A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Apol 2 História Contemporânea das Relações Internacionais Natasha

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 2/10 - História Contemporânea das Relações Internacionais
Leia o fragmento de texto a seguir: “Os conspiradores brasileiros tinham nos Estados Unidos um aliado, mas era melhor para o interesse tanto dos norte-americanos quanto dos generais, que o golpe, se possível, fosse dirigido pelos próprios brasileiros. Os Estados Unidos podiam agir com discrição, como atesta a interrupção das visitas sociais de Vernon Walters à residência de Castelo Branco durante o período que precedeu o golpe”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PARKER, P.R. O papel dos Estados Unidos no golpe de Estado de 31 de março. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1977. p. 128. 
A partir do texto e dos conteúdos trabalhados pelo livro-base Da Revolução Francesa até nossos dias: um olhar histórico, analise as afirmativas a seguir, sobre a participação norte-americana nas ditaduras da América Latina nos anos 1960 e 1970:
I. A participação dos Estados Unidos na implantação de ditaduras na América Latina ocorreu de várias formas, mas sabe-se que os golpes militares tiveram o apoio de políticos, militares e do serviço secreto norte-americano.
II. A Escola das Américas foi uma das estratégias utilizadas pelo governo norte-americano para difundir seus ideais anticomunistas. Através de um sistema de bolsas oferecidas a estudantes secundaristas de diversas regiões da América do Sul, adolescentes eram enviados aos Estados Unidos de onde voltavam doutrinados ideologicamente.
III. Com o apoio do serviço secreto norte-americano, foi criada na década de 1970 a Operação Condor, através da qual foram criados mecanismos para a integração dos serviços de inteligência das ditaduras, permitindo a perseguição de fugitivos políticos que se refugiavam em outros países.
IV. Durante muito tempo os Estados Unidos não reconheceram sua participação nos episódios relacionados às ditaduras em países da América Latina, mas a redemocratização, a abertura dos arquivos e a instalação de comissões da verdade nesses países têm revelado que o governo norte-americano colaborou de forma direta na manutenção desses regimes políticos.
Estão corretas apenas as afirmativas:
Nota: 10.0
	
	B
	I, III e IV
Questão 3/10 - História Contemporânea das Relações Internacionais
Leia o seguinte fragmento de texto: “O que se convencionou chamar de neoliberalismo é uma prática político-econômica baseada nas ideias de pensadores do século XX, principalmente norte-americanos e ingleses, que afirmavam que os governos já não podiam mais manter os pesados investimentos que haviam realizado após a Segunda Guerra Mundial. Defendiam, portanto, uma redução da ação do Estado na economia. Essas teorias ganharam força depois que os conservadores foram vitoriosos nas eleições de 1979 na Inglaterra (elegendo Margareth Thatcher como primeira-ministra) e de 1980, nos Estados Unidos (com a eleição de Ronald Reagan para a presidência). Desde então, o Estado passou apenas a preservar a ordem política e econômica, deixando as empresas privadas livres para investirem como quisessem”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: CHAVES, L. C. Disponível em: <www.culturabrasil.pro.br/neoliberalismoeglobalizacao.htm>. Acesso em: 20 out. 2017.
De acordo com os conteúdos trabalhados pelo livro-base Da Revolução Francesa até nossos dias: um olhar histórico com relação às correntes do pensamento neoliberal e à sua adoção por governos após os anos de 1980, relacione corretamente os itens a seguir com suas respectivas características:
1 Friedrich August von Hayek
2 Milton Friedman
3 Margaret Thatcher
4 Ronald Reagan
( ) Defendia que as políticas adotadas por Roosevelt no New Deal só prolongariam a crise econômica e social por não levarem em conta a eficiência econômica, mas a manutenção dos empregos (considerada uma forma de conquistar o eleitorado).
( ) Responsável pela adoção de medidas de cunho neoliberal nos Estados Unidos, realizou reformas nos gastos públicos, especialmente no tocante a programas sociais, o que resultou na ampliação das desigualdades sociais.
( ) Crítico do estado de bem-estar social, afirma que esse tipo de política levaria ao colapso da civilização, uma vez que o protecionismo do estado aos trabalhadores seria uma forma de restringir as liberdades e criar dependência e comodismo.
( ) Defendendo a redução do estado, foi responsável pela adoção de reformas econômicas neoliberais na Inglaterra, como a privatização de empresas estatais, a realização de alterações na legislação trabalhista e a redução de impostos.
Agora, assinale a alternativa que contém a sequência correta:
Nota: 10.0
	
