A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Síntese e secreção de macromoléculas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Síntese e secreção
de macromoléculas
Introdução
Vias de transporte de macromoléculas: endocitose e fagocitose
Caso a proteína for permanecer no citosol: ribossomos livres 
normalmente terminam sua produção no próprio citosol

Proteínas que estão no RER normalmente serão secretadas
Sinalizadas: direcionam para o local correto- formam os 
pontinhos no RER
-
Vesícula de transporte carreando tal proteína-

Exocitose: gasto grande de ATP quando vesícula se funde com 
membrana. Tracionando, remove-se H2O entre as faces e conteúdo é 
liberado- mitocôndrias constantemente presentes.

Núcleo: transportes através dos poros nucleares- alta especificidade
Não necessariamente pode-se realizar só um tipo de transporte: 
relação com o citoesqueleto.

Núcleo celular
Componentes do núcleo:
- Envoltório nuclear: membrana nuclear externa e interna; poros
- Cromatina
- Nucléolo
- Nucleoplasma
Proteína precisa ter sinal de localização para adentrar no envoltório 
nuclear. Quando é reconhecida o complexo do poro se abre

Diferença na composição de aminoácidos confere o sinal de localização 
determinando direcionamento da proteína

Cisterna perinuclear: espacinhos entre membrana externa (contínua 
ao RER) e interna

Ribossomos
Partículas elétron-densas 20 a 30 nm
4 tipos de RNAr e 80 proteínas
Podem estar dispersos no citoplasma ou ligados à membrana do RE
Se montam em subunidades maiores quando o RNAm especifico à 
ela é ligado no citosol

Vários ribossomos + fita de RNAm = poliribossomo livre (proteínas 
destinas ao citosol, mitocôndrias e peroxissomos)

Quando aderido ao RE forma o RER
Proteína para o citosol não tem sinal de localização na cadeia 
polipeptídica.

RE = retículo endoplasmático
Retículo endoplasmático rugoso
Proteínas são liberadas nas cisternas do retículo
Cisternas seculares ou achatadas
Limitado por membrana
Contínuo com a membrana externa do envelope nuclear
Presença de polirribossomos na superficial citosólica
Abundante em células de grande secreção proteica (ácinos 
pancreáticos, fibroblastos, plasmócitos)

Síntese proteica: devido aos ribossomos aderidos
Funções: segregar do citosol proteínas destinadas à exportação (EX: 
fibroblastos e plasmócitos- anticorpos) ou para uso intracelular (células 
de defesa), glicosilação inicial, síntese de proteínas integrais de 
membrana, montagem de proteínas (chaperonas: conformação 
correta)

A célula é capaz de realizar um fino controle de qualidade
Laura Miguez 75D 
FCMMG
@laurinhamiguez
Sínt. e secre. macromoléculas A1
sexta-feira, 5 de março de 2021
 Página 1 de CITO E HISTO 
Toda síntese proteica inicia-se em polirribossomas livres que, quando se ligam 
a um RNAm contendo uma sequência sinal, direcionam-se à membrana do RER 
que interagem com outras proteínas de reconhecimento e inicia-se a sínese 
de proteínas

RNAm —> ribossomo —> tradução (na proteína transmembrana tem o sinal 
de início da transferência- sinal hidrofóbico- e o sinal de parada- também 
hidrofóbico). Tais sinais são mantidos, não podem ser clivados

Proteínas transmembrana tem porção em contato com a membrana do RE 
(porção apolar da membrana)

Porção em contato com o citosol e outra em contato com a membrana da 
vesícula

Resposta para proteína mal envelopada: aumento chaperonas- autofagia 
mediada por chapelonas

Vias de degradação intracelular podem ser através de proteínas de 
degradação ou autofagia mediada por chapelonas

Retículo endoplasmático liso
Túbulos que se interconectam
Contínuos à membrana do RER
Funções: 
síntese de hormônios (hormônios esteroides- glândula adrenal)-
Metabolismo de hormônios e substancias toxicas (fígado)- via de neutralização 
de drogas
-
Armazenamento de cálcio- retículo sarcoplasmático (músculo)-
Hidrólise de glicogênio- glicose-
É mais lipídico
Complexo de Golgi
Face Cis: região direcionada ao RER (chegam proteínas por aqui)
Face Trans: vesículas de secreção (muitas)
Recepção, processamento e transporte
Conjunto de vesículas achatadas e empilhadas
Porções laterais dilatadas
Funções: participa de modificações pós-traducionais, empacota e 
endereça as moléculas sintetizadas

Lisossomos
Presença de enzimas hidrolíticas
São vesículas delimitadas por membranas: bombas de próton 
0,05 a 0,5 

Apresentam enzimas dentro da vesícula- acidificam o meio
Membrana do lisossomo e pH do citosol (mais básico) impede ação 
das enzimas

Enzimas: Fosfatase ácida, ribonuclease, desoxirribonuclease, 
protease, sulfatase, lipase etc.

pH 5,0
Digestão intracitoplasmática
Presente nas células fagocitárias, como macrófagos e leucócitos
Autólise: rompimento de lisossomo- degradação do meio 
intracelular

Laura Miguez 75D 
FCMMG
@laurinhamiguez
Sínt. e secre. macromoléculas A1
 Página 1 de CITO E HISTO