta até a sua casa para contar os postes novamente. Esse comportamento é um sintoma característico de um transtorno:

Obsessivo-compulsivo.

3 - O termo consciência possui várias definições possíveis, qual a definição neuropsicológica para o mesmo?

Estado vígil do paciente, que de certa forma iguala a consciência ao grau de clareza sensória do mesmo. Entende-se por consciência o sujeito estar desperto, vígil e lúcido.

4 - Regina, uma jovem de 25 anos foi encaminhada a seu consultório pelo clínico geral que relata em seu encaminhamento que a jovem é extremamente ansiosa e, por conta de tal nível de ansiedade, é vítima de intenso sofrimento, especialmente no que diz respeito ao contato interpessoal. Regina, que na primeira entrevista não fixa o olhar e fala em tom baixo olhando através da janela, relata que desde a adolescência tem dificuldade de estabelecer relacionamentos satisfatórios embora deseje muito fazê-lo. Relata ter medo de pagar mico e ser julgada pelos outros como sendo estranha e inadequada por isso raramente inicia conversas e não tem um amigo sequer. Qual a hipótese diagnóstica que melhor se aplica ao caso de Regina?

Fobia Social.

5 - Sofia trabalhava em um consultório odontológico em um dos prédios no centro do Rio que desabaram no início de 2012. Por sorte ela havia saído cerca de 05 minutos antes do desabamento e estava tomando um café com uma amiga na lanchonete da esquina antes de irem embora. Mesmo meses após o desabamento Sofia ainda tem alterações do sono e flashes de memória muito vívidos sobre o momento do desabamento, o desespero das pessoas, o socorro às vítimas e a busca das vítimas. Após esse trágico acidente Sofia começou a ter uma série de alterações comportamentais, fisiológicas e emocionais marcadas por intenso sofrimento e angústia. Qual hipótese diagnóstica que melhor se aplica ao caso de Sofia?

Transtorno do pânico.

6 - Paciente informa ter terminado relação conjugal há cerca de seis meses. Em função disso, relata que seu comportamento, suas reações, pensamentos, sentimentos e emoções começaram a sofrer importantes modificações após alguns meses do término desse seu casamento. Por exemplo, tornou-se agressivo, impaciente e hipotímico. Passou a evitar o contato social e, por conta disso, a se isolar em casa. Sua capacidade laborativa decaiu sensivelmente, o que lhe vem causando sérios problemas financeiros. Tornou-se descuidado com sua aparência, relata anedonia, desorganização pessoal, uso abusivo de álcool, hipoprosexia e quadro incipiente de bulimia (informa que nenhum desses sinais ou sintomas ocorriam antes da separação). O relato acima poderia ser melhor compreendido a partir de qual entidade psicopatológica?

Transtorno de adaptação.

7 - Característica que é específica do transtorno de personalidade esquizotípica:

Pensamento e discurso bizarros: vago, circunstancial, metafórico e estereotipado.

8 - Característica que é específica do transtorno de personalidade depressiva:

Humor habitual dominado por abatimento, tristeza, desânimo, descontentamento e infelicidade.

9 - Característica que é específica do transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva:

Preocupação excessiva com detalhes, regras, listas, ordem, organização ou horários que o alvo principal da atividade é perdido.

10 - Característica que é específica do transtorno de personalidade esquizóide.

Não deseja, nem gosta de relacionamentos íntimos, incluindo fazer parte de uma família.

11 - Característica que é específica do transtorno de personalidade histriônica:

Desconforto em situações nas quais não é o centro das atenções.

12 - Característica que é específica do transtorno de personalidade paranóide.

Suspeita, sem fundamento aparente, de estar sendo explorado, maltratado ou enganado por terceiros.

13 - Característica que é específica do transtorno de personalidade anti-social.

Incapacidade de adequar-se às normas sociais com relação a comportamentos lícitos, indicada pela execução repetida de atos que constituem motivo de detenção.

14 - Algumas mulheres se comportam de modo estranho nos momentos que sucedem um trabalho de parto muito longo. Entram em estado de desorientação, agitação, medo, podendo até rejeitar seus bebês por algum tempo. Tudo isso passa após algumas horas de sono. Esse estado é fruto da fadiga, que produz uma alteração da consciência conhecida como:

Confusão Mental

15 - Ao fazer um psicodiagnóstico objetivando classificar o cliente de acordo com o Código Internacional de Doenças CID, pode-se afirmar que o psicólogo visa a um(a):

Classificação nosológica.