	D
	2 – 4 – 1 – 3
Questão 4/10 - História Contemporânea das Relações Internacionais
“Uma das primeiras medidas adotadas pelo novo governo foi determinar que as refinarias de petróleo, controladas, em sua maioria, por empresas estadunidenses, passariam a comprar e processar apenas petróleo vindo da União das Republicas Socialistas Soviéticas (URSS), mas, como houve recusa por parte dos dirigentes dessas refinarias, o governo cubano expropriou as refinarias e as nacionalizou. Em reação a isso, o governo dos Estados Unidos cancelou as importações de açúcar cubano, o que também levou à nacionalização de todas as empresas na ilha e à tomada de terras cujos donos eram estadunidenses”. 
Fonte: FERREIRA, Ana Paula Lopes e MÈRCHER, Leonardo. História Politica Comparada da América Latina. Curitiba: Intersaberes, 2015. (p. 167).  
 Tendo como base os conteúdos abordados na aula 5 sobre a Guerra Fria e, em particular, sobre a Revolução Cubana, assinale a alternativa correta:
Nota: 10.0
	
	D
	A “cláusula democrática” levou a expulsão de Cuba da Organização dos Estados Americanos
 
Questão 7/10 - História Contemporânea das Relações Internacionais
Leia o seguinte excerto: “A II Guerra Mundial termina. As principais potências imperialistas (França e Inglaterra) saíram completamente arrasadas da guerra, tornando insustentável a manutenção de seus vastos territórios coloniais. Foi durante essa época que se iniciou o movimento de descolonização afro-asiática”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: BURSZTYN, Marcel; PERSEGONA, Marcelo. A grande transformação ambiental: uma cronologia da dialética homem-natureza. Rio de Janeiro: Garamond, 2008. p. 1945.
A partir do texto e dos conteúdos trabalhados pelo livro-base Da Revolução Francesa até nossos dias: um olhar histórico, analise as afirmativas a seguir, sobre o processo de descolonização afro-asiática:
I. Em comum, as independências africanas tiveram o suporte ideológico do liberalismo econômico e a adoção de regimes democráticos que garantiram a estabilidade política dos novos países.
II. A Índia foi uma das primeiras possessões coloniais a alcançar sua independência, a partir do movimento de desobediência civil liderado por Mahatma Gandhi.
III. Nos processos de descolonização da Ásia, assim como na África, verificou-se o predomínio de negociações pacíficas entre os países e suas antigas metrópoles, sustentadas por acordos de paz sustentados pela ONU após a Segunda Guerra Mundial.
IV. Estados Unidos e União Soviética, interessados em fazer crescer suas áreas de influência no contexto pós-Segunda Guerra, interferiram no processo de independência de diversos países.
Estão corretas apenas as afirmativas:
Nota: 10.0
	
	C
	II e IV
Questão 8/10 - História Contemporânea das Relações Internacionais
Leia o excerto a seguir: “Nos oito anos que durou, a Guerra Irã-Iraque matou cerca de quinhentas mil pessoas e fez um milhão de feridos. Os dois países saíram do conflito exaustos e endividados, mas o Iraque (ao contrário do Irã) conservou forças armadas ainda poderosas e coesas, e Saddam Hussein manteve considerável prestígio no mundo árabe”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele estará disponível em: FREIGNIER, Michel, Guerra e Paz no Oriente Médio. São Paulo: Ática, 2002. p. 49.
Sobre o conflito entre o Irã e o Iraque