A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
LAJES MACIÇAS

Pré-visualização | Página 2 de 2

não 
são aplicadas em construções residenciais e de pequeno porte, pois nesses tipos de 
construção outros tipos de lajes se tornam mais vantajosos economicamente e no 
processo construtivo. 
MATERIAIS UTILIZADOS 
• Concreto (cimento, brita, areia, água, aditivos); 
• Aço para armadura; 
• Formas de madeira, onde são usadas as espécies: pinus, compensado naval, compensado 
resinado; 
• Forma metálica. 
VANTAGENS 
 Há maior disponibilidade de mão de obra e material para execução deste modelo de laje; 
 Modelo é razoavelmente versátil, sendo usado nos mais diversos tipos de construção; 
 O sistema permite, além dos desenhos planificados, formatos tridimensionais e fluidos; 
 Apresenta ainda alto grau de resistência a trincas e a fissuras, se bem executada, já que o 
concreto seco vira um bloco único e contrai uniformemente. 
 Possui um bom desempenho em relação a resistência dos esforços; 
 Pode auxiliar no sistema de contraventamento da edificação, através da propriedade de 
chapas; 
 Acabamento liso na parte inferior; 
 Permite diferentes formatos dos panos da laje. 
 
DESVANTAGENS 
 Alta geração de resíduos – Elas consomem muitas fôrmas – que podem ter de ser 
descartadas depois, e também, mais concreto, gerando assim mais resíduos; 
 Estrutura se torna mais pesada, o que dificulta o vencimento de vãos maiores; 
 Custo elevado em relação a diversos outros sistemas de laje; 
 
 Mal desempenho da acústica nos ambientes; 
Elevado consumo de concreto 
 
 Peso próprio elevado, o que estimula maiores reações no restante da estrutura; 
 
 Utilização de formas, com dificuldade de reaproveitamento; 
 
PRINCIPAIS NORMAS 
• NBR 6118 Projetos e execução de obras de concreto armado; 
• NBR 6120 Cargas para o calculo de estruturas de edificações; 
• NBR 7191 Execução de desenhos para obras de concreto simples e armado; 
• NBR 6123 Forças devidas ao vento em edificações; 
• NBR 7480 Barras e fios de aço destinados a armaduras para concreto armado; 
• NBR 722 Execução de concreto dosado em central; 
• NBR 8953 Concreto para fins estruturais – Classificação por Grupos de resistências; 
• NBR 9062 Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado; 
• NBR 12655 Concreto – Preparo, controle e recebimento do concreto. 
CONCLUSÃO 
Diante do que foi exposto, concluímos que a escolha do tipo de laje vai depender de 
vários fatores, no entanto, as lajes maciças são as mais comuns e mais utilizadas em 
obras de pequeno e médio porte, pois apresentam um método eficiente e não precisam 
necessariamente de mão de obra especializada por serem moldadas por formas feitas em 
obras.