16 - A concepção de normalidade adotada pela Organização Mundial de Saúde é:

Normalidade como bem-estar.

17 - Prejuízos de memória (desde um simples esquecimento leve até um prejuízo severo a ponto de não se recordar da própria identidade), problemas de comportamento(por exemplo, agitação, insônia, choro fácil, comportamentos inadequados, perda da inibição social normal, alterações de personalidade) e, perda das habilidades adquiridas durante a vida, tais como, organizar os compromissos, dirigir, vestir a roupa, cuidar da vida financeira, cozinhar, etc., são características de que tipo de doença mental?

Demências.

18 - A capacidade de estar desperto e agir conscientemente depende da atividade do sistema reticular ativador ascendente que se localiza predominantemente:

No tronco cerebral.

19 - O uso de drogas alucinógenas, como o LSD, pode produzir alterações da senso-percepção. Qual o conjunto das alterações senso-perceptivas possíveis nesses casos:

Alucinações, ilusões e alucinoses.

20 - Saber nosso nome ou idade são características próprias do senso de orientação nomeado como:

Autopsíquico ou pessoal

21 - Ambrósio, 60 anos, pedreiro de ofício, referia tremores generalizados com início há cinco horas. Quadro iniciou com tremor na mão direita, generalizando após algum tempo. Negava episódios semelhantes prévios. Mal-estar e fraqueza associados. Há três dias sem ingerir bebida alcoólica, manifestando desejo de parar de beber. Durante a internação paciente evoluiu com amência, alucinações visuais e piora dos tremores. Com seis dias de internação paciente apresentou piora do quadro, com obnubilação simples, hipotensão, piora do padrão respiratório e febre. Feito o diagnóstico de pneumonia. O quadro psicopatológico de Ambrósio nos sugere um diagnóstico de:

Delirium tremens.

22 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento prolixo que tem como principais características:

Não permitir que o paciente chegue a qualquer conclusão sobre o tema que está considerando a não ser após muito esforço. O paciente dá longas voltas ao redor do tema e mescla, de forma imprecisa, o essencial com o supérfluo.

23 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento vago que tem como principais características:

As relações conceituais, a formação de juízos e a concatenação desses em raciocínios são caracterizadas pela imprecisão.

24 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento concreto que tem como principais características:

Pensamento no qual não ocorre a distinção entre uma dimensão abstrata e simbólica e uma dimensão concreta e imediata dos fatos. O indivíduo não consegue entender ou utilizar metáforas, o pensamento é muito aderido ao mundo sensorial da experiência.

25 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento deficitário (ou oligofrênico) que tem como principais características:

Pensamento de estrutura pobre e rudimentar tendendo ao raciocínio concreto, os conceitos são escassos e utilizados no sentido mais literal do que abstrato ou metafórico.

26 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento inibido que tem como principais características:

Envolve uma acentuada diminuição da velocidade do número de conceitos, juízos e representações que são utilizados no processo de pensar, tornando o pensamento lento, rarefeito, pouco produtivo.

27 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento confusional que tem como principais características:

Devido à uma turvação da consciência o pensamento torna-se incoerente e tortuoso, impedindo que o indivíduo aprenda de forma clara e precisa os estímulos ambientais e possa, desta forma, processar claramente o raciocínio.

28 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento derreísta que tem como principais características:

Pensamento que obedece à lógica e a realidade apenas naquilo que interessa ao sujeito, distorcendo a realidade para que ela se adapte aos seus anseios. 

29 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento mágico que tem como principais características:

Pensamento que fere diretamente os princípios da lógica formal não respeitando indicativos e imperativos da realidade; seguindo os desígnios dos desejos, fantasias, temores conscientes ou inconscientes do sujeito.

30 - O tipo e o estilo do pensamento comum, não acometido por nenhuma psicopatologia, é apenas precariamente lógico. Normalmente as pessoas tendem a usar estereótipos e baseiam muito de suas conclusões em premissas que não são verdadeiras, dando verdadeiros saltos de impressões vagas para conclusões precisas. Apesar destas características que podem dificultar a diferenciação do pensamento normal para o pensamento patológico a psicopatologia registra uma séria de possíveis alterações do pensamento dentre as quais podemos destacar o pensamento desagregado que tem como principais características:

Pensamento radicalmente incoerente, no qual os conceitos e juízos não se articulam minimamente de forma lógica.

