A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
Aula 6 - Papéis de Trabalho

Pré-visualização | Página 1 de 3

Disciplina: Auditoria Contábil e Operacional
Aula 6: Papéis de Trabalho
Apresentação
Nesta aula, vamos apresentar os papéis de trabalho, um conjunto de formulários e documentos
que apresentam informações e apontamentos obtidos pelo auditor durante o seu exercício de
verificação na empresa.
Também vamos abordar a forma e o conteúdo dos papéis de trabalho, ou seja, os requisitos que
estes deverão ter para cumprir sua função, que é possibilitar o trabalho do auditor.
Bons estudos!
Objetivos
Reconhecer o que são papéis de trabalho;
Distinguir os diferentes tipos de papéis de trabalho;
Compreender sua organização e codificação.
O que são os papéis de trabalho?
Quando o auditor começa a realizar seu trabalho, para comprovar o que foi auditado,
precisa de papéis de trabalho. Vamos ver como isso funciona, o que são e como são
organizados e apresentados.
Vamos verificar para que servem e como é o procedimento, bem como os aspectos
gerais dessas ferramentas tão importantes para o trabalho do auditor.

Para que servem os papéis de trabalho?
Crepaldi (2011) afirma que o auditor deve documentar as questões importantes para
proporcionar a evidência. Com isso, visa fundamentar seu parecer e comprovar que a
auditoria foi executada de acordo com as Normas de Auditoria Independente das
Demonstrações Contábeis.

O que são os papéis de trabalho?
Para Attie (2011), os papéis de trabalho formam um conjunto de formulários e
documentos que apresentam informações e apontamentos obtidos pelo auditor durante
seu trabalho. Também apresentam as provas e descrições dessas realizações, que
constituem a evidência do trabalho executado e o fundamento da opinião do auditor.

Saiba mais
Segundo a NBC TA 230, os papéis de trabalho podem ser assim definidos como
Documentação de auditoria .
Objetivos dos papéis de trabalho
Segundo Crepaldi (2011), os papéis de trabalho se destinam a:
01
Ajudar, por meio da análise dos documentos de auditoria anteriores ou pelos coligidos
quando da contratação da primeira auditoria, no planejamento e na execução da
auditoria;
02
Facilitar a revisão do trabalho de auditoria;
03
Registrar evidências de trabalho executado, fundamentando o parecer do auditor
independente;
04
Fornecimento de um registro escrito permanente do trabalho efetuado;
1
05
Fornecimento de informações importantes com relação ao planejamento contábil
econômico e financeiro das entidades;
06
Fornecimento aos encarregados da possibilidade de avaliar os atributos dos membros
da equipe relativos a diversos aspectos.
Forma e conteúdo dos papéis de trabalho
Crepaldi (2011) afirma que o auditor deverá registrar, nos papéis de trabalho,
informações relativas a:
 
Planejamento de auditoria

 
Natureza da auditoria

 
Oportunidade dos procedimentos aplicados

 
Extensão dos procedimentos

 
Conclusões da evidência de auditoria

 
Resultados obtidos
Além disso, para o autor, deverá ser incluído o juízo do auditor acerca de todas as
questões significativas, juntamente com a conclusão a que este chegou, além das áreas
que apresentam questões de difícil julgamento.
Ainda de acordo com o autor (2011, p. 431) a forma e o conteúdo dos papéis de trabalho
podem ser afetados por:
Natureza do trabalho;
Natureza e complexidade da atividade da entidade;
Natureza e condição dos sistemas contábeis e de controle interno da entidade;
Direção, supervisão e revisão do trabalho executado pela equipe técnica;
Metodologia e tecnologia utilizadas no curso dos trabalhos.
Perez Júnior (2012) afirma, de forma complementar, que os papéis de trabalho incluem a
compilação de informações tais como:
Planejamento do trabalho;
Mapas preparados pelo departamento de Contabilidade, Financeiro ou
�scal, ou até mesmo pelo auditor;
Memorandos e correspondências relevantes;
Con�rmações de saldos obtidos por terceiros;
Pasta corrente — papéis de trabalho com exame das transações, programas
de auditoria, con�rmação de terceiros.

