A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
AOL 3 Imunologia Clínica 20211 A

Pré-visualização | Página 1 de 2

34379 . 7 - Imunologia Clinica - 20211.A 
Avaliação On-Line 3 (AOL 3) - 
Questionário 
Nota final: Enviado: 10/03/21 
10/10 
1. Pergunta 1 
/1 
Leia o trecho a seguir: 
“A encefalite causada por Toxoplasma gondii é a causa mais comum de dano ao 
sistema nervoso central em pacientes com síndrome da imunodeficiência adquirida 
(AIDS). O toxoplasma pode infectar qualquer uma das células cerebrais, levando a 
manifestações clínicas inespecíficas da neurotoxoplasmose, incluindo sinais e sintomas 
focais ou não focais de mau funcionamento do sistema nervoso central.” 
Fonte: NOGUI, F.L.N., et al.Neurotoxoplasmosis diagnosis for HIV-1 patients by real-
time PCR of cerebrospinal fluid. Brazilian Journal of Infectious Diseases. Traduzido 
pelo autor. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S1413-86702009000100006.>. 
Acesso em: 28 jun. 2020. 
Considerando essas informações e os estudos sobre o diagnóstico sorológico de 
parasitoses, analise as afirmativas a seguir e assinale V para a(s) verdadeira(s) e F para 
a(s) falsa(s): 
I. ( ) A imunodeficiência implica em respostas imunológicas incapazes de proteger o 
organismo de infecções oportunistas por patógenos diversos. 
II. ( ) OToxoplasma Gondii possui capacidade infecciosa em afetar indivíduos 
imunologicamente sadios com presença ou ausência de gestação. 
III. ( ) A detecção do T.Gondii ocorre principalmente através de testes parasitológicos 
diretos como o esfregaço. 
IV. ( ) A ingestão de alimentos ou água contaminados pelo protozoário T.Gondii é uma 
causa de transmissão comum. 
V. ( ) A detecção de anticorpos pode ser realizada através do método de 
imunofluorescência indireta (IFI). 
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
V, F, V, V, F. 
2. 
V, F, F, V, V. 
Resposta correta 
3. 
F, V, V, F, F. 
4. 
V, F, V, F, V. 
5. 
F, V, F, V, V. 
2. Pergunta 2 
/1 
Leia o trecho a seguir: 
“As vias de transmissão do VHD e os fatores de risco mostram-se similares aos da 
infecção pelo VHB. O diagnóstico se faz pela identificação imunohistológica do HDAg 
no fígado e pelo encontro das frações IgM e IgG anti-HD no soro por radioimunoensaio 
ou ELISA. O curso clínico da infecção pelo VHD mostra-se variável. Os pacientes podem 
apresentar formas fulminantes de hepatite. As formas crônicas associam-se a achados 
histopatológicos graves no fígado, com curso rápido e progressivo, evoluindo para 
cirrose, insuficiência hepática e morte.” 
Fonte: FONSECA, J.C.F Hepatite D. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. v. 35, n. 2. Uberaba 
Mar./Abr. 2002. Disponível em: < ttps://doi.org/10.1590/S0037-
86822002000200009>. Acesso em: 27 jun. 2020 
Considerando o texto apresentado e o conteúdo abordado sobre o diagnóstico 
sorológico de infecções virais, é correto afirmar que a condição de superinfecção em 
paciente suspeito de portador do vírus HDV pode ser interpretada a partir dos 
resultados: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
HBsAg e anti HDV total não reagente; Anti HBc IgM e anti HBs reagentes. 
2. 
HBsAg e anti HDV total não reagente; Anti HBc IgM e anti HBs reagentes. 
3. 
HBsAg, anti HBc total e anti HDV total não reagentes; Anti HBc IgM e anti 
HBs reagentes. 
4. 
anti HDV total não reagente; anti HBc IgM e HBe Ag reagentes. 
5. 
HBsAg, anti HBc total e anti HDV total reagentes; anti HBc IgM e anti HBs 
não reagentes. 
Resposta correta 
3. Pergunta 3 
/1 
Leia o trecho a seguir: 
“O VDRL é um teste qualitativo para a triagem de sífilis, e atualmente todos os testes 
não treponêmicos são testes de floculação e os testes VDRL e RPR são modificações da 
reação original de Wasserman. Infelizmente neste teste, o anticorpo detecta antígenos, 
que são inespecíficos, produzindo muitas reações falso-positivas.” 
Fonte: NAYAK, S., ACHARJYA, B. Indian J Dermatol. 2012 Jan./Fev.; n. 57. v. 1. pp. 3–8. 
