A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Estudo de caso - Assistência de Enfermagem - Câncer de mama

Pré-visualização | Página 1 de 4

O CÂNCER DE MAMA
 
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO	3
EXAME FÍSICO:	4
FÁRMACOS:	6
O CÂNCER DE MAMA:	8
TRATAMENTO	9
FATORES DE RISCO	10
CÂNCER DE MAMA RECORRENTE	12
DIAGNOSTICO DE ENFERMAGEM:	12
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS	15
INTRODUÇÃO
-Dados pessoais:
M.G.O, 45anos, sexo feminino, cor clara, casada, dois filhos, presbiteriana, e realiza atividades do lar. Natural de Patos de Minas-MG, residente nesta. 
-Dados de internação:
Internada no Hospital Regional Antônio Dias em 07/08/2006 na clínica médica, com o diagnostico de CA de mama esquerdo, necessitando intervenção cirúrgica da mesma. Relata ter submetida a 8 sessões de quimioterapia, sendo estas realizadas a cada 21 dias na cidade de Uberlândia. 
- Queixa principal:
Paciente relata procurar serviço de ginecologia após sentir muita dor na mama esquerda e inchaço da mesma. 
-Historia da doença atual:
Com o relato da paciente de dor forte na mama e inchaço na mesma, levou a um possível diagnostico de mastite, segundo exames físicos realizados pela ginecologista, o que esta encaminha a paciente para um mastologista ,Dr. Flavio, que com o auxilio da biopsia, foi diagnosticado CA de mama inflamatório.
_Historia pregressa:
Paciente relata não ter casos graves de doenças anteriores, não necessitando de internação e nem mesmo intervenção cirúrgica.
_Historia familiar:
Relata que em sua família paterna, tios, houve precedentes familiares que com diagnostico de CA já vieram a óbito, porém ressalta que nunca houve casos de CA de mama.
_Antecedentes pessoais:
Paciente alega doenças como hipertensão, diabetes e outras enfermidades. Relata apenas duas cesarianas como intervenções cirúrgicas e visitas periódicas ao ginecologista, realizando exames preventivos entre eles a mamografia.Dentre seus relatos, foi ressaltado a fato da amamentação apenas por 3 meses para ambos os filhos.
Paciente nega etilismo, tabagismo e não fazer uso diário de nenhum medicamento, e fala de sua boa alimentação, com o consumo de alimentos variados (legumes, frutas, carne). Apresenta eliminações fisiológicas diárias.
EXAME FÍSICO:
08/08/2006 - Paciente apresenta-se no leito em decúbito dorsal, com cabeceira elevada a cerca de30°, acordado, consciente, responsivo a estímulos verbais e táteis, acianótico, hidratada, pele com turgor satisfatório, anictérica, com temperatura= 36,2°C, eupnéico com respiração torácica. Ao exame físico apresenta couro cabeludo íntegro,com cabelos bem curtos, avermelhados,estando em fase de preenchimento de todo couro cabeludo, após processo de raspagem. Apresenta brilho e higienização satisfatória. Fácies alegres, corada +/++++, pupilas isocóricas, fotorreagentes, conjuntivas coradas +/++++, umedecidas, escleróticas anictéricas +/++++; pavilhões auditivos com higienização satisfatória; narinas higienizadas e com permeabilidade preservada; mucosa oral íntegra, com adequada higienização, integridade estrutural dos dentes, lábios hidratados; Região cervical com pele íntegra, sem alterações na coloração e ausência de gânglios palpáveis. Tórax não inspecionado devido ao enfaixamento. No local da incisão, continha um dreno de Portovac, cuja drenava secreção sanguinolenta. Abdômem globoso, normotenso, pele íntegra e ausência de manchas; cicatriz umbilical íntegra, profunda e higienizada; à ausculta presença de RHA em todos os quadrantes e não apresenta dor a palpação. Região genital com pêlos igualmente distribuídos, com ausência de lesões ou secreção; diurese presente, identificada em vaso sanitário na hora do banho, com urina de coloração amarelo claro, odor característico e sem sedimentos, e relata não evacuar há 2 dias. Região dorsal com ausência de manchas e coluna vertebral aparentemente sem deformidades. MMSS apresenta pele íntegra e ressecada e ausência de manchas. Apresenta movimentos e força muscular com perfusão tissular adequada. Unhas bastante enfraquecidas, com higienização satisfatória. Mantém acesso venoso sorolizado no MSD, em região anterior distal do antebraço. MMII com pele íntegra e ressecada sem edema, com unhas também bastantes enfraquecidas.