31 - Considere que você atendeu em seu consultório um novo cliente que lhe relata estar todo o tempo ouvindo vozes, inclusive naquele momento, chamando-o de homossexual e xingando-o. Que tipo de alteração sensoperceptiva você identifica que esta ocorrendo com o mesmo?

Alucinações

32 - Considere que você atendeu em seu consultório um novo cliente que apresenta uma tonalidade afetiva desagradável, mal humorado, nitidamente irritado, amargo e agressivo. Que tipo de alteração de humor você identifica que está ocorrendo com o mesmo?

Disforia

33 - Considere que você atendeu em seu consultório um novo cliente que afirma não ter vontade para nada, sentir-se muito desanimado, sem forças e sem iniciativa. Que tipo de alteração volitiva você identifica que está ocorrendo com o mesmo?

Abulia

34 - A imagem representativa, ou mnêmica, é caracterizada por pouca nitidez, instabilidade, introjeção e completude, podendo dividir-se em dois tipos básicos: imagens eidéticas e pareidolias. Quais as principais características das imagens eidéticas:

É a evocação de uma imagem guardada na memória, ou seja, de uma representação, de forma muito precisa, com características semelhantes a uma percepção.

35 - Para a semiologia, todo signo é composto por dois componentes ou extratos, o do significante e do significado. A dimensão material do signo (sons, traços, forma, etc.) corresponde ao:

Significante

36 - Nesta fase da anamnese psicológica são descritas apenas as alterações psicopatológicas presenciadas:

Exame psíquico

37 - Márcio tem 19 anos e mora sozinho, num quarto e sala no bairro do Jardim Botânico. Na semana passada precisou ser levado ao médico à força, pois havia 1 mês que não saia de casa, estava emagrecido e extremamente agitado. Foi morar sozinho no ano passado, depois de muito insistir com sua mãe para isso. Precisava morar perto da Rede Globo de televisão, pois seu sonho é trabalhar na emissora. Faz curso de teatro desde os 13 anos. Seus amigos atualmente são jovens atores e pessoal técnico da TV que conhece no bairro. A idéia de trabalhar na TV surgiu aos 12 anos, quando participou de um programa da Xuxa, desde então a apresentadora virou sua inspiração e a Globo uma idéia fixa. Sua mãe teve dificuldade de conseguir que terminasse os estudos, ele só se formou em troca da garantia de morar sozinho. Há algum tempo, entretanto, Xuxa deixou de ser uma inspiração para Marcio e começou a virar um problema.

Ele não perde uma apresentação de seus programas e acredita que ela está se dirigindo para ele quando fala. Ela faz piadinhas, lança olhares e indiretas para ele através da tela. O que o está deixando mais nervoso é que Xuxa ainda não o chamou para trabalhar com ela, mas suas idéias começaram a desaparecer subitamente da cabeça, aparecendo tempos depois nos programa da loura. - Não sei como ela faz isso, antes era só desligar a TV que acabava nossa conversa, mas agora ela tem acesso direto aos meus pensamentos, e está plagiando minha melhores ideias!

Que característica podemos indicar ao quadro de Marcio?

Esquizofrenia paranoide

38 - O transtorno do pânico se caracteriza pela ocorrência espontânea e inesperada de ataques agudo de ansiedade que, entretanto, tem duração limitada. A que se deve essa característica do ataque de pânico?

A ação do sistema nervoso parassimpático.

39 - Ao se tratar do tema sensopercepção é importante distinguir entre os vários tipos possíveis da mesma distinguindo entre a imagem perceptiva real, a imagem representativa, a imaginação e a fantasia.Quais as principais características da imagem representativa ou mnêmica:

Possui pouca nitidez e pouca corporeidade, sendo instável, percebida no espaço interno e incompleta.

40 - Ao se tratar do tema sensopercepção é importante distinguir entre os vários tipos possíveis da mesma distinguindo entre a imagem perceptiva real, a imagem representativa, a imaginação e a fantasia. Quais as principais características da imaginação:

Consiste na evocação de imagens percebidas no passado ou na criação de novas imagens em um processo de criação de imagens que ocorre na ausência de estímulos sensoriais.

41 - A avaliação do paciente em psicopatologia é feita principalmente por meio da entrevista que permite a realização dos dois principais aspectos da avaliação, a saber: a anamnese e o exame do estado mental atual. Quais as características da anamnese podemos indicar ou acrescentar?

