A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
20 pág.
Aula 3 Cerâmica Revestimentos

Pré-visualização | Página 1 de 2

13/08/2020
1
1
Cerâmica de 
Revestimento
Profa. Dra. Eliana Barreto Monteiro
2
Materiais Cerâmicos - Revestimentos
ANNE SILVA, 2018
FUNÇÃO DO REVESTIMENTO CERÂMICO
3
Materiais Cerâmicos - RevestimentosFUNÇÃO DO REVESTIMENTO CERÂMICO
ANNE SILVA, 2018
1
2
3
13/08/2020
2
4
ANNE SILVA, 2018
FUNÇÃO DO REVESTIMENTO CERÂMICO
Escolha – Revestimentos Cerâmicos
5
Fator custo;
Desempenho técnico necessário
Fator Estético Desejado
Este material tornou-se indispensável na decoração
da nossa arquitetura por garantir uma proteção eficaz
contra as intempéries de um país tropical, como a
abundância de chuva e a ação do sol.
ANNE SILVA, 2018
6
Tijoleiras e Ladrilhos
Tijolos de pequena espessura utilizados em revestimento
Tijoleiras cerâmica comum
Ladrilhos cerâmica prensada
Propriedades
Tijoleiras: 2cm
Espessura Ladrilhos: 5 a 7cm Tijoleira
Ladrilho
4
5
6
13/08/2020
3
7
Tijoleiras
Tijolos de pequena espessura;
Usados em pavimentação e
revestimentos.
8
Ladrilhos
Revestimento de pisos;
Face vidrada ou não;
Altas pressões;
Elevada resistência
mecânica;
9
Louças Sanitárias 
ANNE SILVA, 2018
7
8
9
13/08/2020
4
10
3 CAMADAS:
 SUPORTE
(BISCOITO)
 ENGOBE
 ESMALTE
11
O revestimento cerâmico semi-grés é o material mais 
utilizado para revestimento de fachada na Região 
Metropolitana do Recife
NBR 13818 (1997)
12
Placas Cerâmicas para 
Revestimento
ANNE SILVA, 2018
10
11
12
13/08/2020
5
13
Cerâmica de Alta Vitrificação
14Principais exportadores 2010-2013Fonte: http://www.anfacer.org.br/P
ro
d
u
çã
o 
m
u
n
d
ia
l 2
01
6
ANNE SILVA, 2018
15
P
ro
d
u
çã
o 
B
ra
si
le
ir
a
20
09
 -
20
17
ANNE SILVA, 2018
13
14
15
13/08/2020
6
16
Consumo Mundial 2013-2016
Fonte: ANFACER
17
FONTE: ARAÚJO E JUST, 2016
Emprego do Revestimento 
Cerâmico em Fachada
18
Revestimento Cerâmico de Fachada
FONTE: ARAÚJO E JUST, 2016
Influência do Padrão do Imóvel com o 
Material a ser Aplicado na Fachada
16
17
18
13/08/2020
7
19
FONTE: ARAÚJO E JUST, 2016
Materiais mais utilizados em 
revestimentos de fachada.
Motivos para utilização do 
revestimento cerâmico (ordem 
crescente):
Justificativa do uso 
marcante do RCF nos 
projetos imobiliários do 
Recife
Cerâmica semi-grês e 
porcelanato técnico.
Aceitação do cliente/ mercado Cultura
Materiais não aderidos (Vidros, 
ACM e Rocha)
Aspectos técnicos Clima quente e úmido
Pinturas e texturas Facilidade de manutenção e 
durabilidade
Qualidade ao 
empreendimento
Custo Custo
Desempenho
Durabilidade
Manutenção
Estética
Resistência há mudanças.
Revestimento Cerâmico de Fachada
20
FONTE: ARAÚJO E JUST, 2016
Revestimento Cerâmico de Fachada
Como vantagens lista-se alguns itens primordiais a esse sistema:
• Maior proteção à estrutura
• Conforto térmico (comparado a pintura)
• Custo (Comparado a placas de rocha, vidro e ACM)
• Maior periocidade para manutenção (Durabilidade)
• Estética (Variedade de cores e texturas, formas e tamanhos)
Como desvantagens lista-se alguns itens primordiais a esse sistema:
• Dificuldade estética para reparos pontuais
• Risco aos usuários em caso de queda de pequenas partes
• Trauma para os usuários na recuperação completada das faces da
fachada (tempo, barulho, custo, risco)
• Custo (comparado com pintura)
21
Porcelanato
19
20
21
13/08/2020
8
22
Porcelanato
23
Porcelanato
DEFINIÇÃO
É um tipo de cerâmica fabricada com tecnologia avançada. O 
que difere este produto da cerâmica comum esmaltada, é o 
seu processo de queima e as matérias primas que compõem 
a sua massa, com baixíssima absorção de água 
Este tipo de revestimento, que teve origem na Europa, 
em países como a Itália e Espanha
(aproximadamente 60% da produção do mercado),
começou a ganhar destaque no Brasil no começo da década de 90. 
