A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes

Pré-visualização | Página 7 de 7

estas aumentam seu conhecimento, sua compreensão da realidade.
Se duas pessoas têm a mesma opinião, uma delas é desnecessária. Não me traz vantagem alguma a comunicação com outra pessoa que só vê como eu. Eu não quero falar, dialogar com alguém que concorda comigo. Quero me comunicar com você porque você vê de forma diferente.
Você pode querer criar um clima mais positivo, de respeito maior, mais aberto e cheio de confiança. Seus motivos lógicos para fazer isso são as forças dinâmicas que agem para elevar o nível. Mas não basta aumentar as forças dinâmicas. Seus esforços são contrabalançados pelas forças restritivas. Aumentar as forças dinâmicas pode trazer resultados - por algum tempo. Mas, enquanto as forças restritivas estiverem em ação, isso vai ficando mais e mais difícil. É como empurrar uma mola.
Para superar essa situação crie uma atmosfera na qual é seguro falar sobre estas forças. Você as descongela, as desamarra, gerando novas descobertas que na verdade transformam as forças restritivas em forças dinâmicas. Você inclui as pessoas no problema, faz com que se dediquem a ele, de modo que sintam que o problema é delas também, e que elas podem ser parte importante da solução.
A sinergia funciona. Trata-se de um princípio correto. É a coroação de todos os hábitos anteriores. É a eficácia em uma realidade interdependente. Você pode exercer a coragem em situações interdependentes, para ser aberto, expressar seus sentimentos, idéias e experiências, de um modo que encoraje outras pessoas a fazer o mesmo. Quando alguém discorda de você, responda:
- Ótimo, você vê de forma diferente. - Você não precisa concordar, pode simplesmente reconhecer. E procurar compreender.
Hábito 7: afine o instrumento “Trata-se de um paradigma total de interação humana. Deriva de um caráter íntegro, da maturidade e da Mentalidade da Abundância.”
"Afinar o instrumento" significa basicamente expressar as quatro motivações (física - exercício, nutrição, cuidados com o estresse; mental - leitura, visualização, planejamento, escrita; social/emocional - ajuda, empatia, sinergia, segurança interna; espiritual - clareza de valores e envolvimento, estudo e meditação). Quer dizer exercer as quatro dimensões da nossa natureza, com regularidades e consistência, de formas equilibradas e sensatas.
Somos todos instrumentos para nosso próprio desempenho, e para atingir a eficácia precisamos reconhecer a importância de dedicar algum tempo, com regularidade, para afiar a serra, ou afinar o instrumento, das quatro maneiras. Conforme você melhorar a capacidade de seu corpo para coisas mais ousadas, descobrirá que suas atividades normais são mais confortáveis e agradáveis.
As guerras são vencidas na barraca do general. Afinar o instrumento nas três dimensões iniciais - a física, a espiritual e a mental - é uma prática chamada de "Vitória Interna Diária". As coisas que você faz para afinar o instrumento em uma dimensão causam um impacto positivo nas outras dimensões, porque elas estão estreitamente interligadas.
Nas palavras de Phillips Brooks: Algum dia, nos anos que virão, você estará lutando com a grande tentação ou tremendo em função da grande dor de sua vida. Mas a luta real é aqui e agora... Agora se decide se, no dia de sua dor ou tentação suprema, você falhará vergonhosamente, ou triunfará com glória. O caráter só pode ser forjado por meio de um processo longo, contínuo.
Quanto mais pudermos ver as pessoas em termos de seu potencial oculto, mais poderemos usar a imaginação, em vez de nossa memória, com a esposa, os filhos, colegas de trabalho ou empregados. Podemos nos recusar a rotulá-los - podemos "vê-los" de novas formas, a cada vez em que estivermos juntos. Podemos ajudá-los para que se tornem independentes, seguros, capazes de conduzir relações profundas, ricas, satisfatórias e produtivas com os outros.
Goethe nos ensinou: "Trate um homem como ele é, e continuará sendo como é. Trate-o como ele pode e deve ser, e ele se tornará o que pode e deve ser".
Conforme você renova sua dimensão física, reforça sua visão pessoal (Hábito 1), o paradigma da autoconsciência, da vontade soberana, da proatividade, de saber que é livre para agir, em vez de sofrer a ação, para escolher sua reação a qualquer estímulo. Este é provavelmente o maior benefício dos exercícios físicos. Cada Vitória Interna Diária significa um depósito em sua conta pessoal de segurança.
Conforme você renova sua dimensão espiritual, reforça a liderança pessoal (Hábito 2). Aumenta a capacidade de viver a partir da imaginação e da consciência, em vez de exclusivamente da memória, compreendendo seus paradigmas e valores mais profundos, criando dentro de si um centro de princípios corretos, definindo sua missão única no mundo, adaptando sua pessoa a uma vida em harmonia com os princípios corretos, contando com suas fontes de força pessoal. A rica vida pessoal que você cria com a renovação espiritual se reflete em imensos depósitos na sua conta pessoal de segurança.
Conforme você renova sua dimensão mental, reforça sua capacidade de administração pessoal (Hábito 3). Conforme planeja, força sua mente a admitir a maior potência das atividades, metas prioritárias e atividades do Quadrante II, maximizando o uso de seu tempo e energia. Você organiza e realiza suas atividades a partir das prioridades. Conforme se envolve com o aprendizado contínuo, aumenta sua base de conhecimentos e suas opções. A segurança econômica não se encontra no emprego, e sim em seu próprio poder de produzir - pensar, criar, aprender, adaptar. Esta é a verdadeira independência financeira, e não a posse de riquezas. É ter poder para produzir riquezas. É algo interno.
Quem quer manter o jardim bonito não guarda um canto para as ervas daninhas. Nas palavras de Dag Hammarskjold: Você não pode brincar com o animal dentro de si sem se tornar um animal completo, flertar com a falsidade sem destruir seu direito à verdade, envolver-se com a crueldade sem perder a sensibilidade da mente.
1
2