A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
EDS TOPOGRAFIA

Pré-visualização | Página 1 de 2

Conteúdo 2 
A curva de nível é definida geometricamente como a intersecção de um plano horizontal com a superfície do relevo.  Considerando essa definição geométrica, podemos afirmar.
1. A curva de nível é um objeto irreal, portanto impreciso.
2. A curva de nível é um objeto virtual, sem existência material.
3. A curva de nível é uma entidade geométrica real.
4. A curva de nível é uma informação aproximativa, por não ter realidade física.
5. A curva de nível não existe realmente, pois é um desenho.
 
É correto o que se afirma em:
C - II e III
A curva de nível é definida geometricamente como a intersecção de um plano horizontal com a superfície do relevo. Considerando essa definição geométrica, podemos afirmar.
1. A curva de nível reúne um conjunto de pontos do relevo com a mesma altitude.
2. Por ter traçado irregular, a curva de nível reúne pontos de diferentes altitudes do relevo.
3. A curva de nível indica sempre as inclinações mais suaves do relevo.
4.  A inclinação da curva de nível varia com cada região do relevo.
5. Para representar o relevo, a curva de nível acompanha suas diferentes declividades.
 
É correto o que se afirma em:
A – I
Em uma carta planialtimétrica a distância horizontal entre dois pontos do relevo pode ser medida diretamente sobre a carta, utilizando-se o escalímetro, na escala em que a carta estiver desenhada. Considere as afirmativas abaixo, para responder essa pergunta.
1. A medida da distância entre dois pontos, feita sobre a carta planialtimétrica corresponde sempre à medida feita sobre a superfície do terreno real.
2. A medida da distância entre dois pontos, feita sobre a carta planialtimétrica nunca corresponde à medida feita sobre a superfície do terreno real.
3.  A medida da distância entre dois pontos, feita sobre a carta planialtimétrica é a medida da distância horizontal entre esses dois pontos.
4.  A medida da distância entre dois pontos, feita sobre a carta planialtimétrica é sempre imprecisa por se tratar de uma projeção plana.
5.  A medida da distância entre dois pontos, feita sobre a carta planialtimétrica nunca é real porque ela é necessariamente imprecisa.
 
É correto o que se afirma em:
B – III
Em uma carta planialtimétrica é possível verificar a cota vertical de qualquer ponto do relevo que está ali representado. Considere as afirmativas abaixo, para responder como isso pode ser feito.
.
1. A carta planialtimétrica só permite verificar a distância horizontal entre dois pontos quaisquer, já que ela é uma representação plana.
2. A carta planialtimétrica permite verificar a cota vertical apenas dos pontos situados sobre as curvas de nível.
3.  A carta planialtimétrica permite verificar a cota vertical só dos pontos fora das curvas de nível, pois estas são horizontais.
4.  A carta planialtimétrica permite verificar a cota vertical de qualquer ponto situado sobre o relevo, pois as curvas de nível indicam pontos de mesma cota vertical.
5. A carta planialtimétrica permite verificar a cota vertical de qualquer ponto fora da curva de nível, por um processo de interpolação.
 
É correto o que se afirma em:
 
E-IV e V
Conteúdo 3
De acordo com a medição de campo, ficou constatado que entre os pontos A e B tem uma distância de 25,00m e as seguintes cotas: CA=17,420m e CB=15,845m.
Pede-se para calcular a declividade e a inclinação desse eixo.
B-i=-6,3% e I=3°36’18"
Em uma carta planialtimétrica, na escala 1:2000, verificou-se um trecho em que as curvas de nível se afastam em média 0.009m, estando as curvas eqüidistantes de 2m.
Pergunta-se qual a declividade média nesse trecho?
C i=11,11%, sendo o limite máximo para o conforto do pedestre.
Em um terreno de dimensões: frente=12,00m e fundos=30,00m; constatou-se que a sua declividade média era de 18,5%, no sentido longitudinal; assim pode-se dizer que o desnível médio é de:
E=5,55 m.
A carta planialtimétrica é definida geometricamente como a projeção plana da intersecção de um feixe de planos paralelos, horizontais, eqüidistantes, com o relevo.  Considere as afirmativas abaixo, para responder essa pergunta.
1. Por ser uma projeção plana a carta planialtimétrica é mais adequada pra representar trechos mais planos do relevo.
2. A carta planialtimétrica é um conjunto de curvas de nível, cada uma reunindo pontos de uma mesma altitude do relevo.
3. A carta planialtimétrica é uma representação de uma superfície tridimensinal em uma superfície plana.
4. É impossível representar um objeto tridimensional em uma superfície plana.
5. Somente através de um modelo tridimensional é possível representar adequadamente o relevo.
 
