A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
62 pág.
Aula 2 - neurofisiologia I_Estácio

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material Aula 2 - neurofisiologia I_Estácio - página 1
Pre-visualização do material Aula 2 - neurofisiologia I_Estácio - página 2
Pre-visualização do material Aula 2 - neurofisiologia I_Estácio - página 3

Aula 2 - neurofisiologia I_Estácio

Neurofisiologia I
O sistema nervoso: princípios gerais 
Professora: Ana Carolina
Sistema nervoso
• Único em relação à vasta complexidade dos processos cognitivos
e as ações de controle que pode executar.
• Recebe a cada minuto milhões de informações provenientes de
diferentes órgãos.
Classificação Anatômica do Sistema Nervoso
• SN
Central
Periférico
-Encéfalo
-Medula espinhal
- Cérebro
- Cerebelo
- Tronco encefálico
- Nervos
- Gânglios
- Receptores
Cranianos
Espinais
Mesencéfalo
Ponte
Bulbo
Telencéfalo: Lobos – sulcos e giros
Diencéfalo: Tálamo,Hipotálamo,Epitálamo e Subtálamo
Classificação Funcional do Sistema Nervoso Central
Somático
Visceral
- Aferente → traz informações 
relacionadas ao corpo
- Eferente → dá ordens de 
contração/Movimentos
- Aferente → sensibilidade visceral
- Eferente → controle das vísceras
Sistema Nervoso 
Autônomo
- Simpático
- Parassimpático
Sistema Nervoso
• Dois tipos principais de células formam a estrutura complexa do 
tecido nervoso:
1. Unidade morfofuncional – neurônio
– Função: receber, processar e enviar informações
2. Células Gliais = entre os neurônios
– Funções: sustentação/nutrição, revestimento e isolamento
Excitabilidade e condução!!
Neurônios, músculos, glandulas
Sistema Nervoso
1. Unidade morfofuncional – neurônio
– Função: receber, processar e enviar informações
• Partes de um neurônio: 
– Corpo celular: Núcleo e organelas
– Dendrito: Receptores pós-sinápticos
– Axônio: Sinapses
Extensões do corpo - Transmissão
Corpúsculo de Nissl 
Classificação dos neurônios
• Baseada na sua função ou estrutura
A classificação funcional é 
baseada na direção de transporte 
de impulsos 
Sensoriais ou Aferentes: conduzem os impulsos nervosos dos receptores sensoriais até o SNC
Motores ou eferentes: conduzem impulsos do SNC para os órgão efetores
De Associação ou interneurônios: responsáveis por funções integradoras do SNC (Neurônio com neurônio)
Classificação dos neurônios
• Baseada na sua função ou estrutura
O número de processos que se estendem 
do corpo celular dos neurônios é parâmetro 
utilizado para classificar os neurônios do 
ponto de vista estrutural 
• Tipos
– Unipolar - raros
– Bipolar – 2 prolongamentos deixam o corpo celular (1 dendrito e 1 axônio) – retina dos olhos
– Pseudounipolar (ou unipolar) – 1 prolongamento : aferentes
– Multipolar – vários dendritos e 1 axônio – mais comum (ex motores)
Baseada nos neurotransmissores
1. Neurônios colinérgicos contém acetilcolina; 
2. Neurônios serotoninérgicos contém serotonina; 
3. Neurônios noradrenérgicos contém noradrenalina;
4. Neurônios adrenérgicos contém adrenalina; excitatório;
5. Neurônios dopaminérgicos contém dopamina;
6. Neurônios glutamatérgicos contém glutamato;
7. Neurônios gabaérgicos contém GABA. 
Classificação dos neurônios
1- Neurônios Colinérgicos
Neurônios colinérgicos contém acetilcolina (ACh) 
A acetilcolina (ACh) tem um papel importante tanto no SNC - envolvida na memória 
e na aprendizagem, como no SNP - do qual fazem parte o sistema nervoso 
somático e pelo sistema nervoso autônomo.
Efeitos da Acetilcolina (ACh)
• No sistema cardiovascular, a ACh é responsável por:
– Vasodilatação;
– Redução da frequência cardíaca;
– Diminuição da força de contração cardíaca;
– Queda da condução nervosa no nodo sinoatrial e nodo atrioventricular.
• Na “mente”, a ACh desempenha um importante papel nas funções cognitivas, como, por 
exemplo, a aprendizagem.
• No aparelho respiratório, a ACh é responsável por:
– responsável por ativar as glândulas serosas, levando a exacerbação das secreções e consequente rinorréia.
– Os inibidores dos receptores de ACh, como, por exemplo, a atropina, causam relaxamento na musculatura e outros 
