A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Fundamentos historicos em enfermagem avaliação I

Pré-visualização | Página 1 de 4

Avaliação I
	O cuidado em saúde passou por muitas variações no decorrer da História, sempre relacionadas com os contextos vividos e a influência que cada época teve sobre a perspectiva do adoecimento e do estar saudável. Tomando por base uma revisão teórica da literatura a respeito dos conceitos de saúde e doença ao longo da História, nas perspectivas epidemiológica e antropológica, relacione cada período associado às organizações sociais e conquistas intelectuais relacionadas à saúde com sua respectiva definição:
I- Práticas de saúde instintivas.
II- Práticas mágico-sacerdotais.
III- Práticas de saúde no alvorecer da ciência.
IV- Práticas de saúde monástico-medievais.
V- Práticas de saúde pós-monásticas.
VI- Práticas de saúde no mundo moderno.
(  ) Momento em que os grupos sociais eram nômades. Acredita-se que os homens eram responsáveis pela caça e proteção da comunidade em que viviam, normalmente em cavernas, enquanto as mulheres cuidavam das crianças e da moradia. Nesse aspecto, era a mulher também que cuidava dos ferimentos do homem e familiares, baseando-se na observação de resultados de procedimentos realizados empiricamente.
(   ) A Renascença, movimento artístico, cultural e intelectual nascido na Itália, foi decisivo para a busca científica do cuidado em saúde. O progresso da ciência foi, naturalmente, determinando o aperfeiçoamento gradual dessas casas de assistência. Principalmente a cirurgia tomou bom impulso não só pelo melhoramento dos conhecimentos anatômicos, como também pelo abandono da obediência à Igreja. A fundação das universidades, a descoberta da imprensa e do microscópio e a intensificação do tráfego foram ações que contribuíram para o desenvolvimento da ciência médica.
(  ) O homem se apodera do conhecimento e o reveste de misticismo, nesse momento, o conhecimento sobre o mundo e tudo o que o cerca era restrito aos sacerdotes em seus templos – portanto, baseado exclusivamente na crença da relação de tudo com a religião ou manifestação espiritual. Período em que a religião tinha papel muito importante, interferindo na vida de toda a comunidade. Há vários deuses, responsáveis por atividades diversas, como agricultura, fartura, chuva e saúde. As cidades são protegidas por deuses diferentes, a quem competia a proteção do povo e de suas necessidades.
(  ) O momento com o poder militar, os grandes latifundiários, os patrões ameaçando colonos e o feudalismo. As práticas de saúde são influenciadas pelas questões econômicas, sociais e políticas do medievo e da sociedade feudal. Há as guerras bárbaras e disputas por terras do início da queda do império romano; ao mesmo tempo, a devastação das terras, com a morte de soldados e muitos feridos, leva à disseminação de doenças relacionadas à falta de higiene e promiscuidade sexual. Epidemias de sífilis, lepra e malária e manifestações geográficas de terremotos e inundações propiciam retrocesso de crendices em manifestações e superstições. O misticismo volta a ser o foco de tratamentos de saúde, desvinculando-se o conhecimento científico.
(   ) Período que vai do final do século V e início do século IV a.C., começavam as insatisfações quanto à crença de deuses responsáveis por cada vez mais privilégios aos ricos e menos aos pobres e escravos. A filosofia abre espaço para uma observação mais criteriosa da relação entre a natureza e as manifestações humanas. Não há ainda conhecimentos anatomofisiológicos. As práticas de saúde na tradição romana trouxeram muitas influências na área de higiene e saneamento.
(  ) Mostra-se um período de grandes descobertas, de descortinar o conhecimento e dar possibilidade de avanço de várias áreas do conhecimento e, consequentemente, da saúde. No laboratório de Louis Pasteur e em outros, o microscópio, descoberto no século XVII, mas até então não muito valorizado, trazia a existência de micro-organismos causadores de doença, possibilitando a introdução de soros e vacinas. Poderia se pensar agora na prevenção e cura das doenças. As descobertas marítimas que trouxeram e levaram doenças de contágio puderam ser estudadas e exploradas através das descobertas de vacinas, medicações e avaliações clínicas.
Assinale a alternativa correta, que relaciona a sequência do período de saúde com sua definição exata.
		Resposta Selecionada:
	a. 
I, V, II, IV, III, VI
	Respostas:
	a. 
I, V, II, IV, III, VI
	