B II e III
Para se verificar a medida da superfície de um passeio de pedestres, que tenha 2.50 m de largura, representado em uma carta planialtimétrica é necessário elaborar um perfil desse passeio, para se verificar sua extensão longitudinal. Explique se esse procedimento é necessário e para tanto considere as afirmações abaixo.
1. O procedimento é desnecessário, pois a extensão do passeio pode ser medida diretamente na carta planialtimétrica.
2. O procedimento é necessário, pois a extensão do passeio não pode ser medida diretamente na carta planialtimétrica.
3. O procedimento é desnecessário, pois a extensão do passeio só pode ser verificada mediante cálculos algébricos.
4. O procedimento é desnecessário, pois a extensão do passeio só pode ser medida diretamente na superfície do relevo.
5. O procedimento é necessário, e o perfil deve ser elaborado ao longo do eixo longitudinal do passeio.
É correto o que se afirma em:
D-II e V
O comprador de um sítio, situado em terreno de declividade acentuada, verificou in loco, ou seja, ao longo das cercas do sítio, a extensão dos limites do terreno recém-adquirido. Todas as medidas verificadas foram maiores do que as lançadas na carta planialtimétrica que a empresa loteadora ofereceu ao comprador. Considere as afirmativas abaixo, para explicar se o procedimento técnico adotado pelo comprador está correto.
1. O procedimento do comprador está correto, pois verificou as medidas reais do terreno.
2. O procedimento do comprador está incorreto, pois verificou as medidas sobre a superfície do relevo.
3. O procedimento do comprador está incorreto, pois as medidas da carta são medidas planas.
4. O procedimento do comprador está incorreto, pois utilizou instrumental impreciso.
5. O procedimento do comprador está correto, pois é necessário verificar as medidas daquilo que se compra.
E II e III
Conteúdo 4
Dadas as seguintes afirmações:
 
I – A planimetria e altimetria são divisões da topografia e estudam medidas horizontais e verticais, respectivamente.
II – A diferença entre a geodesia e a topografia está basicamente na consideração, pela geodesia, da forma arredondada da terra.
III – Para medir distâncias horizontais com teodolitos pode-se utilizar o princípio da taqueometria, desde que o aparelho possua está opção.
Quais afirmações são verdadeiras?
Numa planta topográfica, na escala 1:2000, é preciso marcar um eixo com declividade igual a 8%, saindo de um ponto na cota 775 até chegar na cota 779. Para tanto será necessário percorrer uma distância gráfica de:
D-0,025m;
Ao projetar uma rampa de acesso de caminhões, os manuais indicam que a rampa máxima é 8%. Sabe-se que a cota da rua é 775 m e o estacionamento de carga e descarga está na cota 779 m. Pergunta-se: ao utilizar a escala 1:2000 no projeto e a rampa máxima para os caminhões, será necessário percorrer uma distância gráfica de
D-0,025m
Há duas maneiras mais comuns para elaborar a CARTA HIPSOMÉTRICA. A primeira é monocromática, usando diferentes tons de amarelo, e a segunda é multicolorida, usando a seqüência de cores do arco-íris. Na primeira alternativa associam-se os tons de amarelo mais intensos às altitudes mais baixas e os tons sucessivamente mais leves às altitudes mais elevadas; na segunda alternativa associam-se as cores frias (azuis e verdes) às altitudes mais baixas e as cores quentes (amarelo, laranja, vermelho e marrom) às altitudes mais elevadas. Considere as afirmativas abaixo para explicar