A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
A1 Libras

Pré-visualização | Página 1 de 1

ATIVIDADE 1 – LIBRAS 
 
A Língua de Sinais alcançou o status de segunda língua oficial do Brasil no ano de 2002, a partir 
da Lei nº 10.436/2002. Esse marco representa não somente um avanço para a comunidade surda, 
mas para as políticas de inclusão como um todo. 
 
BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - 
Libras e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2002. Disponível em: 
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 27 nov. 2020. 
 
 
Tendo como norte o fato de que as conquistas políticas sociais historicamente ocorreram sempre 
de modo ativo, isto é, a partir do enfrentamento e posicionamento de homens e mulheres contra 
as desigualdades e discriminações sociais, qual o comportamento esperado de um aluno que 
cursou uma disciplina como a de Libras? Ou seja, a partir do que você aprendeu até o momento 
sobre a história da Libras em nosso país, de que modo isso somará na construção de uma 
sociedade mais justa, independente de você ser uma pessoa com surda ou não? 
Resposta: A porcentagem de brasileiros que declara ter deficiência auditiva é de 5,1% da 
população. Em números reais isso equivale a 9,7 milhões de pessoas com algum grau de 
deficiência para ouvir. Os deficientes auditivos devem estar inseridos de toda e qualquer 
forma na vida em sociedade e uma das maneiras mais básicas de inclusão é por meio da 
linguagem. Aprender Libras é uma forma de ajudar na inclusão social desses indivíduos. E 
como estudantes de Libras, espera-se que haja um novo olhar e uma nova perspectiva frente 
aos mais desfavorecidos, praticando assim essas políticas para inclusão e propagando para 
os outros. 
Essa ação implica na construção de uma sociedade mais justa, onde há pensamento coletivo, 
legítimo e benevolente. Essa mudança partindo do individual tem grande poder de influenciar 
no coletivo. Aprender Libras tem grande importância na formação de caráter do indivíduo. 
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm