A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
HISTOLOGIA Prática (lâminas) Sistema Respiratório

Pré-visualização | Página 1 de 1

O epitélio respiratório possui cinco tipos 
celulares, porem somente três tipos 
encontramos na microscopia óptica:
1. Célula colunar Ciliada 
2. Célula caliciforme (secreta muco)
3. Células basais (cél. Tronco)
4. Lâmina própria (onde o epitélio se poia)
Mucosa = Epitélio respiratório + Lamina 
própria
Lâmina própria — Tecido conjuntivo frouxo, altamente vascularizado e presença de células de defesa.
Epitélio Respiratório 
Epitélio Olfatório 
O Epitélio Olfatório também é 
pseudoestratificado cilíndrico, possui 
células altas, e tem lamina própria. 
Epitélio + Lâmina própria = MUCOSA
Lâmina própria — possui tecido 
conjuntivo frouxo, altamente 
vascularizado, presença de nervos e 
glândulas Bolman.
Epitélio respiratório 
1. Célula colunar ciliada 
2. célula caliciforme
3. Célula basal
4. Lamina própria 
Epitélio Olfatório
 
1. Epitélio olfatório
2. Lâmina própria 
☐
titular { vi possuem
/ adicione cílios
úhdasytbãminacélulas Banais própria
✓ citadas - _
Células
/ ✓ Epitéliocalieiforme Respiratório
{ cílios
líbdartsaeais
nervos
✓
Glândulas
Vcuossomgíneo,
* lvenulasecapilarx
*
*
1. Células de sustentação: são células que 
tem microvilosidades na superfície apical, 
seus núcleos ficam mesma região mais 
próximas do ápice e tem como função 
isolamento elétrico, nutrição e suporte para 
células olfatórias.”
2. Células Olfatórias: Essas células são os 
neurônios bipolares que apresentam na 
extremidade apical cílios imóveis que 
aumentam a superfície de contato, tem 
químioreceptores que reconhece partículas 
odoríferas que serão transmitidas pelos 
axônio para o SNC e interpretado com 
“cheiro"
3. Células Basais: Possui seus núcleos próximos a base do epitélio e funcionam como células tronco que podem se 
diferenciar para substituir os outros tipos celulares conforme a necessidade.
4. Capilares: Contribui para uma alta vascularização da lamina própria.
5. Glândulas de Bowman: É uma glândula que se extende até a superfície livre e libera sua secreção cerosa 
Traqueia 
Mucosa = Epitélio Respiratório (epitélio 
pseudoestratificado cilíndrico ciliado com 
células caliciformes) + Lâmina própria 
(tecido conjuntivo frouxo, altamente 
vascularizado e tem riqueza de celulas de 
defesa)
2. Submucosa — Altamente vascularizada. 
3. Anel de cartilagem hialina — É muito 
importante, pois é o que mantem o lúmen 
aberto para que possa passar o fluxo de ar.
4. Tecido Fibroelástico com células 
musculares lisas — unem as porções livres do 
anel de cartilagem e suas contrações são 
importantes no reflexo de tosse.
Epitélio Olfatório
 