Levantamento do histórico dos sinais e sintomas que o paciente tem apresentado ao longo de sua vida, seus antecedentes pessoais e familiares, assim como de sua família e meio social.

42 - Anormalidades da atenção dizem respeito a uma ausência, diminuição ou aumento global da atenção com perda da capacidade de concentração. Qual a característica de alteração da atenção encontrada nos estados depressivos em comparação com os estados maníacos?

Há uma hipoprosexia, podendo chegar a uma hipertenacidade da atenção.

43 - O mais comum nas equipes de saúde mental é que elas contêm com:

Psicólogos, terapeutas ocupacionais e psiquiatras.

44 - O usuário crônico de substâncias ilícitas desenvolve tolerância quando:

Necessita doses maiores da substância para conseguir efeito que antes obtinha com doses menores;

45 - Os manuais diagnósticos classificam diversos subtipos de esquizofrenia dentre as quais podemos destacar a do tipo catatônica que apresenta como principais características:

Perturbação acentuada da função motora, que pode envolver estupor, negativismo, rigidez, excitação ou posturas bizarras.

46 - A presença de uma postura rígida, algumas vezes em posição altamente desconfortável, é uma característica de que tipo de transtorno psicológico?

Catatônico

47 - É comum que em alcoolistas crônicos ocorra uma síndrome caracterizada pelo transtorno amnésico persistente caracterizado pela perturbação da memória de curta duração causada pelo uso pesado e prolongado do álcool, denominada:

Síndrome de Wernicke-Korsakoff

48 - Desde criança Tiago desobedecia a seus pais e professores. Chegou a cometer alguns delitos na escola, mas não foi pego. Um colega que estava com ele foi expulso da escola. Na adolescência roubou um carro para viajar. Seus pais conseguiram livrá-lo da cadeia, prometeu se cuidar iniciando uma terapia que abandonou em poucos meses; mas seus pais nunca souberam disso e continuaram pagando por ela. Não se formou na faculdade, era inteligente, mas faltavam demais as aulas. Quando estava prestes a ser expulso, conseguiu que uma funcionária da administração alterasse algumas notas para poder frequentar um curso de férias e recuperar minimamente sua situação. Mas decidiu ir esquiar em Aspen, com uma namorada rica que havia conhecido há pouco tempo. Casou-se com ela alguns meses mais tarde e começou a trabalhar na firma do sogro. Inteligência e simpatia não impediram que fosse pego numa fraude com cheques da firma. O sogro não quis fazer uma acusação formal, cobrindo os desfalques, mas exigiu a separação do casal. Tiago mudou de estado e iniciou um romance com uma mulher mais velha, que começou a lhe dar dinheiro para montar uma clínica geriátrica, mas o projeto não saiu do papel. Nessa época, abriu um escritório e começou a ter um caso com a secretária. Quando a mulher descobriu teve um ataque de fúria e a espancou, ela deu queixa na polícia, mas ele conseguiu mais uma vez fugir do estado. Que transtorno de personalidade melhor diagnostica esse caso?

Transtorno de personalidade anti-social

49 - Qual a hipótese diagnóstica que melhor se aplica ao caso de Márcia, de 28 anos, que é levada ao seu consultório pelo marido pois há cerca de três meses tem chorado muito, vêm apresentando uma visão negativa dela própria, afirmando não ter valor e não ver motivos para continuar a viver. O marido relata que este quadro se iniciou após a perda de uma gestação de 6 meses, filho este que era muito desejado pelo casal, e lhe relata que está com muito medo de que ela tente o suicídio.

Depressão

50 - Para Freud o inconsciente é bem mais do que um simples estado mental fora da consciência. Ele é, embora obscuro, a estrutura mental mais importante do psiquismo humano. Em sua opinião, o sistema inconsciente funciona regido por princípios específicos dentre os quais se destaca a isenção de contradição. Quais as características deste princípio?

No sistema inconsciente não há lugar para negação ou dúvida, ou graus diversos de certeza ou incerteza. Tudo é absolutamente certo, afirmativo.

51 - Para Freud o inconsciente é bem mais do que um simples estado mental fora da consciência. Ele é, embora obscuro, a estrutura mental mais importante do psiquismo humano. Em sua opinião, o sistema inconsciente funciona regido por princípios específicos dentre os quais se destaca a atemporalidade. Quais as características deste princípio?