Atenção
Attie (2011) afirma que a pasta corrente reúne a ordem da tarefa e autoriza o
trabalho em si: o controle de horas despendidas na execução, programa de
trabalho detalhado, todas as informações obtidas e outros que fundamentem a
opinião do auditor.
Atividade
1. Os papéis de trabalho não se limitam aos registros elaborados pelo auditor, mas
podem incluir outros registros apropriados, como minutas de reuniões elaboradas
pelo pessoal da entidade e acordadas com o auditor.
 a) Certo.
 b) Errado.
i éi
Pastas para arquivar os papéis
Nas chamadas pastas permanentes, deverão ser arquivados os papéis de trabalho com
informações que serão utilizadas no futuro: estrutura organizacional, planos de conta,
fluxograma, manual de procedimentos, questionários de avaliação dos controles
internos, entre outros.
Attie (2011) complementa que, embora cada atividade de
auditoria seja diferente uma da outra, o conteúdo das pastas
de papéis permanentes pode variar.
Veja alguns exemplos:
Dados históricos
Dados contábeis
Dados de controle interno
Dados contratuais
Dados analíticos
Dados de planejamento de longo prazo
Formas e conteúdo dos papéis de trabalho
– aspectos práticos
Crepaldi (2011) afirma que todos os papéis de trabalho devem apresentar as seguintes
informações básicas:
Ainda com relação aos papéis de trabalho, é preciso entender os seguintes conceitos:
Células-mestras — o título é o nome do grupo ou subgrupo de contas do balanço;
Células analíticas — o título irá demonstrar o tipo de análise ou procedimento de
auditoria aplicado, fazendo referência ao item de programa de auditoria que se
aplica;
Data — indica a data do trabalho. Caso haja trabalhos de auditoria interna
combinados com o de auditoria externa, também deverão constar as
demonstrações a que se referem;
O nome de quem preparou a célula no canto inferior direito;
As iniciais de quem a prepara indicam quem foi responsável por seu
preenchimento;
Caso haja trabalho conjunto com a auditoria interna, deverá constar a frase
“Preparado pela auditoria interna”.
 Fonte: Shutterstock.
Aspectos fundamentais dos papéis de
trabalho
A tabela abaixo apresenta esses aspectos:
Aspecto Descrição
Completabilidade
Os papéis de trabalho necessitam ser completos por si só, relatando
começo, meio e fim do trabalho praticado.
Concisão
Os papéis de trabalho devem ser concisos, ou seja, ser entendidos
sem necessidade de explicações da pessoa que o elaborou.
Objetividade
Os papéis de trabalho deverão ser objetivos, ou seja, demonstrar
aonde o auditor quer chegar, de forma clara.
Limpeza
Os papéis de trabalho deverão estar limpos, de forma a não prejudicar
seu entendimento.
Lógica
Devem ser elaborados de forma lógica de raciocínio, na sequência
natural o objetivo a ser atendido.
Pontos essenciais dos papéis de trabalho. Fonte: Adaptado de Attie (2011) e Crepaldi (2011).
Atividade
2. A Resolução CFC nº 986/2003 (NBC TI 01), no que se refere aos papéis de
trabalho, estabelece que:
 a) São ferramentas destinadas apenas ao registro em meio físico, que devem ser
organizadas e arquivadas de forma sistemática e racional.
 b) São documentos e registros de fatos, informações e provas obtidos no curso
da auditoria para dar suporte à opinião do auditor.
 c) Devem ter abrangência superficial, uma vez que se trata de ferramenta de
suporte.
 d) Não é ferramenta adequada para proporcionar a compreensão da extensão
dos procedimentos de auditoria aplicados.
 e) A boa prática dos trabalhos não recomenda que sejam anexados a outros
tipos de documentos.
Organização dos papéis de trabalho
Perez Júnior (2012) a�rma que a padronização dos papéis de trabalho
geralmente ocorre para facilitar seu uso e sua classi�cação.
Para o autor, as células-mestras detalham as contas da razão do balanço
ou da conta sintética examinada e são comprovadas por cédulas
detalhadas (programas, cédulas-suporte, testes e mapas), que apresentam
o trabalho realizado e sua evidência.
Codi�cação dos papéis de trabalho
Attie (2011, p. 240) afirma:

Com o intuito de arquivar,