A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Evolução e diversidade biológica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Diversidade Biológica 
 Qualquer variação no sistema vivo. Essa 
variação pode estar representada por: 
1. Variabilidade no número de espécies 
2. Variabilidade genética 
3. Variabilidade de ecossistemas 
4. Variabilidade bioquímica 
Entre vários outros, pois qualquer variação no 
sistema vivo pode ser considerado diversidade 
biológica. 
Reinos 
 Eubacteria 
 Archaea 
 
 Fungi 
 “Protista” 
 Plantae 
 Animália (= Metazoa) 
Recentemente foi sugerida uma nova categoria 
acima de reino chamada de domínio: Eubacteria, 
Archaea e Eukaryota. 
 Eubacteria 
 Archaea 
 Fungi 
 “Protista” 
 Plantae 
 Animália (= Metazoa) 
O que uni esses quatros grupos é a presença de 
células eucarióticas. 
A biodiversidade não é constante. Ela pode 
variar de acordo com: 
1. Espaço 
2. Altitude (ambiente terrestre) ou profundidade 
(ambiente aquático) 
3. Tempo 
 Ao longo do tempo a diversidade diminui ou 
aumenta. 
o Redução da diversidade -> desaparecimento 
de espécies: extinções. 
o Produção da diversidade -> formação de 
novas espécies: evolução por seleção 
natural. 
Seleção natural e Evolução 
 Seleção natural: sobrevivência e reprodução 
diferencial entre os indivíduos. 
 Evolução: descendência com modificação. 
Acúmulo de mudanças ao longo das gerações. 
o Para que a evolução ocorra, ela precisa do 
processo de seleção natural. 
Especiação 
Processo evolutivo que resulta na formação 
de uma nova espécie. 
Tipos de especiação: 
1. Anagênese: é o processo na qual uma espécie 
ancestral ao longo do tempo, das gerações vai 
sofrendo mudanças graduais nas frequências 
gênicas, até chegar um ponto no qual ela se 
diferencia com uma nova sua espécie. 
2. Cladogênese: é o processo na qual uma espécie 
ancestral da origem a duas ou mais espécies, 
ou seja, em um momento de sua história 
evolutiva, a sua espécie ancestral sofreu uma 
ruptura com a população homogênea, ela se 
separou em dois ou mais ramos, fazendo com 
que cada espécie apresentasse a sua história 
evolutiva própria. 
Classificação da cladogênese: 
1. Alopátrica: separação geográfica da população 
impossibilitando o fluxo gênico entre os 
indivíduos que foram separados (esses 
indivíduos ficaram isolados reprodutivamente). 
2. Simpátrica: especiação (cladogênese) ocorre 
sem a separação geográfica, sem isolamento 
reprodutivo geográfico. 
o Diferentes indivíduos de mesma espécie 
especializam-se na ocupação de 
componentes distintos do ambiente. 
o A população de uma espécie deixa de 
funcionar com uma população homogenia. 
o Isolamento reprodutivo biológico pode 
ocorrer, mas sem isolamento geográfico 
@agrostudym 
Procariotos 
Eucariotos 
Eucaryota 
(= Eukarya) 
(existirá a possibilidade de ocorrer fluxo 
gênico). 
Evidências que suportam a teoria 
evolutiva e a seleção natural 
Teoria evolutiva: 
 Os registros fósseis mostrando espécies que 
existiram há milhares de anos atrás. 
 A biogeografia explicando a distribuição de 
espécies no tempo e espaço. 
 A anatomia comparada apresentando a 
similaridade entre grupos de espécies, onde 
apresentam diferentes funções, mas possuindo 
uma mesma base genética; 
Seleção natural: 
 Melanismo industrial; 
 Resistência de artrópodes pragas a 
pesticidas. 
@agrostudym