	b. 
I, III, II, IV, VI, V
	
	c. 
VI, V, II, I, IV, III
	
	d. 
I, IV, II, V, III, VI
	
	e. 
III, II, I, V, IV, VI
	Feedback da resposta:
	Resposta Correta: A
Comentário: A resposta correta é a A, apresenta o processo saúde e doença que foi evoluindo e se adequando às influencias sociais vigentes, refletindo costumes e ideias de médicos e teóricos de seu tempo.
· Pergunta 2
0,5 em 0,5 pontos
	
	
	
	Florence Nightingale é considerada a fundadora da Enfermagem Moderna, obteve maior importância durante sua participação como voluntária na Guerra da Crimeia, em 1854. Além de quebrar o preconceito que existia em torno da mulher no Exército, ela reorganizou a enfermagem e salvou vidas. Seu nome era sinônimo de doçura, eficiência e heroísmo, transformou a visão da sociedade em relação à enfermagem e ao estabelecimento de uma ocupação para a mulher da época. Sobre a História da Enfermagem, assinale a alternativa incorreta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	d. 
Ao longo da descrição histórica da evolução das práticas de saúde, se aborda a Enfermagem, com relatos de cuidadores com habilidades específicas ou conhecimento técnico. Geralmente, a figura de alguém realizando cuidados com doentes está relacionada a pessoas com estudos.
	Respostas:
	a. 
A Enfermagem tem uma relação com a sociedade permeada pelos conceitos, preconceitos e estereótipos que se estabeleceram na sua trajetória histórica e que influenciam até hoje a compreensão de seu significado enquanto profissão da saúde composta de gente que cuida de gente.
	
	b. 
Os saberes e práticas de enfermagem que contribuíram para que Nightingale seja considerada a fundadora da Enfermagem Moderna em todo o mundo foram oriundos também de suas experiências: educação aristocrática que lhe permitiu ter acesso a vários idiomas, à matemática, religião e filosofia; e seus estágios com as Irmãs de Caridade, onde aprendeu os primeiros passos da disciplina na enfermagem (regras, horários rígidos, religiosidade e divisão do ensino por classes sociais).
	
	c. 
Florence Nigthingale e seus pressupostos, de uma forma ou de outra, sempre estiveram ligados à história da enfermagem enquanto profissão, considerando que apenas a partir da fundação da Escola de Enfermagem no Hospital Saint Thomas, inicia-se o período conhecido como Enfermagem Moderna em todo o mundo.
	
	d. 
Ao longo da descrição histórica da evolução das práticas de saúde, se aborda a Enfermagem, com relatos de cuidadores com habilidades específicas ou conhecimento técnico. Geralmente, a figura de alguém realizando cuidados com doentes está relacionada a pessoas com estudos.
	
	e. 
As ideias de Florence Nightingale acerca da enfermagem como profissão divergiam da ideologia da era vitoriana, correspondente à prática da enfermagem. A escola iniciou seu funcionamento tendo por base o preparo de enfermeiras para o serviço hospitalar e visitas domiciliares a doentes pobres; e o preparo de profissionais para o ensino de enfermagem.
	Feedback da resposta:
	Resposta Correta: D
Comentário: A alterativa D está errada porque ao longo da história não temos relatos de cuidadores com habilidades específicas ou conhecimento técnico. Os cuidados eram realizados por escravos, serviçais, mulheres religiosas ou leigos.
	
	
	
· Pergunta 3
0 em 0,5 pontos
	
	
	
	“O processo de construção do Sistema Único de Saúde é resultante de um conjunto de embates políticos e ideológicos, travados por diferentes atores sociais ao longo dos anos. Decorrente de concepções diferenciadas, as políticas de saúde e as formas como se organizam os serviços não são fruto apenas do momento atual, ao contrário, têm uma longa trajetória de formulações e de

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.