A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Estudo de caso - Assistência de Enfermagem - Erisipela

Pré-visualização | Página 1 de 2

ESTUDO DE CASO: ERISIPELA
SUMÁRIO
ESTUDO DE CASO : ERISIPELA	1
1. COLETA DE DADOS	3
2. PRESCRIÇÃO MÉDICA	3
3. NECESSIDADES PSICOSSOCIAIS	6
4. PROCESSO DE ENFERMAGEM	7
4.1. Ações de Enfermagem:	7
4.2. Problema identificado: Risco de lesão na epiderme e derme	7
4.3. Problema identificado: aumento da possibilidade da invasão de microorganismos.	7
4.4. Problema identificado: Limitação dos movimentos	8
4.5. Problema: Sono e repouso	8
5. ERISIPELA	8
6. TRATAMENTO	9
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA	11
1. COLETA DE DADOS
Dados Pessoais
O. P. D., nascido em 13/04/35, 70 anos, sexo masculino, casado, tem 2 filhos , natural de São Luis, aposentado. Reside com esposa em de Patos de Minas.
Dados da Internação
Internado no Hospital São Lucas, na cidade de Patos de Minas no dia 30/09/05, para ser submetido a exames cuja primeira indicação do caso clinico era de eripsela. 
Verificado Sinais Vitais: P.A 110 x 70 mmHg; Temperatura axilar esquerda 36,8ºC; Pulso radial esquerdo 80 bpm; F.R 30 mov/min.
Exame físico: Foi colocado na cama em decúbito dorsal e apresentava-se consciente orientado, e comunicando-se verbalmente, sem disfasia, deambula-se com certa facilidade. Apresentava higiene corporal insatisfatória, pele hipocorada ++++/++++ , um pouco ressecadas, mucosas coradas integra e sem lesões aparentes. Pupilas fotoreagentes, escleróticas e conjuntivas avermelhadas, paciente relata dor leve. Higiene oral insatisfatória e ausência de dentes molares, pré-molares e incisivos tanto na parte superior quanto na parte inferior. Os cabelos mostravam-se sebosos com higienização insatisfatória e presença de caspas. Tórax simétrico, expansivo aos movimentos respiratórios, porém mantendo respiração superficial predominantemente abdominal; abdômen normal, MMSS apresenta-se sem lesões e com mobilidade preservada, mantendo soroterapia com soro glicosado 5% infundindo a 20 gts/min em fossa anti-cubital direita. MIE apresenta-se normal com extremidade cianótica. MID apresentava-se edemaciado com manchas avermelhadas a partir do joelho, pé cianótico e frio, mas nos locais de machas apresentava pele com rubor e calor; é dado diagnóstico médico como sendo Erisipela por esse motivo veio ao hospital. Paciente relata ter tido o mesmo problema anteriormente só que em MIE. Apresentou diurese espontânea, urina clara e com odor característico, relata não ter evacuado até o momento. Não apresentou dor, náuseas ou cefaléia, relata apenas coceira e dor leve em MID.
2. PRESCRIÇÃO MÉDICA
Dieta livre
Dipirona 2ml– EV 6/6 horas S/N
Penicilina Cristalina 5000000U dia (manha).    
Permanganato de Potássio
 