VDRL Test and its Interpretation. Traduzido pelo autor. Disponível em: 
<doi:10.4103/0019-5154.92666>. Acesso em: 27 jun. 2020. 
A partir dessas informações e do conteúdo estudado sobre o diagnóstico sorológico de 
infecções bacterianas, pode-se afirmar que, em caso de paciente suspeito com 1º teste 
treponêmico reagente, teste complementar não treponêmico não reagente, a conduta 
adequada seria: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
aplicação de 3º teste complementar rapida plasma reagin (RPR). 
2. 
aplicação de 3º teste complementar treponêmico diferente do 1º. 
Resposta correta 
3. 
aplicação de 3º teste complementar não treponêmico. 
4. 
aplicação de 3º teste Toluidine Red Unheated Serum Test (TRUST). 
5. 
aplicação de 3º teste complementar VDRL 
4. Pergunta 4 
/1 
Leia o trecho a seguir: 
“O teste do Laboratório de Pesquisa de Doenças Venéreas (VDRL) é há muito 
considerado o melhor teste sorológico para o diagnóstico de neurossífilis. O objetivo 
deste estudo foi descobrir se a Rapid Plasma Reagin (RPR) poderia ser uma alternativa 
ao VDRL. Foram testadas amostras de líquido cefalorraquidiano (LCR) e soros de 
pacientes nos seguintes estágios de sífilis: 8 apresentavam neurossífilis sintomática e 
16 assintomática, 4 estavam no estágio primário, 6 tinham sífilis secundária e 92 
estavam no estágio latente.” 
Fonte: CASTRO, R. Nontreponemal tests in the diagnosis of neurosyphilis: an 
evaluation of the Venereal Disease Research Laboratory (VDRL) and the Rapid Plasma 
Reagin (RPR) tests. Traduzido pelo autor. Disponível em: 
<https://doi.org/10.1002/jcla.20254>. Acesso em: 27 jun. 2020. 
A partir dessas informações e do conteúdo estudado sobre a diagnóstico sorológico de 
infecções bacterianas, é correto afirmar que o teste VDRL é classificado como 
Ocultar opções de resposta 
1. 
treponêmico e identifica anticorpos IgG contra antígenos do T.Palidum. 
2. 
não treponêmico e identifica anticorpos contra cardiolipina. 
Resposta correta 
3. 
treponêmico e identifica identificar anticorpos IgG contra a cardiolipina 
4. 
não treponêmico e identifica identificar anticorpos IgG contra a 
T.Palidum. 
5. 
treponêmico e identifica anticorpos IgM contra antígenos do T.Palidum. 
5. Pergunta 5 
/1 
Leia o trecho a seguir: 
“O Streptococcus pneumoniae é um agente frequente de infeções na população em 
idade pediátrica, causando otite média aguda, pneumonia e doença invasiva 
pneumocócica (DIP). Este agente é responsável por uma importante morbilidade e 
mortalidade nesta faixa etária em todo o mundo.” 
Fonte: ALMEIDA, M. T, et al. Vacinação Contra Infeções por Streptococcus pneumoniae 
em Crianças e Adolescentes de Alto Risco para Doença Invasiva Pneumocócica. Acta 
Med Port 2015 Sep-Oct;28(5):583-589. Disponível em: 
<https://core.ac.uk/reader/162558306>. Acesso em 27 jun.2020>. Acesso em: 27 jun. 
2020. 
Considerando o texto apresentado e o conteúdo abordado sobre diagnóstico 
sorológico de infecções bacterianas, analise as asserções a seguir e a relação proposta 
entre elas: 
I. Com a introdução da vacina pneumocócica, observou-se uma redução da doença 
invasiva pneumocócica causada por sorotipos vacinais nas crianças vacinadas e em 
indivíduos não vacinados. 
Porque: 
II. Indivíduos colonizados ou portadores, apesar de não apresentarem o quadro 
infeccioso, possuem transmissibilidade do patógeno a outros indivíduos que podem 
apresentar a infecção. 
Agora, assinale a alternativa correta: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II não é uma 
justificativa correta da I. 
2. 
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é proposição falsa. 
3. 
A asserção I é uma proposição falsa, e a II é proposição verdadeira. 
4. 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa 
correta da I. 
Resposta correta 
5. 
As asserções I e II são proposições falsas. 
6. Pergunta 6 
/1 
“Os mecanismos propostos incluem lesão direta das células do parênquima causada 
por vírus ou lesão indireta causada pela liberação de citocinas. [...] Nos pacientes 
infectados pelo HIV, a doença