efeitos, devendo ser utilizado com cautela.
• A ACh também é responsável por causar os seguintes efeitos no organismo:
– Broncoconstrição,
– Dilatação de esfíncteres no trato gastrointestinal,
– Sudorese,
– Aumento da salivação e
– Miose 
2- Neurônios Serotoninérgicos
Neurônios serotoninérgicos contém serotonina neurotransmissor, 
vasoconstritor e regulador da atividade dos músculos lisos .
3 / 4 - Neurônios Noradrenérgicos e Adrenérgicos
Monoaminas (tb. Conhecidas como catecolaminas) 
que mais influenciam o humor, ansiedade, sono e 
alimentação junto com a Serotonina e Dopamina.
5- Neurônios Dopaminérgicos
Neurônios dopaminérgicos Contém dopamina Presente nas suprarrenais, 
indispensável para a atividade normal do cérebro [ausência =Parkinson.].
A dopamina tem muitas funções no cérebro, incluindo papéis importantes no 
comportamento e cognição, movimento voluntário, motivação e recompensa,
• Existem sinapses glutamatérgicas por todo o SNC;
• Os receptores de glutamato são divididos nos subgrupos ionotrópicos e metabotrópicos.
• O aumento da liberação ou a diminuição da recaptação do glutamato em estados patológicos 
podem resultar em um ciclo de retroalimentação positiva envolvendo níveis intracelulares 
aumentados de Ca2+, lesão celular e maior liberação de glutamato;
• A ligação do glutamato a seus receptores desencadeia eventos moleculares e celulares 
associados a numerosas vias fisiológicas e fisiopatológicas, incluindo:
– O desenvolvimento de uma sensação aumentada de dor (hiperalgesia);
– Neurotoxicidade cerebral e
– Alterações sinápticas envolvidas em certos tipos de formação da memória.
6- Neurônios Glutamatérgicos - contém glutamato
GABA - Ácido gama-aminobutírico 
Atua em sinapses inibitórias 
no cérebro deprimindo a 
atividade do SNC.
17
Substâncias: Benzodiazepinas (Valium, Midzolam), indutores do
sono (Zolpidem) e o álcool.
7- Neurônios Gabaérgicos
18
Tipos de células não neuronais (Gliais)
✓ Células menores que os neurônios mas são de 10 a 50 vezes mais numerosas.
✓ São chamadas de células de sustentação, representadas por seis tipos:
SN preriférico
SNC
Astrócitos
Preenchem os espaços entre os 
neurônios;
Regulação do conteúdo químico do 
espaço extracelular (K+);
Removem neurotransmissores da 
fenda sináptica 
(Glutamato e GABA)
Oligodendrócitos(SNC) e células de Schwann (SNP) 
Os oligodendrócitos responsáveis pela formação, e manutenção das bainhas de 
mielina dos axônios, no SNC, contribui para formação de mielina em vários neurônios. 
Função em que no SNP é executada pelas células de Schwann (que mieliniza 
apenas um axônio)
Oligodendrócitos e Células de Schwann
Acelerar a propagação do impulso nervoso!
Nodo de Ranvier
Células Ependimais
• Células epiteliais que revestem os ventrículos
do cérebro e o canal central da medula
espinal;
• Desempenham um papel no direcionamento
da migração celular durante o
desenvolvimento do encéfalo;
• Facilita a movimentação do líquido
cefalorraquidiano.
Microglia
- Age como “macrófagos” na remoção de
fragmentos celulares gerados pela morte
ou degeneração de neurônios e glia.
- Representa o sistema mononuclear
fagocitário do SNC
Subdivisão dos sistemas
• Somático: via efetora é formada por 1 neurônio colinérgico que inverva o músculo esquelético
• Autônomo: via efetora é composta por 2 neurônios (pré e pós ganglionar) que fazem sinapse em um
gânglio autonômico e inervam: glândulas exócrinas, músculo liso visceral, músculo liso vascular e
músculo cardíaco
Sistema Nervoso Central
Hemisférios Cerebrais Esquerdo e Direito
ESQUERDO - Responsável pelas atividades Racionais e analíticas como a linguagem, a escrita, a
matemática, o pensamento linear, a comunicação digital, os processos secundários da psicanálise, etc.
CONTROLA O LADO DIREITO
DIREITO - Atividades sensoriais, emocionais e globais, como a intuição, a síntese, a compreensão da
linguagem, da música, dos sonhos, dos gestos inconscientes, pela comunicação analógica e pelos
processos primários da psicanálise.
CONTROLA O LADO ESQUERDO
Exemplos:
- O esquerdo seria capaz de distinguir uma