1. Célula de Sustentação 
2. Célula olfatória
3. Célula basal
4. Capilar
5. Glândula de Bowman
Traqueia 
1. Mucosa 
 epitélio resp. + lâmina própria)
2. Submucosa
3. Anel de cartilagem hialina
4. Tecido fibroelástico c/ células 
m. Lisas
libdasde
sustentação
amg
AFUNDANDO
.
www.samm
va e
Glândulas
•mãos µfµ
 A TRAQUEIA EOS BRÔNQUIOS EXTRAPULMONARES TEM EXTRUTURA IDÊNTICA 
Já os brônquios intrapulmonares evidencia uma simplificação histológica...
Brônquios intrapulmonares 
O que DIFERENCIA um brônquio 
intrapulmonar de um 
extrapulmonar são as peças de 
cartilagem hialina. Os 
intrapulmonares apresentam 
peças irregulares de cartilagem.
Brônquios intrapulmonares 
1. Mucosa 
(Epitélio cilíndrico ciliado + lâmina própria 
elástica)
2. Camada muscular lisa 
3. Submucosa com glândula seromucosas
4. Peças de cartilagem hialina 
Brônquios intrapulmonares 
1. Mucosa 
(Epitélio cilíndrico ciliado + lâmina própria 
elástica)
2. Camada muscular lisa 
3. Submucosa com glândula seromucosas
À
EpitélioResp .
começando a
ir,
parar por ]A simplificação
µ
ÉTÉ um ~
. qeândedasseromucasas
fim
Essa peça de 
cartilagem indica 
que é a ultima 
ramificação de 
brônquio para virar 
bronquíolo 
Brônquios intrapulmonares 
1. Luz do brônquio 
2. Epitélio 
3. Músculo liso
4. Cartilagem hialina 
5. BALT 
•
Epitélio wmdadem.NO
#
Puasvowgulara
lâmina oeeartdoym
propria Iii §
• Epitélio cilíndrico
simples
Tecidolinfái .
decorando
aos brônquios
avalia na
defesa doces.
ganirma .
Brônquiolos
Os brônquiolos não tem peça de cartilagem e não tem glândulas na submucosa
Principais características dos brônquiolos:
— Epitélio simples cúbico;
— Redução de células caliciformes e ciliadas;
Ausência:
— Cartilagem; 
— Nódulos linfoides;
— Glândulas Seromucosas 
Brônquiolos Terminais 
Tem como principal característica as células de clara, as quais são importantes para proteção e reparo 
intra-alveolar
Além disso, são os últimos representantes da árvore 
brônquica e últimos componentes da porção condutora 
do sistema respiratório, pois depois deles, sofrem 
ramificação e se forma os brônquiolos respiratórios.
Brônquiolos Respiratórios
Nesses brônquiolos tem a presença de 
alvéolos, assim, já ocorrem as trocas 
respiratórias.
A diferença dos terminais para os respiratórios 
é que terá alvéolo na parede.
Bronquíolos
1. Mucosa 
(Epitélio cilíndrico simples a cúbico simples + 
lâmina própria)
1. Musculatura lisa bem desenvolvida 
Bronquíolos terminais 
Presença de células de Clara no epitélio 
io
Branqueiag.
terminais
e O o
( alvéolos
O ducto é um arranjo linear de alvéolos 
Alvéolos 
Os alvéolos sao estruturas sacolifomes e é onde acontece efetivamente as trocas gasosas 
Nos pneumócito tipo I (são células mais achatadas e pavimentosas), onde acontece as trocas 
gasosas, ao se associarem aos capilares.
Os pneumócitos tipo II (possui um núcleo mais arredondado) tem como principal função a produção 
de surfactante, os quais diminuem a tensão superficial impedindo o colabamento dos alvéolos, 
principalmente na expiração.
Além disso, os macrófagos, na segunda imagem, sao importantes para a fagocitose de corpos 
estranhos e também na renovação do surfactante produzido pelo pneumocito II.
1. Brronquíolo respiratório 
2. Ducto alveolar 
3. Saco alveolar 
Alvéolos 
1. Lúmen dos alvéolos 
2. Pneumócitos tipo I
4. Pneumócitos tipo II Alvéolos 
1. Pneumócito tipo I
2. Macrófago (célula de poeira)
Sacar alveolar
alveolar }
alvéolo
h
dilatasde
clara
O septo interalveolar possui fibras colágenas tipo III, fibras elásticas (para dar distendibilidade ao tecido 
pulmonar), fibroblastos, macrofagos e capilares.
Alvéolos 
1. Lúmen dos alvéolos 
2. Septo interalveolar 
Pneumonite
tipo I
Pneumáato
tipo I