No inconsciente não existe tempo real. Os processos inconscientes não são ordenados temporalmente, não se alteram com a passagem do tempo, não tem qualquer referência ao mesmo. Não existe no mesmo passado, presente ou futuro.

52 - Soraia é uma pessoa bastante recatada. Há um ano trabalha num escritório, mas os colegas não a conhecem direito, pois fala muito pouco, atendo-se aos assuntos relacionados ao trabalho. Na semana passada, entretanto, começou a demonstrar um comportamento diferente, conversando com os colegas animadamente. No começo a novidade foi bem recebida mas, passados mais alguns dias, começou a se mostrar inconveniente, dando pitacos nas tarefas dos colegas, falando muito, meio acelerada, as vezes perdendo-se nas próprias idéias. Outra coisa muito chata é que começou a contar detalhes de sua vida íntima para todo mundo e dar acintosamente em cima dos colegas homens, mesmo os casados. Ontem, a chefe de Soraia sugeriu que procurasse o setor de saúde mental para uma entrevista, ela considerou a sugestão absurda, discutiu com chefe em voz alta e de modo desrespeitoso. Após esse episódio, a chefe indicou seu afastamento do setor, exigindo uma avaliação do setor de saúde mental para que pudesse voltar ao trabalho. Que hipótese diagnóstica abaixo melhor se encaixa nesse caso?

Episódio de Mania

53 - Alucinação, negativismo e delírio, são respectivamente, alterações de:

Sensopercepção, volição e juízo de realidade.

54 - Os manuais diagnósticos classificam diversos subtipos de esquizofrenia dentre as quais podemos destacar a do tipo paranoide que apresenta como principais características:

Preocupação com um ou mais delírios ou alucinações auditivas freqüentes, classicamente delírios de perseguição ou grandeza.

55 - Sintoma característico da esquizofrenia paranoide:

Ideias delirantes de perseguição e auto-referência.

56 - O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) classifica-se, atualmente, em duas subformas: TOC com predomínio de sintomas obsessivos e TOC com sintomas predominantemente compulsivos. O que diferencia as duas subformas é:

No TOC- obsessivo predominam ideias desagradáveis recorrentes, enquanto no TOC-compulsivo predominam atos repetitivos, às vezes ritualizados.

57 - Quanto ao Exame Psíquico, é falso afirmar que:

A orientação alopsíquica é relativa à capacidade do indivíduo de fornecer dados de sua identificação;

58 - O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV-TR) aponta que no Transtorno de Estresse Pós-Traumático (309.81), o evento traumático é persistentemente revivido de algumas maneiras, por exemplo, por meio de recordações, sendo elas:

Aflitivas, recorrentes e intrusivas do evento, incluindo imagens, pensamentos ou percepções;

59 - Eu tenho, por um momento, perdas de vontade tais que eu sou como um trapo, com crises de terror, não reagindo mais. Tenho a impressão de que já não sou o mesmo, de que podem ler meus pensamentos, que minha pessoa não está em mim. Qual característica corresponde ao distúrbio psicopatológico acima descrito?

Despersonalização no processo esquizofrênico.

60 - A associação entre as fases do sono e os estados crepusculares é bem conhecida em psicopatologia. Nesse sentido, alguns pacientes, quando do despertar do sono, podem ficar "crepusculados" durante alguns instantes. Essa fase do sono relacionada ao estado crepuscular é conhecida como:

Consciência hipnopômpica.

61 - O primeiro encontro clínico deve voltar-se para a compreensão do paciente; para tal, o entrevistador deve:

Ser receptivo, humano, escutando, sem emitir juízo de valor.

62 - Um diagnóstico infantil muito comum atualmente é o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). A incidência desse diagnóstico na população infantil é tão alta que alguns chegam a falar em epidemia de TDAH. O diagnóstico é muito comum entre crianças que apresentam dificuldades no rendimento escolar, mas nem sempre essa patologia é o real motivo dessas dificuldades. Críticos apontam para um uso muitas vezes incorreto desse diagnóstico e um movimento de patologização excessiva das dificuldades escolares. TDAH envolve uma alteração patológica da atenção, acarretando hipotenacidade e hipervigilância. Sobre crianças dom TDAH:

Crianças com TDAH não conseguem manter o foco de sua atenção num mesmo objeto por muito tempo, variando de objeto constantemente.

63 - O termo consciência possui várias definições possíveis. Qual a definição psicológica podemos dar a consciência?