Penicilina G cristalina (Megapem, Penicilina G potássica cristalina).
Indicação: antibióticos betalactâmicos
· São ativas em cocos aeróbicos Gram-positivos, incluindo Streptococcus pneumoniae, Streptococcus beta-hemolíticos dos grupos A, B, G e 
· Ativos sobre Streptococcus viridans e Staphylococcus aureus não produtores de penicilinase. 
· Atua em alguns Gram-negativos, com Neisseria meningitidis, Neisseria gonorrhoeae e Pasteurella multocida. 
· Tem boa atação sobre Clostridium sp, porém não atua sobre Bacteroides fragilis. 
· Efetivo sobre Actinomyces israelli, Treponema pallidum e Borrelia burgdorferi 
· É utilizado no tratamento de faringite estreptocócica, erisipela, pneumonia, sífilis, meningite, otite média, endocardite bacteriana, e em algumas situações de sepse 
Administração e dosagem:
· Dose pode variar 5 a 20 milhões de UI/dia por via intravenosa, diluído em soluto fisiológico a cada 4 ou 6 horas 
· Cada 1.000.000 de penicilina G potássica possui 1,7 mEq de potássio. (No paciente que utiliza 20 milhões de unidades está sendo ofertado 34 mEq de potássio, o equivalente a 01 âmpola e meia de potássio a 19,1%) 
Informações técnicas 
 As penicilinas são antibióticos betalactâmicos com ação inibidora da síntese da parede bacteriana. Nas doses recomendadas, apresentam ação bactericida.. A penicilina G potássica cristalina tem absorção e eliminação rápidas, atingindo níveis sangüíneos máximos em aproximadamente 30 minutos, mantendo-os por aproximadamente 4 horas. Com a utilização de penicilinas, que apresentam diferentes velocidades de absorção e eliminação, obtém-se uma ação ao mesmo tempo rápida e prolongada. Tal característica permite um maior espaçamento entre as doses, sem prejudicar sua eficácia no combate às infecções causadas por germes sensíveis. Os antígenos bacterianos, obtidos a partir de bactérias causadoras habituais das afecções estimulam a anticorpogênese, reforçando, desta forma, as defesas orgânicas. O ácido épsilon-aminocapróico reduz o quadro inflamatório, que acompanha as infecções, pela inibição das enzimas proteolíticas mediadoras da inflamação. É possível que a inibição das enzimas proteolíticas resulte numa menor intensidade e/ou freqüência de reações de hipersensibilidade. 
Interações medicamentosas 
 Probenecida, fenilbutazona e ácido acetilsalicílico podem provocar aumento nos níveis sangüíneos da penicilina G. 
Reações adversas 
Em pacientes com hipersensibilidade às penicilinas ou a outros fármacos, podem ocorrer casos que vão desde simples reações locais, até quadros sistêmicos como anafilaxia ou semelhantes à doença do soro. 
Posologia e modo de usar 
 Uma injeção a cada 24 ou 48 horas, a critério médico. Com seringa e agulha, estéreis e descartáveis, retirar todo o conteúdo da ampola diluente. Em seguida, injetar o conteúdo da seringa no frasco-ampola de penicilina, agitando-o até a dissolução da mesma. Retirar a solução final e injetar, obrigatoriamente por via intramuscular, observando-se os critérios habituais de utilização dessa via. 
PERMANGANATO DE POTÁSSIO
Um composto de fórmula: KMnO4 , que forma cristais de cor púrpura com um brilho metálico, solúvel em água, acetona e metanol. O permanganato de potássio é largamente usado como um agente oxidante poderoso e como desinfetante numa variedade de aplicações e como reagente analítico. Anti – séptico útil nas supurações com infecção secundária. É oxidante e cicatrizante. Remove exsudatos e odores. Permanganato de potássio é fotossensível. Deve ser acondicionado em frasco escuro e após a diluição pode ser utilizado, no máximo, em 15 dias. 
Produzido pela fusão do dióxido de manganês com hidróxido de potássio, formando o manganato de potássio. O permanganato é preparado pela eletrólise do manganato com eletrodos de ferro.
Algumas aplicações: bactericida, fungicida e eliminador de algas para águas de torres de resfriamento e similares. Tratamento de água potável. Desinfetante e desodorizante superficial. Reagente para análises químicas.
DIPIRONA (SÓDICA) -(NOVALGINA)
Fórmula
Solução injetável - 500mg/ml Solução oral - 500mg/ml
Indicações
Antitérmico e analgésico.
Posologia
Adultos e adolescentes acima de 15 anos: 20 a 40 gotas VO, 4 vezes ao dia. Adultos: 500mg IM, de 6/6h. Crianças: 1 gota/kg (ou a critério médico) VO, 4 vezes ao dia.Contra indicação Pacientes com intolerância conhecida aos derivados pirazolônicos, porfiria hepática e deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase.
Efeitos adversos
Discrasias sangüíneas, agranulocitose, leucopenia e aplasia medular. Em pacientes sensíveis, independente da dose, pode determinar reações de hipersensibilidade, tipo eritema, angioedema e asma. Doses elevadas podem provocar sintomas de intoxicação: vertigem, hiperventilação, rubor cutâneo, hemorragia digestiva.Interações Diminui o nível sérico da ciclosporina. Hipotermia grave pode ocorrer em associação com clorpromazina.
Precauções
Solução oral contém açúcar, devendo ser utilizada com cuidado em diabéticos. Uso deve ser evitado em crianças com menos de 3 meses ou com menos de 5 kg, pela possibilidade de alteração na função renal. Evitar uso na gravidez. Lactação deve ser suspensa até 48h após o uso da dipirona. Monitorar comprometimento da medula óssea.
3. NECESSIDADES PSICOSSOCIAIS
Paciente tranqüilo, comunicativo, a qual não apresentava dificuldade para interagir com as pessoas e não praticava nenhuma atividade de lazer.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.