À ausculta cardíaca os sons foram levemente audíveis, devido a cirurgia local, que estava envolvida por curativo e enfaixamento.
Ao exame psicológico, a paciente se mostrava calma, consciente, contactuando verbalmente. Venho a ressaltar o alto astral em que a paciente se encontrava, estando com fáscie alegre, satisfeita com o sucesso da cirurgia, bastante empenhada em realizar seus auto cuidados ( tomar banho, escovar dentes, ir ao banheiro) e anciosa a espera da alta hospitalar e da nova fase de sua vida (fisioterapia, aparência, limitações..)
Exames laboratoriais:
Hemograma:
Hematócrito: 38,5%
Hemoglobina: 12,2g/dl
Hemácias: 4,39milhões/mm3
Volume corpuscular médio: 87,6u3
Concentração de hemoglobina: 31,6%
Leucometria total: 3200/mm3
Neutrófilos:
Blastos: 0%
Pró mielócitos: 0%
Miélocitos: 0%
Metamielócitos: 0%
Bastões: 0%
Segmentados: 26%
Basófilos: 0%
Eosinófilos: 1%
Linfócitos: 72%
Linfócitos atípicos: 0%
Monócitos: 1%
Exame de urina:
Ausência de crescimento de microorganismos patogênicos.
RX do tórax 
Rx da mama (mamografia)
Diagnostico medico:
CA de mama inflamatório.
Realizou quimioterapia coadjuvante e necessita de intervenção cirúrgica.
Cirurgia:
Mastectomia radical
Terapêutica medicamentosa:
· Dieta livre;
· Cuidados gerais;
· Esvaziar dreno;
· Dipirona gts VO;
· Voltarem 1 amp IM;
· Plasil IM S/N;
FÁRMACOS:
 DIPIRONA
	Analgésico, antitérmico, antiinflamatório.
Contra indicação:
	Hipersensibilidade aos derivados pirazolonicos. Glaucoma de ângulo fechado. Nefrites crônicas. Discrasias sanguíneas. Asmas e infecções respiratórias crônicas.
Efeitos adversos:
*erupções cutâneas
*náusea, vomito, hemorragia GI
*tremor
Cuidados de enfermagem:
1 – a medicação não deve ser usada em crianças menores de 3 meses ou menores de 5kg, nem durante a gestação ou lactação.
2 – nos casos de hipertemia pode ser indicado banhos ou envoltórios até a estabilização da temperatura.
3 – recomende ao paciente que evite consumo de álcool e uso concomitante de outros depressores do sistema nervoso central.
Ranitidina:
Inibe a secreção, basal estimulada, do suco gástrico através da redução do volume da secreção e de seu conteúdo em acido e pepsina.
Efeitos adversos:
*ginecomastia, impotência, perda da libido
*constipação, diarréia, náusea, vomito, dor abdominal
*leucopenia, granulocitopenia, trombocitopenia, pancitopenia
*hepatite
*dor(IM), flebite(IV)
*cefaléia, tontura, sonolência, insônia
Contra indicação:
Hipersensibilidade e lactação
Cuidados de enfermagem:
1 – informe ao paciente as reações adversas mais freqüentemente relacionadas ao uso da medicação e que, diante a ocorrência de qualquer uma delas, principalmente aquelas incomuns ou intoleráveis, o medico deverá ser comunicado imediatamente.
2 – durante a terapia, o paciente deverá receber hidratação adequada.
3 – pode causar tontura ou sonolência. Recomende que o paciente evite dirigir e outras atividades que requerem estado de alerta durante a terapia.
4 – recomende ao paciente que evite o tabagismo, o consumo de bebidas alcoólicas ou cafeinados e o uso concomitante de acido acetilsalicílico.
PLASIL
Propriedades:
	É um antiemético

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.