Soma total das experiência conscientes de um indivíduo em um determinado momento. É a dimensão subjetiva da atividade psíquica do sujeito que se volta para a realidade.

64 - Um paciente psicótico relata, ao entrar no consultório, que sentiu definitivamente que vai morrer, porque os óculos da médica sobre a mesa estão com as hastes voltadas para ele. Tal fenômeno nos faz supor tratar-se de:

Percepção delirante.

65 - Qual o padrão de alteração da atenção dos portadores de Transtorno de Déficit de Atenção?

Hipotenacidade e Hipervigilância.

66 - Um rapaz dá entrada na emergência do Hospital Lourenço Jorge, após um grave acidente de trânsito, com fratura exposta nas duas pernas, ferimentos diversos e desacordado. Depois de uma cirurgia de horas, vai para um boxe na UTI, já fora de perigo. Seus pais finalmente conseguem vê-lo, por alguns minutos. Depois vão procurar o médico e, muito ansiosa, a mãe lhe diz: - Doutor, nosso filho acordou falando coisas estranhas, sem sentido, sobre compras no supermercado, está muito agitado, não responde nossas perguntas. Será que já sabe que a namorada faleceu no acidente? Será que está se sentindo culpado? Pode estar enlouquecendo com um trauma dessa gravidade? O médico acalma a senhora, dizendo que o estado de loucura aparente de seu filho provavelmente é passageiro. E que ainda não é hora de conversar sobre a morte da namorada, primeiro é preciso esperar que recupere a lucidez. Qual é o termo apropriado para nomear a alteração apresentada pelo rapaz?

Delirium ou Confusão Mental

67 - Dentre as alterações quantitativas da senso-percepção, uma é muito freqüente nos casos de depressão. Trata-se da alteração conhecida como:

Hipoestesia senso-perceptiva

68 - Às vezes, os ditos populares carregam idéias importantes. Por exemplo, quando dizemos que de perto ninguém é normal é porque estamos considerando uma concepção de normalidade utópica, simplificada, muito exigente, na qual as pessoas de verdade não se encaixam. A essa concepção de normalidade, damos o nome de:

Ideal

69 - Tenho nos ouvidos três homens que falam continuamente entre si e passam de um a outro ouvido. Procuro interferir em suas conversações porque o assunto muito me aborrece. Ouço discussões de minha família, minha mãe briga com meus irmãos, escuto falar pelo telefone sem fio. São vozes longínquas, como se saíssem da parede. Esta passagem é um exemplo de:

Alucinação.

70 - Em alguns casos, o longo tempo de hospitalização pode levar ao desenvolvimento de vários sintomas reativos (desadaptativos), entre eles:

Depressão e desorientação.

71 - Qual critério NÃO é utilizado para definir ou classificar um transtorno mental?

O desvio criminal.

72 - Ao se tratar do tema sensopercepção é importante distinguir entre os vários tipos possíveis da mesma distinguindo entre a imagem perceptiva real, a imagem representativa, a imaginação e a fantasia. Quais as principais características da imagem perceptiva real:

É uma imagem nítida, de contornos precisos; corpórea, com brilho e cores vivas; que provém do espaço externo e não permite ao indivíduo a alteração voluntária de suas características.

73 - Ao se tratar do tema sensopercepção é importante distinguir entre os vários tipos possíveis da mesma distinguindo entre a imagem perceptiva real, a imagem representativa, a imaginação e a fantasia. Quais as principais características da fantasia:

Produção de imagens como um produto minimamente organizado que ajuda o indivíduo a lidar com as frustrações, com o desconhecido e com os seus conflitos.

74 - A imagem representativa, ou mnêmica, é caracterizada por pouca nitidez, instabilidade, introjeção e completude, podendo dividir-se em dois tipos básicos: imagens eidéticas e pareidolias. Quais as principais características das pareidolias:

São as imagens visualizadas voluntariamente a partir de um estímulo impreciso do ambiente.

75 - A forma do pensamento, que é a sua estrutura básica, a sua arquitetura, preenchida pelos mais diversos conteúdos e interesses do indivíduo, pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta um quadro de desagregação do pensamento. Que tipo de quadro de alteração da forma do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

Profunda e radical perda dos enlaces associativos, total perda da coerência do pensamento.

