A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
sangue

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sangue
Tecido líquido conjuntivo que rega todos
os tecidos do organismo levando as
substâncias nutritivas e o oxigênio
necessário ao metabolismo, além de
garantir os processos de coagulação
sanguínea e defesa do organismo.
No hemograma se usa o sangue total.
As principais veias utilizadas para coleta
de sangue em animais são a jugular
localizada no pescoço; cefálica, localizada
nos membros anteriores e a safena
localizada no membro posteriores. O local
varia de espécie e porte do animal.
Volume sanguíneo para coleta - varia de
espécie para espécie, idade, fisiologia do
animal. - 6 a 10% do peso vivo
Constituído por hemácias, plasma,
leucócitos e plaquetas.
● Hemácias ou eritrócitos: são as
células mais numerosas no sangue
- Nos mamíferos elas não possuem
núcleo, são bicôncavas e não
possuem organelas
- Em aves, répteis, anfíbios e peixes
as hemácias possuem núcleo
durante toda a sua sobrevida.
● Plasma:uma solução aquosa
amarelada constituída de água, sais
minerais e proteínas.
- Função: transportar as substâncias
constituídas pelo corpo.
- O plasma representa cerca de 55%
do volume sanguíneo. A água
constitui 95% de sua massa.
● Leucócitos (glóbulos brancos): são
células incolores que atuam
principalmente na defesa do corpo,
protegendo contra invasores e
desencadeando respostas
imunológicas. Divide-se em cinco
tipos celulares: Neutrófilos,
Eosinófilos, Basófilos, Linfócitos e
Monócitos.
➝ Neutrófilos: podem ser chamados de
polimorfonuclear (núcleos tem vários
formatos) ou granulócitos
(apresentam grânulos no citoplasma,
bem discreto na microscopia)
Apresentam a capacidade de sair
do interior de vasos sanguíneos
intactos (diapedese) e invadir tecidos
para defender nosso organismo. São
responsáveis por fagocitar
organismos invasores, como
bactérias, sendo importantes para a
resposta inata.
➝ Eosinófilos: são células que
apresentam grânulos que se coram
ao utilizar eosina e um núcleo com
dois lobos conectados por um
filamento. Apresentam como
principal função fagocitar o
complexo antígeno-anticorpo. Essas
células aumentam quando o
paciente apresenta reações alérgicas
ou infecções parasitárias.
- Em equinos os grânulos são
gigantes sobrepondo o núcleo.
➝ Basófilos: são células que
apresentam grânulos maiores que os
dos neutrófilos e eosinófilos e núcleo
grande e de formato irregular. Sua
função é liberar histamina e
heparina, funcionando,
respectivamente, em resposta
alérgicas e evitando a coagulação do
sangue.
➝ Linfócitos: são pequenos e
apresentam um grande núcleo
circular ocupando quase todo o
citoplasma, às vezes com bordinhas
do citoplasma e tem importante
papel na resposta imune. Essas
células podem ser classificadas em
dois tipos principais: linfócitos B e
linfócitos T. (são agranulócitos)
- Linfócitos B - Essas células
originam-se e terminam sua
maturação ainda na medula.
Quando sofrem ativação,
diferenciam-se em
plasmócitos, que possuem
como principal função a
produção de anticorpos.
- Linfócitos T - recebem esse
nome por completarem sua
maturação no timo. Esse
grupo de células
diferenciam-se em duas
classes: CD8+, ou citotóxicas, e
as CD4+, ou auxiliares, o
primeiro grupo mata as células
infectadas, enquanto o CD4+
relaciona-se com a ativação
dos linfócitos B e macrófagos.
➝ Monócitos: são células grandes que
possuem um único núcleo com
formato de rim. Essas células
realizam diapedese e caem no tecido
conjuntivo, onde se desenvolvem em
macrófagos, células de alto poder
fagocitário. (são agranulócitos)
Por vezes lembram um neutrófilo
segmentado porém o núcleo é mais
gordo