24
Porcelanato
Feldspato, argila e corantes MATÉRIAS PRIMAS -
FABRICAÇÃO - Recebe a chamada monoqueima 
(feito em uma só queima), a mais de 1.250ºC, 
e é submetida a pressões de compactação acima
das utilizadas pelas cerâmicas convencionais 
Por sua alta resistência à abrasão profunda, ao gelo, 
aos ácidos e álcalis, alta impermeabilidade
e uniformidade de cores, o porcelanato 
é indicado para ambientes de alto tráfego, 
podendo também ser instalado em ambientes residenciais, 
22
23
24
13/08/2020
9
Porcelanato
classificação
Porcelanato natural: Possui a
grande vantagem de, como o
próprio nome já diz, ter uma
superfície rústica e polida ao
mesmo tempo, garantindo
maior segurança.
Ideal para áreas de tráfego
intenso e ambientes comerciais
(halls, lojas, salas,
restaurantes).
25ANNE SILVA, 2018
Porcelanato
classificação
Porcelanato polido: É a
versão mais famosa e
difundida do porcelanato.
Possui um brilho único,
superior ao das pedras
naturais, que se conserva por
anos, sem manutenção.
26ANNE SILVA, 2018
27
Porcelanato
O porcelanato natural possui resistência ao risco igual ou 
superior às cerâmicas esmaltadas ou às pedras naturais.
 O porcelanto polido, assim como qualquer material, 
pode riscar e desgastar
Pequena absorção de água
Grande Resistência a abrasão
DESEMPENHO
25
26
27
13/08/2020
10
28
Porcelanato
 Pode ser aplicado tanto como revestimento de piso
como de parede
Permite utilizar juntas de assentamento 
mínimas (resultando em um acabamento diferenciado) 
APLICAÇÃO
NORMATIZAÇÃO
 A NBR 15 463 - Norma de Porcelanato que visa elevar a qualidade
dos produtos disponíveis e proteger o consumidor do uso indevido
do termo “Porcelanato” em produtos que não estejam de acordo 
Com a nova norma. 
Absorção água < 0,50%
29
Definição
Placas de louça, de pouca espessura, vidrada numa das faces, onde
levam o esmalte. 
Tamanho: 10 x 10 cm
15 x 15 cm
Materia Prima – Caulim
Azulezos
30
História
O azulejo é considerado hoje como uma das produções 
mais originais da cultura portuguesa
Azulejos
No Brasil, do ponto de vista estético, destaca-se a aplicação deste
material, principalmente, em São Luís, capital do Estado do Maranhão,
que é conhecida como a “Cidade dos Azulejos”. 
Revestir as fachadas dos prédios com azulejos atendia
às condições climáticas da região. 
O uso de azulejos nas fachadas permitiu obter um melhor
isolamento térmico, tornando os interiores mais frescos, 
pois as superfícies claras dos azulejos refletem, 
com eficiência, os raios solares bastantes intensos na linha do Equador
Materiais Cerâmicos - Revestimentos
28
29
30
13/08/2020
11
31
Azulejos
32
Materiais Cerâmicos - Revestimentos
33
Pastilhas
Vendidas coladas em folha de papel, para facilitar a colocação.
Tamanho: 2,5 x 2,5 cm
Louças sanitárias
A espessura média das paredes não pode ser menor que 9 cm, e 
em ponto algum deverá ser inferior a 7 cm.
Cerâmicas refratárias
A cerâmica que não se funde mesmo em altas temperaturas
Seu grande emprego está na indústria
Cerâmica de Alta Vitrificação
31
32
33
13/08/2020
12
34
Pastilhas
35
Louças Sanitárias
36
Curiosidades
34
35
36
13/08/2020
13
37
Curiosidades
38
No Japão é assim!
39
Já na China é assim!
37
38
39
13/08/2020
14
40
Curiosidades
Materiais Cerâmicos - Revestimentos
41
Curiosidades
42
Curiosidades
40
41
42
13/08/2020
15
43
Curiosidades
44
Curiosidades
45
Curiosidades
43
44
45
13/08/2020
16
46
Curiosidades
47
Curiosidades
48
Curiosidades
46
47
48
13/08/2020
17
49
Curiosidades
50
O que é junta de assentamento?
São espaçamentos entre as 
placas cerâmicas que servem 
para corrigir variação de 
tamanho em produtos não 
retificados e absorver 
movimentações da base de 
assentamento. Devem ser 
preenchidos com 
rejuntamento
ANNE SILVA, 2018
51
O que são as juntas de dilatação e movimentação?
São espaçamentos previstos em projeto, nos perímetros da área 
a ser revestida, entre pilares e no encontro de paredes ou do piso 
com o azulejo. Estes espaçamentos devem ser preenchidos com 
material elástico como mastique a base de poliuretano. 
ANNE SILVA, 2018