76 - A forma do pensamento, que é a sua estrutura básica, a sua arquitetura, preenchida pelos mais diversos conteúdos e interesses do indivíduo, pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta um quadro de afrouxamento das associações. Que tipo de quadro de alteração da forma do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

As associações, embora ainda apresentem uma concatenação lógica, parecem mais livres, não tão bem articuladas.

77 - A forma do pensamento, que é a sua estrutura básica, a sua arquitetura, preenchida pelos mais diversos conteúdos e interesses do indivíduo, pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta um quadro de fuga de idéias. Que tipo de quadro de alteração da forma do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

Alteração da estrutura do pensamento secundária a uma acentuada aceleração do pensamento, na qual uma idéia se segue à outra de forma extremamente rápida, perturbando as associações lógicas entre juízos e conceitos.

78 - A forma do pensamento, que é a sua estrutura básica, a sua arquitetura, preenchida pelos mais diversos conteúdos e interesses do indivíduo, pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta um quadro de descarrilhamento do pensamento. Que tipo de quadro de alteração da forma do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

O pensamento passa a extraviar-se de seu curso normal tomando atalhos colaterais, desvios, pensamentos acessórios e retornando eventualmente ao seu curso normal.

79 - A forma do pensamento, que é a sua estrutura básica, a sua arquitetura, preenchida pelos mais diversos conteúdos e interesses do indivíduo, pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta um quadro de dissociação do pensamento. Que tipo de quadro de alteração da forma do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

O pensamento passa a não seguir uma sequência lógica e bem organizada, os juízos não se articulam de forma coerente uns com os outros.

80 - Bruno é um paciente que necessita de constante vigilância, não pode ter contato com produtos de limpeza. Já pingou água sanitária nos olhos,para clareá-los e tomou desinfetante para limpar as vísceras. Seu mal-estar é tremendo, diz sentir que seus órgãos estão apodrecendo e os olhos embaçados de sujeira. Qual é a alteração perceptiva de Bruno?

Alucinação Cenestésica

81 - A comunicação entre um profissional que realiza um exame psíquico e o indivíduo examinado se dá através de signos (subjetivos e objetivos), signos que comunicam ao examinador a presença das psicopatologias. De fato, toda comunicação entre seres humanos se dá através de sistemas de signos (línguas, gestos, vestimentas, etc.). A ciência geral que se ocupa do estudo dos sistemas de signos é conhecida como:

Semiologia

82 - Indivíduos em surto de esquizofrenia costumam apresentar uma alteração da senso-percepção conhecidas como:

Alucinação.

83 - Característica que é específica do transtorno de personalidade dependente.

Dificuldade de tomar decisões no dia-a-dia sem uma quantidade excessiva de conselhos e reasseguramentos por parte de terceiros.

84 - Característica que é específica do transtorno de personalidade narcisista.

Sentimento grandioso acerca da própria importância.

85 - Característica que é específica do transtorno de personalidade passivo-agressiva.

Resistência passiva à realização de tarefas sociais e ocupacionais rotineiras.

86 - Característica que é específica do transtorno de personalidade borderline.

Padrão de relacionamento interpessoal instável e intenso, caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização.

87 - Característica que é específica do transtorno de personalidade sadomasoquista.

Desejo de produzir dor nos outros e em si próprio como forma de obter prazer sexual.

88 - Kelly é uma adolescente de 17 anos que foi levada ao seu consultório pelos pais por se recusar veementemente a comer na frente de terceiros, mesmo que sejam seus próprios pais. Os pais relatam que em todas as outras áreas a filha não encontra nenhuma dificuldade mas quando se trata da alimentação, embora tenha uma alimentação saudável e adequada, comendo praticamente de tudo, só o faz quando está sozinha, em geral em seu quarto. Os pais relatam ainda que na ultima viagem de férias pediram todas as refeições para a filha no quarto pois a mesma começava a ficar muito ansiosa quando eles tentavam leva-la ao refeitório. Que a hipótese diagnóstica que melhor se aplica ao caso de Kelly?

Fobia Social.

89 - Ana, uma mulher de 43 anos de idade, era casada com um administrador de empresa desempregado e tinha três filhos, sendo duas mulheres e um homem. Era a filha mais velha de cinco irmãos. Recentemente Ana experimentara uma ligeira tontura. Com o passar do tempo sua tontura piorou e ela começou a sentir o aumento de sua freqüência cardíaca, juntamente com tremores e transpiração excessiva. Sua respiração estava cada vez mais ofegante, sentia a boca seca e dores e pressão no peito. Com o agravamento dessas manifestações, ela deixara de sair de casa. Não ia a bancos e supermercados, não fazia compras e não ia à casa das filhas visitar os netos. Quando um deles se machucou, ela correu, tirou o carro da garagem, mas quando se viu na rua, teve a sensação de que ia morrer. Voltou com o carro para a garagem e solicitou ao esposo que a levasse até o neto. Ainda assim, experimentou um intenso pavor durante o trajeto, pavor esse que se repetia a cada dia quando saía de casa para o trabalho na companhia do marido. Ana deixou de dirigir. Qual transtorno podemos caracterizar no relato de Ana?

Transtorno do pânico.

90 - O que se entende por estado crepuscular ?

Um estreitamento transitório da consciência, com a conservação de uma atividade mais ou menos coordenada;

91 - O curso do pensamento, que é o modo como o pensamento flui, a sua velocidade e ritmo ao longo do tempo pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta um bloqueio ou interceptação do pensamento. Que tipo de quadro de alteração do curso do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

Que o paciente em meio a conversa ou ao relatar algo interrompa bruscamente seu pensamento sem qualquer motivo aparente.

92 - O curso do pensamento, que é o modo como o pensamento flui, a sua velocidade e ritmo ao longo do tempo pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta um quadro de roubo do pensamento. Que tipo de quadro de alteração do curso do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

Que o paciente relate que o seu pensamento foi retirado de sua cabeça por uma força estranha ou por um estranho.

93 - O curso do pensamento, que é o modo como o pensamento flui, a sua velocidade e ritmo ao longo do tempo pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta uma aceleração do pensamento. Que tipo de quadro de alteração do curso do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

O pensamento fluindo de forma muito acelerada, com uma ideia sucedendo a outra rapidamente.

94 - O curso do pensamento, que é o modo como o pensamento flui, a sua velocidade e ritmo ao longo do tempo pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta uma lentificação do pensamento. Que tipo de quadro de alteração do curso do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

Uma progressão lenta do pensamento de forma bastante difícil e com uma latência entre as perguntas e as respostas.

95 - O termo consciência possui várias definições possíveis. Carlos tem certeza que as três pessoas estão falando sobre ele. Possivelmente este é um exemplo de:

Delírio.

96 - A restrição imposta pela nossa legislação para a condução de veículos sob efeito do álcool pode ser justificada em termos psicopatológicos. O estado de embriagues afeta a atenção do motorista, produzindo uma alteração conhecida como:

Hipoprosexia.

97 - A consciência pode se alterar por processos fisiológicos, como por exemplo o sono e por processos patológicos como por exemplo em quadros neurológicos e psicopatológicos nos quais há um rebaixamento da consciência. Existem diversos graus de rebaixamento da consciência. Quais são as principais características do rebaixamento da consciência conhecido como obnubilação?

É o rebaixamento da consciência em grau leve a moderado. A inspeção inicial o paciente pode já estar claramente sonolento ou pode parecer desperto, o que dificulta o diagnóstico. De qualquer forma sempre há uma diminuição do grau de clareza sensorial, com lentidão da compreensão e dificuldade de concentração.

98 - A consciência pode se alterar por processos fisiológicos, como por exemplo o sono e por processos patológicos como por exemplo em quadros neurológicos e psicopatológicos nos quais há um rebaixamento da consciência. Existem diversos graus de rebaixamento da consciência. Quais são as principais características do rebaixamento da consciência conhecido como coma?

Grau mais profundo de rebaixamento da consciência no qual não é possível qualquer atividade consciente voluntária.

99 - A consciência pode se alterar por processos fisiológicos, como por exemplo o sono e por processos patológicos como por exemplo em quadros neurológicos e psicopatológicos nos quais há um rebaixamento da consciência. Existem diversos graus de rebaixamento da consciência. Quais as principais características do rebaixamento da consciência conhecido como sopor?

Estado de marcante turvação da consciência no qual o paciente pode ser apenas despertado por estímulos enérgicos, sobretudo de natureza dolorosa. Embora o indivíduo ainda possa apresentar reações de defesa ele é incapaz de qualquer ação espontânea.

100 - O termo consciência possui várias definições possíveis, qual a definição ético filosófica para o mesmo?

Capacidade de tomar ciência dos deveres éticos e assumir as responsabilidades, os direitos e deveres concernentes a essa ética.